Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Academia Lance! Clubes faturaram R$ 670 milhões com seus estádios em 2013

Grêmio foi o time que obteve a maior receita com sua arena, atingindo R$ 67,4 milhões. Flamengo e Cruzeiro também são destaques


 
As receitas com estádios geradas pelos clubes brasileiros apresentaram um crescimento acentuado e atingiram R$ 670 milhões em 2013, segundo meu mais recente estudo. O valor é 34% superior a 2012.
 
Para calcular o montante gerado por cada clube foram consideradas as receitas com sócio-torcedor, bilheteria e outras explorações dos estádios. Muitos clubes não disponibilizam nenhuma informação adicional além da bilheteria.
O sócio-torcedor deve fazer parte das receitas com os estádios, já que o maior benefício deste público é a aquisição preferencial das entradas para os jogos, a mesma realidade do mercado europeu.
O aumento das receitas está diretamente associado ao fortalecimento das campanhas de sócio-torcedor e o impacto das novas arenas nas redeitas dos clubes. O volume gerado pelos estádios é superior a R$ 670 milhões. Esse é o valor recebido pelos clubes.
Os grandes destaques do ano passado foram Flamengo que gerou novas receitas de R$ 55 milhões e Cruzeiro com R$ 53 milhões. Os clubes campeões da Copa do Brasil e do Brasileiro criaram R$ 108 milhões novos no mercado, ou 64% do crescimento. Outro clube que viu crescer seu ganho foi o Atlético-MG, com R$ 13 milhões novos, graças a sua excelente campanha e o título da Libertadores.
Todos tiveram um desempenho superior aos demais, pois foram muito bem nas competições, exploraram de forma eficiente seu sócio-torcedor e se beneficiaram do aumento das receitas com as novas arenas.
O Grêmio liderou o ranking, que sempre foi encabeçado pelo São Paulo. O tricolor gaúcho gerou R$ 67 milhões, muito em função do seu rentável programa de sócios. Em seguida aparece o Flamengo com R$ 65 milhões, muito superior aos R$ 9,5 milhões de 2012 e o Cruzeiro com R$ 64 milhões, frente aos R$ 10,6 milhões de 2012.
O São Paulo foi o quarto com R$ 62 milhões, na sequência o Internacional com R$ 44 milhões e o Corinthians com R$ 32 milhões.
Nossos clubes estão muito distantes da realidade da exploração do conceito de matchday do futebol europeu. O Manchester United segundo a Deloitte foi o clube que melhor explorou seu estádio em 2013, com R$ 382 milhões gerados. Na sequência aparecem Real Madrid com R$ 357 milhões e Barcelona com R$ 354 milhões. Dois destes clubes já movimentam mais receitas com estádios que todos os clubes brasileiros.
O mercado brasileiro representa apenas 0,6% da movimentação das receitas com estádios e arenas no mundo. Caso nossos clubes e os gestores das arenas consigam ser mais eficientes, especialmente no aumento do público nos jogos, podemos em alguns anos atingir 2% do total.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-Lance-Clubes-faturaram-estadios_0_1192080901.html#ixzz3ADIpRSrN
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário