Cabeçalho

Logotipo

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Academia LANCE! Real Madrid e Barcelona, o clássico cada vez mais planetário

Expectativa da audiência global para a partida do último sábado era de superar os 400 milhões de telespectadores



A disputa deste último sábado entre Real Madrid e Barcelona no estádio Santiago Bernabéu consolidou definitivamente esse duelo como o mais planetário do esporte mundial. O jogo será assistido nos cinco continentes.
A expectativa é que a audiência global da partida supere os 400 milhões de telespectadores, índice similar as grandes competições do planeta.
Ainda que tenhamos grandes jogos de Copa do Mundo e da Champions League com importantes confrontos, nenhum jogo se mostrou tão empolgante e esperado como o clássico dos maiores times do Campeonato Espanhol.
Os clubes figuram no topo do ranking das receitas do esporte mundial, inclusive quando comparados com os times dos EUA. Somadas as receitas na temporada 2013-14 a dupla gerou 1,04 bilhão de euros, incomparável com qualquer outro confronto. O Real Madrid fechou a última temporada com 550 milhões de euros gerados e o Barcelona com 490 milhões de euros.
E nesse valor não estão considerados os valores recebidos pelas transferências de atletas, somente os seus ganhos com direitos de transmissão, marketing e seus estádios.
Essa força na geração de receitas produziu um efeito direto no potencial de investimento na contratação dos maiores jogadores do futebol mundial. Somente em salários a dupla investiu na última temporada 557 milhões de euros, novamente incomparável com qualquer mercado.
E com isso garantem em campo uma constelação de craques, com apelo global, alimentando ainda mais a disputa e a paixão por suas marcas. De uma lado Messi, Neymar, Suarez, Iniesta e Xavi. Do outro Cristiano Ronaldo, Bale, James Rodriguez, Benzema e Kross.
Contudo, o dado mais impressionante é verificar como os clubes cresceram muito acima da realidade econômica da Espanha, provando que seus projetos de globalização foram fundamentais para atingir esse nível financeiro. A Espanha vive há anos uma grave crise econômica, enquanto os dois clubes continuam crescendo de forma acelerada.
Em 2003, o faturamento consolidado da dupla representava 0,040% do PIB Espanhol, valor que atingiu em 2014 a incrível marca de 0,102%. Isso significa que se no inicio da década para cada 1.000 euros produzidos na economia espanhola, 0,40 eram provenientes dos dois clubes, atualmente para cada 1.000 euros gerados, eles são responsáveis por 1 euro.
Como nem tudo é perfeito, o fortalecimento de Real Madrid e Barcelona foi diretamente responsável pelo enfraquecimento da Liga Espanhola como um todo. Somente recentemente atenuado um pouco pelo bom desempenho do Atlético de Madrid, mas muito distante ainda.
Isso comprova que quanto maior for a distancia dos gigantes com os demais clubes espanhóis, eles se consolidarão globalmente, mas enfraquecerão seu mercado domestico.
Um movimento que se não for corrigido tende a transformar o confronto Real X Barça no único produto com grande interesse do futebol espanhol.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-LANCE-Real-Madrid-Barcelona_0_1238276262.html#ixzz3HSxbZCts
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário