Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

"O Museu Pelé já recebeu 50 mil pessoas", diz secretário de turismo de Santos

Segundo Luiz Dias Guimarães, turistas estrangeiros corresponderam a 40% do total de visitas nos primeiros seis meses de atuação do Museu

Construído há seis meses com investimento de R$ 50 milhões, o Museu Pelé retrata a história do maior jogador de futebol de todos os tempos através de textos, produtos históricos e imagens de arquivo com suas jogadas dentro das quatro linhas. Apesar do pouco tempo, o local já é um dos principais pontos turísticos da cidade de Santos, no litoral paulista, e tem ampliado suas ações para aumentar ainda mais o número de visitantes.
Nesta entrevista exclusiva, o secretário municipal de Turismo de Santos, Luiz Dias Guimarães, fala das iniciativas realizadas, como a parceria com as operadoras de cruzeiros que passam pelo porto da cidade, e da boa atratividade de turistas estrangeiros ao Museu Pelé, que nestes primeiros meses já correspondem a 40% do total de visitantes.
Qual a importância do Museu Pelé para a cidade de Santos?
Para o Turismo de Santos ele é fundamental. A cidade já tem uma imagem muito forte ligada ao time do Santos e o Museu fica no Centro Histórico, que são atrativos a mais para os turistas. Outra peculiaridade é ser internacional pela importância que o Pelé tem em todo o mundo. Tanto que o Museu foi aberto três dias após a abertura da Copa e dos 50 mi pessoas que já visitaram o local, 20 mil são estrangeiros. E uma pesquisa realizada em agosto mostrava que cidadãos de 50 países já haviam visitado o Museu.
Há a intenção de aproveitar os turistas dos cruzeiros que atracam no Porto de Santos para o Museu?
Conversamos com as empresas que operam os Cruzeiros para ter o Museu como uma opção de visita mas ainda estão avaliando as questões de logística. O que temos feito é oferecer transporte gratuito para os turistas que chegam pela manhã pois os navios só embarcam à tarde.
Que outras ações a Prefeitura tem realizado para atrair turistas ao Museu?
Fizemos um trabalho junto aos taxistas da cidade para indicarem o Museu como ponto turístico e estamos entrando em uma fase de intensa divulgação. Vamos ter anúncios em veículos especializados, realizar eventos com cobertura da mídia e trabalhar junto às agências de Turismo.
Haverá novidades para o Museu no próximo ano?
A AmaBrasil, que é uma organização de desenvolvimento e preservação cultural, tem um plano de ação voltado para 2015 que irá focar na intensificação de eventos no Museu Pelé e a realização de uma nova exposição. Desde a sua inauguração, foi realizada a exposição ?O Rei em 4 Copas? e agora irá mudar.
Como o espaço é aproveitado para eventos?
Temos realizado pelo menos um evento por semana no Museu. Um deles é a série de encontros com grandes astros do futebol para comentar fatos históricos da carreira do Pelé e do mundo da bola. Na semana passada o assunto foi o Milésimo Gol do Pelé e um dos ex-jogadores que já participou desses eventos é o Rivelino. Além disso, os patrocinadores têm realizado encontros diversos pois essa utilização do espaço está no pacote de patrocínio.
Qual foi o investimento no Museu? O local já se sustenta financeiramente?
O investimento foi de R$ 50 milhões e hoje temos um custo mensal em torno de R$ 150 mil a R$ 200 mil que abrange desde monitores e segurança à manutenção dos equipamentos. Nossa expectativa é que durante a temporada de Verão o Museu passará a ser autossuficiente com sua receita.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Museu-Pele-secretario-turismo-Santos_0_1263473708.html#ixzz3LU7zDy2r
© 1997-2014 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 comentários :

Postar um comentário