Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

“Meta é atingir US$ 80 milhões em patrocínio para a Copa América 2015”, diz diretor da Traffic

Agência brasileira é a responsável pela comercialização das 10 cotas de patrocínio do torneio que ocorre no próximo ano no Chile


Responsável pela comercialização das cotas de patrocínio da Copa América, a agência brasileira Traffic Sports pretende fechar grande parte dos acordos até o final do próximo mês. Segundo a empresa, a expectativa para a edição de 2015, no Chile, é atingir um faturamento de US$ 80 milhões com a venda de 10 patrocínios, uma alta de 25% sobre a última edição, realizada na Argentina, em 2011.
Nesta entrevista exclusiva, o diretor comercial da Traffic Sports, Ivan Martinho, fala sobre as negociações das cotas e algumas ações que serão realizadas junto aos patrocinadores do torneio de futebol.
Quantas cotas serão comercializadas para a Copa América 2015 e qual o valor de cada uma delas?
Serão dez cotas de patrocínio divididas em dois níveis: ‘Partner’, com quatro empresas, e ‘Sponsor’, com seis companhias. E os valores são confidenciais pois pode variar entre as empresas. Mas nossa expectativa é atingir US$ 80 milhões na soma de todas as cotas.
Esse valor é superior à edição passada da Copa América?
Nós também comercializamos os pacotes para o torneio de 2011, na Argentina, e o faturamento naquela edição corresponde a 75% do valor que pretendemos chegar agora.
E como estão as negociações e até quando pretendem vender todas as cotas?
Estamos indo para o mercado agora mas três negociações já estão bem adiantadas. Não posso revelar nomes ainda mas são um banco, uma empresa de alimentos e outra do segmento financeiro. Nossa expectativa é fechar a grande maioria dos acordos até o final de outubro, pois coincide com o fechamento dos orçamentos para 2015 das empresas. No final de novembro, haverá o sorteio dos grupos em Viña del Mar e também acontece um encontro dos patrocinadores. Para este evento, esperamos ter praticamente todas as cotas vendidas.
As patrocinadoras da edição passada não mantiveram os acordos?
As empresas que patrocinaram o torneio em 2011 tinham até a Copa do Mundo como prioridade nas negociações das cotas. Apesar de não ter fechado contratos até essa data, 80% delas renovaram para a edição do próximo ano. Os argumentos para não terem fechado antes foi o período muito curto para fechar os acordos e as empresas também queriam esperar até outubro para entrar no orçamento feito para 2015. Além disso, essa negociação tem um ciclo maior pois envolve diretores de empresas em mais de um país na América Latina e também a matriz da companhia. Mas mesmo não aproveitando o prazo, várias empresas que patrocinaram a Copa América de 2011 devem estar na edição de 2015.
O que você destacaria entre essas cotas que estão sendo negociadas?
No próximo mês, em outubro, vamos lançar o mascote do evento no Chile e uma das empresas parceiras terá o direito de fazer uma promoção para escolher o nome do mascote. Essa é uma forma de valorizar o evento e as cotas. A ideia é fazer um evento de apenas três semanas virar uma plataforma de comunicação de oito meses.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Meta-US-Copa-America-Traffic_0_1220877938.html#ixzz3EjMGGu88
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário