Cabeçalho

Logotipo

domingo, 14 de setembro de 2014

Santos discute novos uniformes e promete ficar com a Nike até 2015

Clube diz ter resolvido os problemas com a fornecedora de material esportivo e nega possível rescisão de contrato. Segundo gerente, troca de parceira tem de ser feita com antecedência


A relação entre Santos e Nike, fornecedora de material esportivo do clube desde 2012, está melhor do que nunca. É o que garante a diretoria alvinegra, que já discute com a parceira os modelos dos três uniformes para o próximo ano.
Nos bastidores da Vila Belmiro, desde o ano passado comenta-se que o Peixe pode romper o contrato que tem com a empresa até o fim de 2015. Em 2013, houve contatos com a Adidas e a Puma. Mais recentemente, a americana Under Armor, que pretende entrar no mercado do futebol brasileiro, também foi cogitada. No entanto, Fernando Montanha, gerente de marketing santista, negou ao LANCE!Net qualquer chance de rescisão antecipada com a Nike.
– Vamos cumprir o contrato até o fim. Nem sequer conversamos com outras fabricantes – afirmou.
Não foi só Montanha que negou tal possibilidade ao L!Net. E os argumentos das diversas fontes ouvidas são parecidos. O principal é que não é fácil migrar de uma empresa para outra em um curto espaço de tempo. Se quiser deixar a Nike, o mais fácil para o Santos seria já fechar agora com uma outra empresa e, então, iniciar um processo de transição, discutindo design, produção, distribuição e outras questões.
O fato de o clube ter eleições no fim do ano também é um empecilho, bem como as dificuldades jurídicas para quebrar o atual vínculo. Por fim, há também quem acredite que romper com a Nike poderia denegrir a imagem do Peixe no mercado.
– Não faz nenhum sentido (romper com a Nike e assinar com outra fabricante). Quando se negocia com uma marca tem que ter, no mínimo, um prazo de seis meses de produção. Não é só a fabricação da camisa de jogo. Tem uniforme de treino, de viagem, meia, calção, camisa de concentração, agasalho, parca... Para uma marca entrar no clube tem que ter 12 meses para pensar, desenhar, aprovar toda linha. Chega a ser bizarro pensar que uma marca vai entrar agora e já estar nas lojas em janeiro – argumentou Montanha.
O gerente de marketing do Peixe alega também que os maiores problemas enfrentados com a Nike, como fornecimento de material, distribuição de produtos e fabricação de linha infantil foram resolvidos.
Mais alinhado com a fabricante de material esportivo, o Santos agora concentra energias na busca por um patrocinador master e também na geração de receitas alternativas para o clube. Há também projetos para atrair novos torcedores e aumentar o quadro associativo.
Bate-bola com Fernando Montanha, gerente de marketing do Santos:
O Santos já fechou, negocia ou conversou com a Under Armour?
Não houve nenhum tipo de contato. Isso é especulação, talvez pelo fato de a marca ser importante, estar chegando no Brasil, procurando clube, a gente acabou sendo cogitado. Não houve da parte deles e nem da nossa.
E os problemas com a Nike, como ficam a partir disso?
Todos os problemas pontuais que tínhamos foram muito bem sanados. Um dos problemas: linha infantil. Hoje temos toda a linha. Outro problema: distribuição. Fizemos mapeamento em cima de toda nossa rede e vamos abrir mais 32 lojas. Distribuição é um problema que não vai ter. Realmente tivemos no início do contrato, mas hoje não tem mais, posso garantir.
Com Corinthians e Internacional, o Santos se considera como uma prioridade para a empresa?
Eu não vejo a gente não ser prioridade. A Nike nos trata também como prioridade, mas sabemos que não somos o único clube. Quando cheguei tive problemas, mas houve esforço da Nike e da Netshoes. Claro que é um contrato, está perto do fim, e se tiver proposta vamos conversar, é normal do mercado. Mas te garanto que não conversamos com outra marca.
E isso tem chances de acontecer até o fim desta temporada?
Acabamos de lançar uniforme e já projetamos a linha 2015. Não faz sentido falar que romperia o contrato. Esse contrato é até o fim de 2015 com chance de renovar. Imagina o torcedor pensando que vai mudar, que ele não deve comprar... Seria irresponsável negociar com qualquer outra marca.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/santos/Santos-discute-uniformes-promete-Nike_0_1210079188.html#ixzz3D6V8BVJj
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário