Cabeçalho

Logotipo

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Academia LANCE!: Torcedores brasileiros e o papel do marketing

A busca por novos torcedores é fundamental para qualquer clube de futebol, mas muito mais importante é conseguir se relacionar com eles


Por Amir Somoggi

O Diário Lance! em parceria com o Ibope publicou na semana passada sua quinta  edição da pesquisa sobre as maiores torcidas do Brasil. Os resultados mostram como em anos anteriores os mesmos clubes na liderança, Flamengo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Vasco da Gama. Juntos esses cinco times  detém mais de 91 milhões de torcedores.

O Atlético-MG aparece logo na sequência, na sexta posição, à frente de clubes como Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Santos e Fluminense. Esse talvez tenha sido o maior destaque de crescimento na pesquisa.

Os fatores que levam ao aumento de torcidas são muitos: títulos, ídolos, jogos transmitidos na TV e rádio, influencia familiar e de amigos, são alguns deles.  A grande questão é tentar entender essas pesquisas como um balizador para futuras estratégias.

A formação de uma torcida leva décadas, gerações inteiras, portanto dificilmente alguns clubes conseguirão ampliar sua base de torcedores de forma significativa. No momento atual do marketing esportivo nacional os maiores clubes em torcida tem um diferencial para arrecadar mais com a TV e patrocínios.

Entretanto bons exemplos do Brasil e do exterior mostram que há muito espaço para clubes com menos torcida crescerem em receitas e em inovações comerciais.

Afinal de que adianta ter milhões de torcedores e não se relacionar com eles! Essa na minha opinião deveria ser a tônica dos clubes que não figuram no topo do ranking.

Um exemplo é o Santos, que esperava depois da geração vitoriosa de Robinho  e Diego e mais recentemente com Neymar, ver sua torcida crescer entre os mais jovens. Mas a pesquisa mostra o contrário, o time continua com sua torcida envelhecida. A conclusão é que o marketing do clube nesses anos todos não soube explorar mercadologicamente esse bom momento.

Um exemplo positivo é da dupla GreNal, clubes com torcidas concentradas em um única região, com menos torcedores que outros clubes e que em projetos de marketing sólidos conseguiram atrair novas receitas. O Grêmio, por exemplo, fatura com vendas de produtos oficiais bem mais do que boa parte dos clubes brasileiros.

A busca por novos torcedores é fundamental para qualquer clube, mas muito mais importante é conseguir se relacionar com eles e principalmente alavancar receitas graças a essa aproximação.

O departamento de marketing dos clubes tem papel fundamental nesse processo, e inclusive as pesquisas podem ajudar muito nas futuras decisões em expandir a marca de um clube para alguma região ou em um grupo específico de torcedores.

Enquanto o departamento  de marketing dos times  ficar focado exclusivamente na venda de patrocínios, os clubes com menos torcida sofrerão nesse ambiente.

O segredo é se diferenciar em termos de marketing e promover a marca junto aos seus torcedores, público mais do que suficiente para atrair novas receitas.


Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-LANCE-Torcedores-brasileiros-marketing_0_1204079745.html#ixzz3CA4OZXWf
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!
 

0 comentários :

Postar um comentário