Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Clubes europeus focam acordos locais para subir patrocínios

Contratos para mercados específicos geraram € 54 milhões

Enquanto os clubes brasileiros e o mercado nacional têm enorme dificuldade em desassociar patrocínio da exposição criada por um evento, os europeus começar a ganhar fortunas com contratos exclusivos para um mercado específico. O instituto Recupom resolver medir essa estratégia e chegou ao número de € 54 milhões gerados em acordos locais envolvendo os 20 clubes mais ricos do mundo.
A estratégia teve início com o Manchester United, que em 2008 fechou com a Diageo por um contrato com a Smirnoff para a Ásia. Hoje, o clube inglês domina a modalidade; dos € 54 milhões, € 32 milhões envolveram a equipe, que já assinou 38 acordos do tipo.
Com o United ganhando dinheiro com a estratégia, os clubes europeus com alcance global seguiram a mesma linha. Atualmente, o Chelsea, segundo da lista, tem 13 acordos locais, seguido de Barcelona com 11 e Arsenal com oito.
A maioria dos acordos locais é fechada para o mercado asiático, continente alvo das apostas comerciais dos clubes europeus há mais de uma década. Ainda assim, os contratos se espalham da China ao Vietnam. Há também patrocínios que abrangem mais de uma região, como Oceania e América do Norte, por exemplo. Entre os segmentos, serviços financeiros e telecomunicação são os maiores interessados. 
Alguns acordos fechados em 2014:
Tecate – Barcelona: Cerveja oficial do time no México.
Saigon Hanoi Bank – Manchester City: Banco oficial do time no Vietnam.
Hansa – Arsenal : Cerveja oficial na África do Sul.
Fonte: Máquina do Esporte - UOL

0 comentários :

Postar um comentário