Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Após punição, Barcelona rompe relações institucionais com Fifa

Presidente do clube diz que mandará 'carta dura' a Joseph Blatter e compara problema a caso Bosman


Assolado por crise institucional, o Barcelona resolveu fazer retaliação após ser punido pela Fifa por irregularidade na contratação de jogadores menores de idade. Josep Maria Bartolomeu, presidente do clube, decidiu romper relações institucionais com a entidade que comanda o futebol. A Fifa puniu o Barcelona com a proibição de contratar jogadores nas duas próximas janelas de transferências.
Bartolomeu afirmou que irá enviar uma “carta dura” a Joseph Blatter, presidente da Fifa. Em uma entrevista coletiva que comunicou a convocação de eleições no clube após o fim da atual temporada, o dirigente afirmou que o “tema não acabou aqui”, ao comentar a confirmação da pena pela Corte de Arbitragem do Esporte. Não há mais recursos disponíveis, já que o tribunal suíço é a última instância de decisão para casos no esporte. Com isso, o clube não poderá trazer nenhum novo atleta até janeiro de 2016.
“Prevejo que esse tema será o caso Barça no mundo do futebol. Será igual ao que foi, há alguns anos, o caso Bosman. O caso Barça será um caso que durará o tempo que dure, mas não perderemos”, afirmou Bartolomeu, lembrando o caso que aboliu limitações para a transferências de jogadores da União Europeia.
O dirigente afirmou que o clube da Catalunha “previa a punição” da Fifa e que, por isso, fez um “esforço”, no início da atual temporada para recompor o elenco principal.
A primeira retaliação do clube irá acontecer no dia 12 de janeiro, data da entrega da Bola de Ouro, o prêmio da Fifa de melhor jogador do mundo, em Zurique, na Suíça. Bartolomeu afirmou que não irá comparecer à cerimônia. Lionel Messi, principal jogador do Barcelona, é um dos finalistas da premiação.
Sobre a situação das categorias de base, Bartolomeu explicou que o clube mudou “os protocolos” quanto à contratação de jogadores menores de idade estrangeiros, dizendo que “agora as coisas são feitas corretamente”.
“Sem citar nomes, mas as pessoas implicadas nesses temas já não estão mais no clube”, afirmou Bartolomeu, em uma clara alusão a Albert Puig e Guillermo Amor, que eram os principais responsáveis pelas categorias de base do Barcelona. Amor ficou famoso como meio-campo do próprio Barcelona nos anos 90. Os dois foram demitidos no ano passado.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/apos-punicao-barcelona-rompe-relacoes-institucionais-com-fifa_27662.html#ixzz3OFqlVq7y

0 comentários :

Postar um comentário