Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

#FloridaCup | As lições da Florida Cup para Corinthians e Fluminense

 
Corinthians e Fluminense estão nos Estados Unidos para a disputa da Florida Cup, torneio de pré-temporada que conta também com a participação de dois clubes europeus, o Bayer Leverkusen e o FC Köln. Se dentro de campo, o quadrangular tem pouca (ou quase nenhuma) representatividade, fora das quatro linhas, para os brasileiros, o cenário é bem diferente.
Na última terça-feira (14), um cross entre futebol e basquete movimentou a partida entre Orlando Magic e Houston Rockets, no Amway Center. Jogadores dos quatro clubes participaram de uma disputa de arremessos durante o intervalo. Entre eles, estavam os goleiros Cássio e Diego Cavalieri.
MUITOS erros de arremessos à parte, a lição que se tira desta – quase – internacionalização, ainda que ambos clubes tenham se relacionado basicamente com a grande parcela de brasileiros que moram nos Estados Unidos, é que é necessário ir muito além do que é feito por aqui. Se lá os jogadores tiveram que participar ativamente das ativações, por aqui, no decorrer da temporada, o cenário deveria se repetir.
A Florida Cup possibilitará que ambos clubes possam absorver ao máximo a visão norte-americana de promover o espetáculo, onde o esporte é visto como um programa de entretenimento e tem como prática comum a participação de atletas em ações comerciais. Mais: o relacionamento com o torcedor ocorre no exato momento que ele está disponível para tal.
Tendo vivido a atmosfera de uma partida de NBA, não haverá professor melhor neste aprendizado para Fluminense e Corinthians.
 

Para completar o pacote de ativações pré-torneio, Paolo Guerrero e Darío Conca participaram ainda da tradicional Disney Parade, desfilando em carro aberto para diversas pessoas e veículos de imprensa. O clube carioca, por sua vez, ainda levou seus atletas para uma tarde de autógrafos em uma loja da adidas em Orlando.
Que torneios como o Florida Cup se tornem cada vez mais comuns no início de temporada dos clubes brasileiros. Somente assim, podemos amadurecer a visão mercadológica de que o futebol – e o esporte – é entretenimento e vai muito além da prática em si.
 

 
Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário