Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Academia LANCE!: Gestão do futebol, o que pensa o torcedor

Está claro que o torcedor é favorável à ajuda aos clubes com a renegociação de suas dívidas, mas defende punições severas aos sonegadores

A pesquisa Lance/Ibope fez uma série de questionamentos aos torcedores sobre o que eles pensam a respeito da gestão do nosso futebol. Em geral as decisões tomadas sobre o tema, ainda que citem o torcedor como o maior beneficiado de possíveis mudanças, nunca consideraram suas opiniões. A pesquisa, portanto é fundamental nesse sentido.
Para 25% dos torcedores brasileiros, após 10 anos do Estatuto do Torcedor, houve uma melhora no futebol brasileiro, deste total somente 4% consideram que melhorou muito. Entretanto para 32% dos entrevistados o futebol permanece igual, mesmo depois de tantos anos. Para 18% houve uma piora e cerca de 25% não souberam opinar.
Os dados comprovam que o Estatuto do Torcedor tão alardeado como um divisor de águas no futebol brasileiro, infelizmente se mostra bastante ineficiente na opinião de boa parte da torcida.
Quanto ao projeto para renegociar as dívidas dos clubes, a pesquisa aponta que 39% dos entrevistados são favoráveis à nova regulação. Já 32% são contrários, 19% indiferentes e 10% não souberam opinar.
Quando questionados o que deveria ocorrer com os clubes que não pagam impostos, 43% dos entrevistados defendem que os dirigentes dos clubes deveriam ser processados na justiça comum e 16% que o clube deveria ser rebaixado. Outros 15% consideram que a melhor punição deveria ser a perda de pontos e somente 6% acreditam que os clubes não deveriam ser punidos. Já 20% não souberam opinar.
Analisado as duas últimas perguntas,E Ao que parece mesmo com um grande número de torcedores que não souberam opinar, os brasileiros querem uma moralização na gestão dos clubes e punição para dirigentes que pratiquem sonegação de impostos.
Quando o assunto são os gastos salariais dos clubes, 50% dos torcedores são favoráveis a uma limitação das despesas com salários aos atletas e 27% são contrários. Para 15% dos entrevistados a limitação salarial é indiferente e 9% não souberam opinar.
Finalmente quando o assunto é a CBF, 39% dos torcedores acreditam que os clubes deveriam ter mais poder nas decisões, hoje concentradas com a entidade máxima do futebol nacional. Para 25,5% esse poder deveria ser designado para as Federações Estaduais e 35,5% são indiferentes ou não souberam responder.
A pesquisa mostra claramente que uma parte do torcedor tem opiniões sobre a gestão do nosso futebol e deveriam ser levadas em consideração pelo Governo, clubes e CBF. Infelizmente assuntos técnicos muitas vezes dificultam o entendimento de uma parte representativa da torcida, com algumas respostas sem a opinião das pessoas sobre o tema.
Os brasileiros vivem um momento de moralização do país e o futebol não deveria se isolar. Punições severas para clubes e especialmente para maus dirigentes, mais respeito ao torcedor e controle dos gastos dos clubes deveriam ser temas fundamentais quando qualquer movimentação seja feita em Brasília com o intuito de ajudar os clubes.
Seguramente isso resultaria em uma melhora da credibilidade do nosso tão combalido futebol.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-LANCE-Gestao-futebol-torcedor_0_1217278389.html#ixzz3EEgnMR64
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário