Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Gol histórico de Basílio vira quadros em ação do Corinthians

Projeto produz 4 obras de arte, com 77 unidades cada, que serão vendidas a torcedores e autografadas por ídolo do clube

O Corinthians e Basílio retrataram em quadros o gol do ídolo, que valeu o título do Paulistão de 1977 ao clube. O projeto Libertação 77, idealizado pela empresa Grandes Momentos do Esporte, apresenta quatro quadros pintados à mão, cada um contando o gol histórico de um ângulo diferente: Alforria, Divino Drama, Bendita Baderna e Apoteose.
Haverá 77 unidades de cada um dos quadros, com preços que variam de R$ 990 a R$ 2.790. As peças serão entregues pelo próprio Basílio, em evento na Arena Corinthians, em dezembro. As compras podem ser feitas pelo site www.grandesmomentos.com.br.
“Mesmo passados 40 anos, ainda não caiu a ficha sobre a importância do meu gol. Fico muito feliz por saber que torcedores poderão eternizar este momento na parede de suas casas”, afirmou o ex-jogador.
Os quadros Alforria (80cm x 120cm), de Mauro Vila Real e Divino Drama (60cm x 80cm), de Esbomgaroto, tiveram todas as unidades pintadas a mão. Já as gravuras Bendita Baderna e Apoteose são reproduções em papel algodão de obras de Rodolfo Vanni, que estarão disponíveis em dois tamanhos (60cm x 80cm) ou (75cm x 100cm). Todas as obras serão autografadas por Basílio.
“O significado de cada obra é único para cada torcedor. É um privilégio poder retratar o gol do Basílio, um dos mais importantes da história do futebol brasileiro”, disse Rafael Moraes, um dos idealizadores do projeto pela Grandes Momentos do Esporte.
A seleção de artistas e o acompanhamento da execução das obras é feita em parceria com a Fresh Ink, agência de brand content. A empresa possui mais de 300 artistas em seu portfólio.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/gol-historico-de-basilio-vira-quadros-em-acao-do-corinthians_33520.html#ixzz4zNE0yLow

Atlético Mineiro e Topper celebram marca de sócios

Time chegou a 100 mil associados no último mês

A Topper lançou um novo uniforme para o Atlético Mineiro. O modelo, todo preto com detalhes cinzas, é uma homenagem à marca antigida pelo time: foram alcançados 100 mil associados ao programa Galo na Veia.
A nova camiseta do time mineiro já está à venda, por R$ 223. Um detalhe do uniforme é que todos os patrocínios ficaram em preto e branco, inclusive a marca da Caixa, o aporte máster do Atlético.
A tiragem da camisa será de 2 mil unidades. E, para valorizar os sócios-torcedores, o início das vendas será limitada aos associados do programa atleticano. Haverá, inclusive, uma escalada de comercialização. Os sócios de planos mais caros têm preferência na compra.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/atletico-mineiro-e-topper-celebram-marca-de-socios_33537.html#ixzz4zNEXIcpY

'Limpo', Tite fecha contrato com Cimed

Patrocinador da CBF usa pesquisa para escolher treinador para campanha pré-Copa

Com a Copa do Mundo próxima, o técnico da seleção brasileira, Tite, começa a faturar mais com publicidade. Visto como o principal responsável pela brusca mudança de comportamento do time nacional, que segue invicto sob seu comando, o treinador vai anunciar nesta sexta-feira o seu segundo contrato de patrocínio, o primeiro com uma marca que também é patrocinadora da seleção brasileira.
Tite será o rosto da publicidade da Cimed nos próximos meses, antes da Copa do Mundo. A escolha foi feita após uma análise da imagem do treinador.
 “Seu nome lidera todas as pesquisas de opinião quando o assunto são valores como credibilidade, confiança e idoneidade, algo que também buscamos como prioridade em nossa linha de medicamentos genéricos. Sua postura no comando da seleção é uma grande inspiração para nossa empresa e reflete nossa busca por resultados cada vez maiores”, diz João Adibe, presidente do Grupo Cimed.
O treinador já tem sido o rosto da Samsung, que deixou de ser patrocinador da CBF, mas que faz campanha maciça de venda de TV no período pré-Copa. Com a Cimed, Tite deve abrir as portas para outros patrocinadores da seleção brasileira, principalmente por ter ajudado a resgatar a confiança na equipe.
A apresentação do treinador como parceiro da Cimed foi feita durante evento fechado para diretores da empresa, na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Foi lá que ele tirou as fotos com João Adibe e que estão sendo usadas na divulgação do acordo.
"A parceria com Tite trará ainda mais relevância ao nosso patrocínio com a seleção brasileira e reforçar o orgulho da Cimed em ser uma empresa 100% nacional”, afirma Helio Melo, diretor de marketing do Grupo Cimed.
A empresa, que é uma das cinco maiores farmacêuticas do Brasil, atingiu em 2017 recorde de faturamento, com receitas de mais de R$ 1 bilhão no ano.
No esporte, além da CBF, a Cimed apoia a CBV e, também, tem um time na Stock Car. Nos anos 90, a marca chegou a patrocinar o Goiás e o Vila Nova e teve time na Superliga de vôlei.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/limpo-tite-fecha-contrato-com-cimed_33539.html#ixzz4zNEMG8IJ

Meltex leva exposição do Palmeiras ao interior

Loja de Botucatu ganhou evento "Nascemos Campeões"

A Meltex, responsável pela administração das lojas oficiais do Palmeiras, levou a exposição "Nascemos Campeões" ao interior de São Paulo, precisamente para a unidade em Botucatu.
A amostra remete à arrancada do Palmeiras no Paulistão de 1942, momento em que o clube deixava de se chamar Palestra Itália para ter o atual nome.
A exposição leva uma série de taças históricas do Palmeiras, que inclui até o troféu da Libertadores de 1999. O evento já tinha acontecido em São Paulo, na unidade da loja do time na Rua Augusta.
“Queremos que os torcedores se aproximem mais do clube, e a nossa preocupação em estreitar essa relação é constante”, justificou o gerente de marketing da Meltex, Márcio Bueno.
A própria unidade de Botucatu já recebeu outras ações da empresa. Ex-jogadores do Palmeiras, Evair, Cesar Maluco, Tonhão e César Sampaio já passaram pela unidade para interagir com torcedores da cidade.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/meltex-leva-exposicao-do-palmeiras-ao-interior_33533.html#ixzz4zNEDkxSV

Em festa, Paraná deixa torcedor escolher preço de ingresso

Partida já teve entrada vendida a R$ 40 mil para um empresário

“Quanto vale?” é a pergunta que faz o Paraná Clube aos seus torcedores. O valor em questão se refere ao preço do ingresso para a partida contra o Boa Esporte, no próximo sábado, mas tem um significado mais especial: o time voltou à Série A do Campeonato Brasileiro após dez anos de ausência.
Para o jogo, que será realizado no estádio Couto Pereira, do Coritiba, o torcedor poderá pagar quanto quiser pela entrada. Há apenas um entrave: a CBF impede, por regulamento, jogos com entrada a menos de R$ 20 na Série B. Desse valor para cima, o fã do time decide o quanto irá gastar.
O clube lançou uma campanha em vídeo, nas redes sociais da equipe, para indicar que a partida não será apenas mais uma. O jogo será a festa pelo retorno da equipe à Série A, e, portanto, o Paraná perguntou: “Quanto vale fazer renascer o orgulho que adormecia no peito de tanta gente?”.
Em conversa com a Máquina do Esporte, o vice-presidente do Paraná, Christian Knaut contou que a ideia era presentear o torcedor e mais uma vez resgatar o orgulho ao time. “Nós queremos ir na contramão de outros clubes, que no momento de festa sobem os preços dos ingressos. Nós deixamos os próprios torcedores escolherem o valor”, afirmou.
Na prática, o clube deverá faturar alto com a ação. Na quarta-feira (22), longas filas se formaram nas bilheterias e, assim como já aconteceu em partida do Paraná na Arena da Baixada, o público deverá ficar na casa dos 40 mil pagantes.
Somente com o ingresso mínimo, o Paraná garantiria R$ 800 mil de bilheteria, mas o clube não tem qualquer previsão do quanto será arrecadado na partida. Knaut revelou que já houve um ápice nas vendas de ingresso: um empresário de Curitiba resolver abraçar a ação e comprou uma única entrada por R$ 40 mil. 
No Couto Pereira, o Paraná planeja festa ainda maior do que a realizada na Arena da Baixada. No estádio do Atlético, o time bateu recorde de público do local em evento com mosaico e recepção com fogos. Os detalhes para o evento de sábado, no entanto, o clube ainda mantém em segredo.
Apesar da festa nos estádios dos rivais regionais, o Paraná não quer fazer partidas fora de sua casa ao longo de 2018. O time mandará os seus jogos na Vila Capanema, com capacidade para 20 mil pessoas. O motivo é esportivo: na atual Série B, o time detém a melhor campanha como mandante do torneio. Na divisão principal do futebol brasileiro, por outro lado, os tíquetes serão mais altos graças à regra da CBF de entrada mínima a R$ 40.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/em-festa-parana-deixa-torcedor-escolher-preco-de-ingresso_33528.html#ixzz4zNDpQSGw

PALMEIRAS PROMOVE CAMPANHA EM PROL DA PREVENÇÃO DO CÂNCER DE PRÓSTATA

Em parceria com a agência Peppery, Verdão alerta a todos sobre um corriqueiro problema entre adultos do sexo masculino


Embarcando em um momento decisivo de uma partida, onde a partir do início dos acréscimos, ou seja, depois dos 45 minutos do segundo tempo, muita coisa pode acontecer, o Palmeiras, em conjunto com a agência Peppery, alerta a todos sobre um corriqueiro problema entre adultos do sexo masculino: o câncer de próstata.

Com a proximidade do fim do Novembro Azul, o clube deseja reforçar a importância de realizar o exame de prevenção e lançou um vídeo de conscientização. A partir da hashtag #Depoisdos45, o Verdão relembra no material momentos marcantes da equipe que aconteceram após o tempo regulamentar, como o pênalti de Marcelinho Carioca defendido por Marcos na Copa Libertadores de 2000.

Naturalmente, a ideia da campanha é associar os 45 minutos de uma partida com os 45 anos de um homem, idade recomendada para iniciar os exames de prevenção contra o câncer de próstata.

Fonte: MKT Esportivo

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Conmebol faz exposição da taça em estádios da final

Arenas do Grêmio e do Lanús receberá o desejado troféu

A mudança de imagem da Conmebol desde o escândalo que levou à prisão a maioria dos antigos alto dirigentes do futebol sul-americano passa, também, por uma ação inédita durante as finais da Copa Bridgestone Libertadores.
Nos quatro dias que antecederam à primeira decisão, dentro da Arena do Grêmio, a taça da competição ficou exposta para o público que visitou o estádio. O mesmo irá acontecer a partir do próximo final de semana no estádio do Lanús.
A ação faz parte de uma tentativa da entidade de aproximar mais a competição do público. Na iniciativa, além da taça, está a inscrição "Final 2017", acompanhada dos símbolos de Lanús e Grêmio.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/conmebol-faz-exposicao-da-taca-em-estadios-da-final_33526.html#ixzz4zBt69NDB

Grêmio joga por título e por faturamento de 2016

Clube pode igualar ganhos de luva de televisão da última temporada

O Grêmio entrará em campo na noite desta quarta-feira (22) para tentar vencer sua terceira Libertadores, em duelo contra o argentino Lanús. Além da glória da conquista do mais cobiçado troféu de um time brasileiro, a equipe gaúcha jogará por um valor que deve mexer com suas finanças: são pelo menos R$ 40 milhões em jogo.
A conta considera os valores de premiação. Pelo título da Libertadores, o time embolsaria R$ 25 milhões. Pela participação na Copa do Mundo de Clubes da Fifa, seriam pelo menos mais R$ 13 milhões. E ainda haveria receitas extras relacionadas a patrocinadores. Segundo o jornal “Zero Hora”, somente o Banrisul, que faz aporte máster ao time, daria mais R$ 2 milhões à equipe pela conquista continental.
Os R$ 40 milhões em jogo serão fundamentais para o fôlego financeiro do time. O faturamento do Grêmio em 2016 foi de R$ 330 milhões, mas quase um terço dessa quantia veio de luvas pelo novo contrato com a Globo. Valor que não chegará neste ano e nem nas próximas temporadas. Apesar da alta nas receitas, a equipe gaúcha administra dívida superior a R$ 300 milhões.
Além da premiação direta, o Grêmio conta com outros ganhos com a boa temporada. No início deste mês, o Grêmio ultrapassou o Corinthians no ranking do Movimento por um Futebol Melhor e, hoje, mantém a marca de 131 mil sócios. Se em 2016 o programa de associados ao time levantou R$ 6 milhões ao clube, a expectativa é de bom aumento neste ano.
Outra fonte de receita também já está garantida. No jogo da semifinal da Libertadores, contra o Barcelona do Equador, 51 mil pagantes lotaram a Arena do Grêmio, o que gerou uma bilheteria de R$ 3,3 milhões. Para a final, a previsão é de um público superior a 55 mil, o que levará a uma renda ainda maior. A venda de ingresso ficou apenas com sócios-torcedores.
Por fim, o bom momento deverá aumentar ainda mais a venda de produtos licenciados. Com a campanha vencedora do time ao longo da temporada, a rede de lojas oficiais do time, a Grêmio Mania, dobrou as vendas em relação a 2016, número que deve aumentar ainda mais com o título da Libertadores.
Com toda essa renda extra, o Grêmio prevê empatar o faturamento deste ano com o de 2016, mesmo sem as luvas da televisão. Mas isso também se deve, é verdade, pela a venda de Pedro Rocha por 12 milhões de euros; o jogador foi para o Spartk Moscou. Somente com o atleta, foram mais R$ 40 milhões para a conta do finalista da Libertadores.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/gremio-joga-por-titulo-e-por-faturamento-de-2016_33525.html#ixzz4zBsumtpr

Bridgestone celebra uso de branded content na Libertadores

Empresa apostou em influenciadores para ativar patrocínio ao torneio

Detentora do title sponsor da Copa Libertadores desde 2013, a Bridgestone resolveu este ano apostar na criação de branded content e uso influenciadores para atingir os consumidores.    
Agora, no início das duas finais da competição, a empresa comemora o resultado das ações.
A parceria com o "Desimpedidos", que já produziu sete vídeos e ainda fará a cobertura das decisões para a marca renderam quase 5 milhões de visualizações e, também, ampliou o alcance dos canais digitais da Bridgestone. Os perfis da marca tiveram incremento de seguidores e fãs nas grandes redes sociais: Twitter, Facebook e Instagram.
"Conseguimos trazer grande exposição para a nossa marca usando uma linguagem diferente, mais atual e atraente para a reter a atenção do espectador. Isso se refletiu na ampliação do número de pessoas com quem conseguimos falar", diz Bruno Ranieri, coordenador de marketing da Bridgestone no Brasil e responsável pelas ativações de patrocínio da Libertadores.
O conteúdo diferenciado feito pela marca ajudou no engajamento de pessoas. Ao ativar a marca como patrocinadora do torneio, a empresa conseguiu os melhores resultados de publicações no Instagram. Um dos vídeos conta com mais de 2 mil visualizações e quase 2 mil curtidas de forma orgânica.
"Como a Libertadores foi mais longa este ano, pudemos fazer ativações planejadas ao longo da temporada. Isso ajudou a ter um alcance maior das ações", complementa Bruno Ranieri.
O início das ativações com branded content foi nas oitavas-de-final. Com a classificação do Grêmio à final, a empresa contará com a parceria com o canal para realizar a cobertura dos dois jogos mostrando ao público toda a emoção do torneio de forma mais descontraída.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/bridgestone-celebra-uso-de-branded-content-na-libertadores_33522.html#ixzz4zBsinnDh

Uber ativa Grêmio e Inter com jogo entre passageiros

Empresa dá entrada em camarote para torcedores

A Uber, que patrocina a dupla gaúcha Grêmio e Internacional, resolveu fazer uma ativação com os dois times para incentivar o uso do serviço no caminho para os estádios das duas equipes. A ação aconteceu na última semana e o resultado foi exibido nos telões das arenas.
Os torcedores dos dois times que foram ao estádio de Uber na última semana, por meio da possibilidade “UberInter” ou “UberGrêmio”, o serviço focado nos fãs dos times, puderam participar de um jogo de perguntas, com questionamento sobre a histórias das duas equipes.
Os torcedores que foram bem-sucedidos nas respostas ganharam ingressos para assistir ao jogo em um camarote da Arena do Grêmio e do Estádio Beira-Rio, do Internacional.
Como o público-alvo das ativações da Uber não é apenas o consumidor final, a ação foi feita com motoristas que torcem para os times. Dessa maneira, elas participaram diretamente do jogo, e também foram premiados com os ingressos de camarotes para as partidas.
Toda a ação foi registrada e exibida nas arenas, com as reações dos torcedores e motoristas que venceram o jogo de perguntas e foram premiados com as entradas mais nobres.
Em junho, a Uber fechou contrato de patrocínio com a dupla gaúcha para ser o “app de modalidade oficial” das duas equipes. Como incentivo ao uso do aplicativo, a empresa prometeu repassar às equipes parte do faturamento das corridas feitas em direção aos estádios.
Quando o contrato foi assinado, a promessa era melhorar o serviço ao redor dos estádios e promover prêmios aos passageiros que frequentam as arenas por meio da Uber. Na época, foi dado um desconto para as primeiras viagens dos torcedores com o serviço de transporte.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/uber-ativa-gremio-e-inter-com-jogo-entre-passageiros_33513.html#ixzz4zBsS0kIr