Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Sem Neymar e Lucas, futebol brasileiro não cresceu em 2013


Um estudo do banco Itau BBA sobre as finanças dos 23 maiores clubes brasileiros mostrou que a receita total do futebol brasileiro só cresceu 9% em 2013 por conta da venda de Neymar e Lucas. Desconsideradas as receitas de transferências de jogadores em 2012 e 2013, o ‘bolo’ do futebol nacional permaneceu parado em R$ 2,5 bilhões. Os analistas apontam que os cartolas fazem previsões financeiras ruins por confiarem na venda de jogadores, que não é uma receita constante para os clubes de futebol.
Repeteco
Em uma eleição recheada por ex-aliados da diretoria santista, a recém-criada chapa de situação do candidato Nabil Khaznadar já mostra sinais de desentendimento. O presidente do Conselho, Paulo Schiff, ameaçou largar a chapa de situação durante a semana, mas voltou atrás e seguirá com Nabil.
Jovens talentos
Por um novo posicionamento global, a Nike passa a chamar de “Os Procurados” e não mais “Nike Chance” o programa que visa encontrar novos talentos de futebol pelo mundo. Com garotos de 16 a 19 anos, a edição deste ano terá seletivas em SP e no RJ, e os vencedores terão 3 meses de treinos na sede da seleção inglesa com outros 43 jovens de diversos países. O zagueiro Bruno Covas, do sub-20 do Santos, é um dos revelados pelo programa.
APITO AMIGO
Na reunião de ontem entre árbitros e jogadores, na sede da CBF no RJ, o diretor de arbitragem Sérgio Corrêa começou sua fala bajulando seus colegas.
Comportamento semelhante ao de seu amigo Marco Antônio Martins, presidente da Associação Nacional dos Árbitros (ANAF).
Martins vem elogiando os juízes em meio ao mar de críticas, e chegou a falar em greve.
Mas o apoio ‘fraterno’ dos dirigentes esconde outro interesse: a formação da Federação Nacional do Árbitros, em andamento desde 2013, quando uma lei criou a profissão de árbitro de futebol.
Para isso, os cartolas precisam da simpatia dos colegas, que legitimariam a futura federação.
E nada mais sábio do que estender a ‘mão amiga’ quando ninguém mais estenderia.

DE LETRA
“Temos os melhores árbitros do mundo”
Sérgio Corrêa, diretor de arbitragem da CBF, em discurso na reunião técnica com jogadores na sede da CBF, ontem, no Rio.

Fonte: Lancenet

0 comentários :

Postar um comentário