Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Botafogo apresenta pacote de patrocinadores pontuais para clássicos

Sem parceiro fixo, clube aproveita partidas contra Flamengo e Fluminense para lucrar




O Botafogo jogará contra o Flamengo e o Fluminense, pelo Campeonato Carioca, com uma camisa bem mais poluída do que o normal. O clube apresentou nesta sexta-feira cinco patrocínios pontuais, que ficarão espalhadas pelo uniforme. Na coletiva de imprensa, o usual discurso nesse tipo de aporte: a intenção é tornar as parcerias fixas.
Entre as empresas apresentadas, há duas curiosidades. A primeira é o retorno da Netshoes com exposição no futebol. A empresa de varejo online, que mantém parceria com uma série de clubes pelo controle de loja na internet, estava ausente aos olhos do público havia mais de um ano.
Em 2013, a Netshoes mantinha a marca na manga da camisa do Bahia. Um ano antes, o Santos também teve o mesmo aporte. A companhia chegou a ter também placas de campo em jogos da seleção brasileira. Atualmente, existe exposição em um clube, mas não ele é brasileiro. A marca está no uniforme do argentino River Plate.
A outra curiosidade é da Casa & Vídeo, empresa popular de varejo. A marca ficará nas costas do uniforme, mas promete novidades até a partida contra o Flamengo. Em comunicação oficial, a promessa é de uma ativação “inédita no futebol brasileiro”, o que faz o apoio sair da linha do que é normalmente feito em patrocínios pontuais.
Além das três empresas, completam o pacote de pontuais a Naveg, de produtos automotivos e que ficará com a marca na barra da camisa, a Zeex, de eletroportáteis com o logo no ombro, e a Supermercados Unidos, que terá o espaço máster do uniforme. 

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/botafogo-apresenta-pacote-de-patrocinadores-pontuais-para-classicos_27940.html#ixzz3SzOIHtI7

Forte no futebol, Hublot é a nova patrocinadora do San Lorenzo



Parceira de Flamengo, Bayern de Munique, Juventus, Ajax, PSG e tendo José Mourinho como embaixador, a Hublot desembarcou na Argentina e é a nova patrocinadora do San Lorenzo.
Pelo acordo, a empresa entra na categoria “relógio oficial” do clube e terá exposição em todas as áreas vips do Pedro Bidegain. Além disso, a Hublot desfrutará de uma área de hospitalidade exclusiva localizada na Platea Norte do estádio. O local contará com cozinha, sala de reunião e aparelhos de última geração.
A duração do contrato e os valores envolvidos na negociação não foram divulgados.

Fonte: MKT Esportivo

ESPN chega a acordo com Fox Sports, e passa a transmitir Campeonato Italiano

Torneio, que volta à grade da emissora após 2 anos, tem 1º transmissão neste sábado, com Chievo x Milan




A ESPN fechou acordo com a Fox Sports, e passará a transmitir, a partir deste final de semana, o Campeonato Italiano após intervalo de dois anos. 
No sábado, a emissora fechada estreia o torneio em sua programação com o jogo entre Chievo x Milan, exclusivo, a partir das 16h45. Na segunda-feira, transmite, de forma conjunta com a Fox Sports, Roma x Juventus, no mesmo horário. Será o confronto entre a atual tricampeã e líder do torneio contra a segunda colocada.
O acordo com a Fox Sports vale até o final desta temporada. Pelo contrato, em todas as rodadas as duas emissoras contarão com jogos exclusivos. Neste ano, a ESPN também já havia obtido novamente os direitos de transmissão da final da Copa do Rei, que está na fase semifinal. Athletic Bilbao x Espanyol e Barcelona x Villarreal disputam um lugar na decisão.  
Com essas aquisições, a emissora por assinatura conta, nesta temporada, com os principais campeonatos nacionais europeus: Inglaterra (Premier League, Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa), Espanha (La Liga e Copa do Rei), Alemanha (Bundesliga e Copa da Alemanha), Itália (Série A e Copa da Itália), França (Ligue 1), Portugal (Primeira Liga), Holanda (Eredivisie), Rússia (Primeira Liga Russa), Grécia (Superliga Grega), Turquia (Süper Lig) e Ucrânia (Premier League Ucraniana). Além das competições nacionais, a ESPN ainda conta com a Liga dos Campeões e a Liga Europa.
 É uma das estratégias da emissora para se recuperar após a frustrante perda dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões a partir da próxima temporada. A TV Esporte Interativo venceu a concorrência no Brasil. Há vários anos, o torneio europeu de clubes tem sido o carro-chefe da emissora, que não transmite o Brasileirão, nem a Copa Libertadores.
“É lógico que é um baque perder a Liga dos Campeões, mas estamos trabalhando para diversificar a programação, e para que o público sinta saudades da Liga dos Campeões transmitida pela ESPN”, afirmou João Palomino, vice-presidente de jornalismo e produção da ESPN.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/espn-chega-acordo-com-fox-sports-e-passa-transmitir-campeonato-italiano_27936.html#ixzz3SzO3MmNH

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Por £ 40 milhões, Yokohama é a nova patrocinadora do Chelsea


 
O Chelsea anunciou a pouco a chegada da japonesa Yokohama como sua nova patrocinadora de camisa, contrariando a informação que divulgamos em setembro passado sobre a Turkish Airlines.
De acordo com especulações da imprensa local, o acordo valerá cerca de £ 40 milhões por temporada, um recorde na história do clube e muito próximo do valor desembolsado pela Chevrolet no Manchester United (£ 47 mi/ano). O contrato será válido por cinco anos.
As partes envolvidas tratam o patrocínio como um “ajuste perfeito”. Segundo comunicado divulgado no site oficial do Chelsea,  a convergência de atributos como desempenho, inovação, ambição e cultura inabalável de sucesso, foram fundamentais para a concretização da parceria. No esporte, a Yokohama possui parceria com duas equipes da NBA: Boston Celtics e San Antonio Spurs.
 

Além de exposição no uniforme, a união Yokohama/Chelsea contemplará a expansão da imagem do clube no Japão e Estados Unidos, este um mercado que a empresa esta em franca expansão nos últimos anos.
Desta maneira, a atual temporada representará a última da Samsung do uniforme dos Blues, já que a marca de pneus assumirá em 2015/2016.

Fonte: MKT Esportivo

Flamengo convoca torcedores para doar objetos ao novo museu do clube

Até jornal velho pode ser dado ao Fla Experience, que troca o artigo por um certificado




O Flamengo quer a ajuda da torcida para aumentar o acervo de seu museu na Gávea, o Fla Experience, e também aumentar a interatividade entre os fãs do time e o novo espaço, criado no fim de 2014. Para isso, a Futebol Tour, que administra o local, presenteará aqueles que fizerem doações ao clube.
O objeto doado pode ser uma revista, um jornal, uma camisa antiga ou qualquer outra peça que remeta à história do Flamengo. Quem fizer a doação recebe em troca um certificado que atesta o serviço prestado ao clube. O artefato passará por um processo de avaliação e poderá ser exposto ou arquivado na Gávea.
Para dar o exemplo, o ex-jogador de basquete Guima, que hoje é supervisor da modalidade no Flamengo, cedeu alguns objetos. Entre as doações, foram incluídas uma camisa, uma faixa de campeão do mundo de basquete e uma súmula de jogo da Copa Intercontinental.
A Fla Experience abriu a possibilidade de troca no início desta semana. Por enquanto, a maioria das entregas foi de publicações antigas sobre o clube. Não houve ainda um levantamento de quantos objetos foram doados.
A ação faz parte do plano da Futebol Tour em tornar o Fla Experience um ponto de referência do clube carioca, com eventos, com encontros de ex-jogadores e torcedores em datas comemorativas. O plano da agência é tornar o local um ponto turístico famoso no Rio de Janeiro, a exemplo do que acontece com clubes europeus. O plano ambicioso é fazer do museu uma das cinco maiores atrações da capital fluminense.
Hoje, o fluxo de pessoas é de 300 visitantes por dia. Desde sua inauguração, há poucos meses, 7 mil torcedores já passaram pelas novas instalações. Todo o controle do local é feito pela Futebol Tour, que investiu integralmente na reforma do espaço na Gávea. A agência espera ter o retorno do empreendimento em dois anos.  

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/flamengo-convoca-torcedores-para-doar-objetos-ao-novo-museu-do-clube_27926.html#ixzz3StHOdd6g

Grupo chinês, dono de parte do Atlético de Madrid, agora quer o Milan

Grupo Wanda oferece quase R$ 500 milhões por 30% de clube italiano e quer erguer novo estádio do clube




Depois de comprar 20% do Atlético de Madrid, o magnata chinês Wang Jianlin, do Grupo Wanda, agora mostra interesse pela Itália. O milionário fez oferta por 30% das ações do Milan, clube que enfrenta grave crise e é apenas o nono colocado no Campeonato Italiano.
Segundo o diário China Daily, o Grupo Wanda ofereceu € 149,5 milhões (R$ 486 milhões) para ter parte das ações da equipe. A divisão imobiliária do conglomerado chinês também quer participar da construção do novo estádio do clube, no distrito de Portello, no noroeste da capital da Lombardia.
Segundo a imprensa italiana, o Grupo Wanda sofre concorrência de outra empresa asiática. O investidor Bee Taechaubol, dono de um império imobiliário na Tailãndia, também está interessado em adquirir parte do clube.
Silvio Berlusconi, presidente do Milan, parece mais inclinado em aceitar a oferta chinesa por conta do interesse de se associar ao projeto de erguer a nova arena.
Em 21 de janeiro, Wang Jianlin adquiriu 20% das ações do Atlético de Madrid por € 45 milhões em acordo firmado em Pequim com o presidente do clube espanhol, Enrique Cerezo, e o conselheiro delegado, Miguel Ángel Gil Marín.
Poucas semanas depois, o Grupo Wanda anunciou a compra da suíça Infront, uma das maiores companhias mundiais de direitos esportivos, por € 1,05 bilhão. A aquisição de parte do Milan seria mais um passo para o que o China Daily chamou de construção de “um império do esporte na Europa”.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/grupo-chines-dono-de-parte-do-atletico-de-madrid-agora-quer-o-milan_27930.html#ixzz3StHue4QV

Barcelona escala Neymar em ação promocional de museu do clube

Brasileiro recebeu família que foi visitante número 25 milhões de acervo do time da Catalunha




O Barcelona deu um presente especial ao torcedor Alex Jiménez e seus filhos. No mês passado, o espanhol foi o visitante número 25 milhões da história do Museu do Barcelona, inaugurado em 1984. Como prêmio, pôde levar a família para conhecer pessoalmente seu jogador preferido, Neymar.
Jiménez foi ao encontro do craque brasileiro acompanhado dos filhos Estanis, Dídac e Damià, todos trajados com uniforme do Barcelona com o nome de Neymar às costas. O grupo tirou fotos, fez perguntas ao jogador. Também puderam pisar no gramado e conhecer o vestiário do Barcelona, além de receber camisas comemorativas.
O local que abriga o acervo com 116 anos de história do clube foi o museu mais visitado da Catalunha em 2014, atraindo 1.530.484 pessoas, um aumento de 1,62% em relação a 2013. O espaço superou locais de intenso turismo, como o Teatro-Museu Dalí, em Figueres (137 km de Barcelona), que teve 1.297.814 visitantes, e o Museu Picasso, também na capital da Catalunha, que recebeu 919.814 pessoas. O museu de maior público do mundo é o Louvre, em Paris, com 9,3 milhões de visitantes em 2014.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/barcelona-escala-neymar-em-acao-promocional-de-museu-do-clube_27931.html#ixzz3StI5eyJ6

Escudo estilizado do Liverpool causa polêmica, e parceira retira publicidade do ar

Dunkin Donuts, que substituiu símbolos do clube por doces, café e mikl-shake, pede desculpas aos torcedores




Um cartaz promovendo uma competição de ciclismo na Bélgica causou polêmica por conteúdo sexista. A peça destacada a clássica prova E3 Harelbeke, em que aparece o traseiro de uma modelo com a saia levantada e a mão de um ciclista próximo de tocá-la.
O anúncio lembrava o beliscão que o ciclista Peter Sagan tinha dado no bumbum de uma modelo, durante premiação do Tour de Flandres em 2013. Após repercussão negativa, o eslovaco pediu desculpas à garota.
A União Ciclística Internacional divulgou ter ficado “extremamente descontente” com o cartaz promocional. “Recordamos os organizadores sua responsabilidade e as regras da UCI, e eles concordaram em retirá-lo [o polêmico cartaz] de todos os suportes publicitários”, afirmou a UCI, em comunicado oficial.
O polêmico cartaz, que foi criticado por grupos feministas, afirmava: “Quem aperta em Harelbeke?” Os organizadores se apressaram a retirar de circulação toda a peça publicitária. “Recebemos um chamado da UCI, que pedia que retirássemos o cartaz. Eles não querem se ver  vinculados a essa campanha. Assi, vamos retirá-los. Por sorte, as faixas que vamos pregar no centro de Harelbeke ainda não tinham sido impressas”, afirmou Jacques Coussens, diretor de comunicações da corrida.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/escudo-estilizado-do-liverpool-causa-polemica-e-parceira-retira-publicidade-do-ar_27929.html#ixzz3StHeldWr

MLS promove Jersey Week, com lançamento de uniforme de todos os times da liga

Adidas, fornecedora de material esportivo dos 20 times da liga, promove 3ª edição de evento




A MLS (Major League Soccer) anunciou nesta quarta-feira a terceira edição da “Jersey Week”, quando todas as equipes da liga norte-americana de futebol lançam ao menos uma de suas camisas. O evento acontece de 28 de fevereiro a 7 de março e só é possível de ser realizado porque o acordo comercial da liga é com apenas uma fornecedora de material esportivo, a Adidas.
Cada clube tem autonomia de montar a programação de lançamento de seu novo uniforme, desde que respeite as datas da Jersey Week, determinadas pela MLS. Alguns times aproveitam para anunciar sua vestimenta principal. Outros, o uniforme titular.
“Em tudo o que fazemos na Adidas, nossa prioridade número um é ajudar os atletas a atingir seus níveis mais altos de performance”, afirmou Liam Hoban, diretor de marketing esportivo da Adidas Futebol.
“Para festejar nosso 20º ano de parceria com a MLS criamos novos uniformes para a temporada 2015 que contam com nossas tecnologias de vestuário mais inovadoras. Temos orgulho de fornecer as camisas que representam cada equipe e seus torcedores”, acrescentou o executivo.
Todos os 20 clubes irão apresentar ao menos uma camisa nova no evento, incluindo o New York City e o Orlando City, incorporados neste ano ao campeonato no processo de expansão da MLS.
“Construímos uma plataforma na qual os clubes poderão revelar coletivamente as novas camisas. As mensagens que recebemos dos torcedores têm sido estimulantes e estamos vendo um crescimento significativo a cada ano”, afirmou Maribeth Towers, vice-presidente sênior de produtos ao consumidor da MLS.
A Jersey Week irá receber cobertura especial no site da liga (www.MLSsoccer.com), além de uma campanha nas redes sociais utilizando a hashtag #JerseyWeek.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/mls-promove-jersey-week-com-lancamento-de-uniforme-de-todos-os-times-da-liga_27923.html#ixzz3StH8PQ6w

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Sky Sports transmitirá a Major League Soccer para o Reino Unido


 
As futuras presenças de Steven Gerrard e Frank Lampard nos Estados Unidos, além dos quatro anos do irlandês Robbie Keane no LA Galaxy, já aumentam o interesse dos britânicos pelo futebol local. Prova disso, é que nesta manhã a Major League Soccer anunciou a venda dos seus direitos de Tv para a Sky Sports, que transmitirá a liga norte-americana para o Reino Unido.
Contemplando também suas plataformas Sky Sports News e SkySports.com, como parte do novo acordo, a emissora irá transmitir pelo menos duas partidas por semana, bem como o AT&T MLS All-Star Game, MLS Cup Playoff e a MLS Cup Final. Logo de cara, serão quatro partidas no sábado (7 de março),  cinco no domingo (8) e mais uma na segunda-feira (9).
 

Um dos que exaltou a parceria foi David Beckham. Para ele, a chegada da MLS em solo britânico vem para ratificar o crescimento contínuo da liga e seu maior apelo fora dos Estados Unidos.
A emissora aproveitará ainda a recente contratação de Thierry Henry, que atuou por quatro temporadas no NY Red Bulls, e colocará o francês como comentarista exclusivo.
Intermediado pela IMG, o contrato inicial será válido por quatro temporadas.
Fonte: MKT Esportivo

Investimentos estrangeiros impulsionam patrocínios no futebol europeu

Emirados Árabes e Estados Unidos ganham força nas principais ligas do velho continente




Os clubes das seis principais ligas de futebol da Europa tiveram um aumento de 20% nos ganhos com patrocínio de camisa na última temporada. O levantamento, realizado pela Repucom, avaliou os campeonatos da Inglaterra, França, Alemanha, Itália, Holanda e Espanha. No entanto, a força dos novos investimentos aparece longe desses países.
Ainda que o mercado europeu não atravesse o seu melhor momento, os principais clubes do continente têm alcance global, o que tem atraído cada vez mais investimentos estrangeiros, especialmente do Oriente Médio. Hoje, o país que mais investe nas equipes são os Emirados Árabes, que na última temporada tirou o domínio do mercado alemão. Depois dos germânicos, aparecem os americanos na lista de maiores investidores.
Na temporada 2014/2015, os patrocínios em uniforme somam a quantia de € 687 milhões, contra € 570 milhões na temporada anterior. Do valor atual, € 160 milhões são oriundos dos Emirados Árabes e do Qatar.
Um bom exemplo do poderio do Oriente Médio são os rivais espanhóis, o Barcelona com a Qatar Airways e o Real Madrid com a Emirates. La Liga, por sinal, é o torneio com maior influência de investidores estrangeiros: 86% dos valores de patrocínio não são provenientes da Espanha.   
A liga que apresentou o maior crescimento com patrocínios de camisa foi a inglesa, com um acréscimo de 36% em relação à temporada anterior. Novamente, o principal motor dessa subida foi um aporte não europeu. O contrato de € 54 milhões anuais assinado entre o Manchester United e a americana Chevrolet foi o principal responsável por essa mudança.
A única liga que apresentou queda em relação à temporada passada foi a holandesa. Com diminuição de 5%, o faturamento com patrocínio ficou em € 42 milhões. Em comparação, hoje até a MLS, liga de futebol dos Estados Unidos, arrecada mais com aportes nas camisas: cerca de € 45 milhões.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/investimentos-estrangeiros-impulsionam-patrocinios-no-futebol-europeu_27919.html#ixzz3Sltg8Qjg

Contra o Flamengo, Brasil de Pelotas fecha patrocínio pontual

Gazin Colchões ficará exposta na barra da camisa e no calção do uniforme do time gaúcho

Após acertar um pacote de jogos com o Danubio, que enfrentará São Paulo e Corinthians na Copa Bridgestone Libertadores, a agência Wolff Sports viabilizou mais um patrocínio pontual. Dessa vez, será o Brasil de Pelotas que aproveitará a visibilidade de uma grande equipe.
O time enfrentará o Flamengo, pela Copa Sadia do Brasil, na noite desta quarta-feira (25). O jogo terá transmissão para diversos estados pela Globo e pela Band. A Sportv também exibirá a partida.
Com o apelo da estreia flamenguista no torneio nacional, a Gazin Colchões acertou com o Brasil de Pelotas. A marca ficará estampada na barra da camisa do time gaúcho e também nos calções.
Na Copa do Brasil, a disputa entre clubes pequenos e times de grande visibilidade, como o Flamengo, atrai empresas interessadas em aportes pontuais, graças ao menor valor necessário para fechar o negócio.
Em 2014, um bom exemplo pôde ser visto no Bragantino, que enfrentou São Paulo e Corinthians em sequência. A equipe do interior paulista chegou a atuar com cinco marcas pontuais no uniforme.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/contra-o-flamengo-brasil-de-pelotas-fecha-patrocinio-pontual_27920.html#ixzz3SltRLNR5

Copa do Brasil apresenta patrocinadores em SP

Evento foi organizado pela Klefer Marketing Esportivo e Traffic Sports e ocorreu na última segunda feira no estádio Allianz Parque




A Copa Sadia do Brasil realizou nesta segunda-feira, 23, no estádio do Palmeiras, o segundo Sponsorship Summit. O evento organizado pela Klefer Marketing Esportivo e Traffic Sports promoveu o encontro dos dez patrocinadores oficiais do torneio para uma série de palestras sobre as ativações de marketing esportivo durante todo o campeonato.
O encontro teve a presença dos principais representantes da Sadia, ELO, Petrobras, Claro HDTV, Itaipava, Nikon, Ypióca, Vedacit, Eternit e SIL. As empresas puderam trocar experiências e assistir apresentações sobre como o torneio traz facilidades de negócios e exposição para as marcas.

Além das estratégias de divulgação para a competição, os patrocinadores foram apresentados aos meios de comunicação que cada cota de patrocínio oferece, o que possibilita às marcas já irem montando estratégias para impactar os torcedores nos estádios e organizar ações em conjunto com outras empresas. “É fundamental que todas as marcas sejam ativas na competição e que trabalhem ligadas umas às outras nas ativações de marketing durante todo o campeonato”, explica Eduardo Leite, diretor da Klefer Marketing Esportivo.

“É importante que os patrocinadores comecem a realizar suas estratégias logo no início do campeonato já que é nesta fase que temos o maior número de partidas distribuídas no Brasil, fazendo com que a marca alcance um público e uma exposição ainda maior”, diz Ivan Martinho, vice-presidente de vendas & marketing da Traffic Sports.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Copa-Sadia-Brasil-Allianz-Parque_0_1309669144.html#ixzz3Slt6oOae
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

#WeAreChosen | A excelente campanha do Everton para os carnês da próxima temporada

 
Para já promover a venda do season ticket da próxima temporada, o Everton apresentou uma excelente campanha promocional. Intitulada “We Are Chosen“, o vídeo exalta a relação indissolúvel entre clube e torcedor, percorrendo a vida de um deles desde o nascimento até o envelhecimento. Destaque para as participações do treinador Roberto Martinez, do capitão Phil Jagielka, Muhamed Besic e John Stones. Duas lendas dos Toffees, Duncan Ferguson e Graeme, também aparecem no vídeo.
Para apresentar o comercial, o clube inglês proporcionou uma noite especial em Liverpool, com um grande evento que contou com a participação de diversos torcedores e ex-jogadores, com muita comida, bebida e apresentações musicais.
Recentemente, o Everton anunciou o congelamento de todos os preços dos ingressos para  2015/16, sem alteração na tabela praticada nesta temporada, com carnês vendidos a partir de £ 444.






 
Fonte: MKT Esportivo

Academia LANCE! O que o novo contrato de TV da Premier League tem a nos ensinar

Desde o nacimento da Liga até os dias atuais, o foco sempre foi transformar a competição em um grande produto televisivo global




O mundo do futebol ficou surpreso com o novo contrato assinado pela Premier League pelos direitos de transmissão da competição mais valiosa do futebol mundial. Para quem acompanha o trabalho dos ingleses, não foi tão surpreendente o crescimento de 70% nos valores, um contrato que supera 5 bilhões de libras.

A Liga, criada em 1992 se transformou em uma potência comercial global, com seus jogos assistidos por bilhões de telespectadores todos os finais de semana. Segundo dados da Liga 645 milhões de casas em 175 países do mundo acompanham as partidas, metade dos fãs globais de futebol.

A Premier League conta com 1,16 bilhão de fãs no mundo e mais de 4 bilhões de telespectadores. O site da Liga tem 13,4 milhões de unique users, conta com 25 milhões de fãs nas redes sociais e seu Fantasy Game  tem 3,2 milhões de usuários.

Desde o nascimento da Liga até os dias atuais, o foco sempre foi transformar a competição em um grande produto televisivo global. Em 1992 o primeiro contrato de TV da Premier League totalizou 15 milhões de libras, para ser dividido entre os 20 clubes. Cinco anos depois já estava em 100 milhões de libras, quase 7 vezes mais.

O valor não parou de subir e em 2008 deu um grande salto de 64% em comparação com o ano anterior, quando passou de 503 milhões de libras para 825 milhões de libras . Atualmente o valor recebido pelos clubes é 104 vezes maior que o primeiro contrato  assinado 22 anos atrás. E com o novo valor assinado será ainda maior.

Todas as vezes que o contrato cresceu, os novos valores beneficiaram todos os clubes, grandes, médios e pequenos. Os clubes têm o mesmo peso nas decisões da Liga e na discussão sobre a divisão das receitas. Essa  regra criada pelos americanos e seguida pelos ingleses,tem como objetivo a busca por um equilíbrio entre os times, por meio de um justo sistema de divisão das receitas da TV.

Na temporada 2013-14 a Premier League repassou 1,56 bilhão de libras aos clubes pelos direitos de TV. Todos os clubes iniciam a temporada com um mínimo  garantido idêntico de 52 milhões de libras, pelos direitos domésticos, internacionais e patrocínios, que representam  67% do contrato total. Os 33% restantes são os ganhos variáveis.

Do volume total, 433 milhões de libras são referentes aos diretos domésticos e outros 611 milhões pelos direitos internacionais e acordos comerciais da Liga com patrocinadores. Os 519 milhões de libras restantes são repassados como em remuneração variável do contrato pelo desempenho dos times e pelos jogos transmitidos.

O clube que menos recebeu por participar da Premier League  na última temporada foi o Cardiff com ganhos de 62 milhões de libras e o clube que mais recebeu, o Liverpool somou 97,5 milhões de libras. A diferença do que mais recebe para o último é de apenas 1,57 vezes e a cada ano o volume aumenta e esse índice é reduzido, com menos diferenças entre os clubes.

No Brasil o valor passa de 6 vezes e na Espanha quase 8 vezes. A Inglaterra já mostrou que o caminho que o futebol brasileiro está seguindo seguramente é o equivocado.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-LANCE-TV-Premier-League_0_1306669565.html#ixzz3SgLiQJpC
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Danubio fecha com 3 patrocínios para o jogo contra o São Paulo pela Libertadores

O time uruguaio terá as marcas Athenas Cintos, Iron Blindados e Rafarillo Calçados no uniforme para a partida de quarta-feira




O Danubio Fútbol Club, do Uruguai, fechou 3 patrocínios para o jogo contra o São Paulo pela Libertadores da América 2015. Na partida desta quarta-feira, 25, a camisa do clube terá as marcas Athenas Cintos, Iron Blindados e Rafarillo Calçados. Os acordos foram fechados através da agência de marketing Wolff Sports & Marketing.
Especializada na fabricação de equipamentos de segurança para trabalho em altura, a Athenas Cintos terá sua marca estampada acima do número dos jogadores, na parte de trás do uniforme.
Já a Iron Blindados, que atua no mercado de blindagem de veículos, terá seu logotipo colocado na barra traseira do uniforme. E a Rafarillo Calçados, empresa de sapatos masculinos, terá sua marca estampada na barra frontal da camisa.
O jogo será realizado na próxima quarta-feira, 25, a partir das 22 horas, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, válido pela segunda rodada da Libertadores 2015.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/sao-paulo/Danubio-Futbol-Uruguai-Libertadores-America_0_1309069206.html#ixzz3SgM47VHZ
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Pelo 3º ano seguido, Vedacit é patrocinadora da Copa do Brasil

Empresa de produtos para construção civil terá placas e telões nos estádios durante competição nacional

 
A Vedacit renovou patrocínio para a Copa do Brasil, que neste ano promove sua 27ª edição. Assim como no ano passado, a logomarca da empresa de produtos para a construção civil será exibida em placas de Led e estáticas, telões e prismas durante os jogos.
“O futebol é uma excelente oportunidade para fortalecer ainda mais a marca junto ao nosso público. Por isso, apoiamos o campeonato pelo terceiro ano consecutivo”, afirmou Ana Paula Vales, gerente de marketing da empresa.
“A Vedacit é uma empresa que valoriza tanto a cultura como o esporte e não poderia deixar de incentivar essa grande paixão nacional”, acrescentou a executiva.
A Copa do Brasil é o segundo principal torneio nacional de clubes do país. O campeão da disputa, que neste ano conta com a participação de 87 clubes de todos os Estados do Brasil, garante vaga na Copa Libertadores de 2016. A final do torneio está prevista para 21 de novembro.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/pelo-3-seguido-vedacit-e-patrocinadora-da-copa-do-brasil_27907.html#ixzz3SgMe8Eqt

Santos fecha importante parceria de conteúdo com a Air France


 
O Santos anunciou ontem uma importante parceria com a Air France visando a internacionalização de sua marca. Pelo acordo, a Santos Tv terá um espaço de 30 minutos no sistema de entretenimento de bordo digital da companhia aérea.
Pioneiro entre os brasileiros, no futebol, a Air France já disponibiliza conteúdos com a mesma temática a partir de materiais exclusivos fornecidos por clubes da Premier League.
O programa estará disponível em todos os voos realizados pela empresa durante três meses, entre abril e junho de 2015, nas rotas que contemplam Paris e as Américas do Norte, Sul, África, Ásia e Oceania. Tendo uma média de voos e passageiros durante o período, o conteúdo disponibilizado pela Santos TV poderá impactar, aproximadamente, 3.9 milhões de pessoas.
Carro-chefe do Peixe quando o assunto é internacionalização, os materiais que contam com a presença de Pelé devem ser fortemente ativados.
 
Fonte: MKT Esportivo

Análise: Uniões de clubes precisam sobreviver às trocas de gestões

Leia a opinião de Duda Lopes sobre a campanha lançada por Atlético Paranaense e Coritiba

A ideia de que os clubes brasileiros precisariam ser mais unidos pelo desenvolvimento do esporte está cada vez mais bem consolidada entre aqueles que pensam o futebol no país. Ainda assim, a prática está completamente distante dessa realidade, com exibições públicas de desavenças entre rivais.
É por isso que, quando Atlético Paranaense e Coritiba se unem, a medida deve ser muito bem vinda. Como resultado, potencializaram o patrocínio com a TIM, conseguiram valorizar o clássico no último fim de semana e, agora, querem ganhar sócios de maneira conjunta. Ou seja, só há o que ganhar com a estratégia.
Seria importante para o futebol brasileiro que a parceria funcionasse bem nos próximos meses. Não só pela valorização do futebol paranaense, mas para o país ter um modelo bem sucedido de união entre clubes.
Hoje, o melhor exemplo também vem do sul, onde Grêmio e Internacional fecham acordos em conjunto. Ainda assim, não costuma passar disso.
Outras tentativas nunca conseguiram ser bem sucedidas. No maior exemplo, o Clube dos 13 nunca conseguiu ir além das negociações por direito de televisão. Já o G4 Paulista tentou unir os quatro clubes do Estado, mas nunca conseguiu protagonismo. Hoje, as diretorias de São Paulo e Palmeiras nem sentam na mesma mesa, por motivos diversos.
Essa, aliás, é a grande dificuldade. Para que a união gere bons frutos é preciso tempo e planejamento. Hoje, isso é especialmente difícil porque as posturas mudam conforme a troca de gestão dos clubes. Se der certa a parceria, esse será o grande desafio de Coritiba e Atlético para os próximos anos.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/analise-unioes-de-clubes-precisam-sobreviver-trocas-de-gestoes_27912.html#ixzz3SgMrSmJJ

Atlético-MG assina com rede de shopping center patrocínio no calção

Acordo com Tenco, que já apoia futebol, futsal e vôlei, tem validade de um ano




O Atlético-MG acertou mais um patrocínio de uniforme para esta temporada. A equipe mineira irá estampar o logo da Tenco Shopping Centers, em acordo com duração de um ano.  A nova vestimenta foi lançada nesta segunda-feira.
“Somos uma empresa que reconhece a importância do esporte, o quanto ele motiva a juventude e ajuda na concretização de sonhos. Colaborar para tudo isso nos dá grande satisfação”, afirmou Eduardo Gribel, presidente da Tenco.
Além do Atlético-MG, a Tenco Shopping Centers também é patrocinadora do time de vôlei do Taubaté/Funvic, campeão da Copa do Brasil, além do capitão da equipe, o ponta Dante. No futebol, a empresa apoia o Boa Esporte (MG) e o Internacional de Lages (SC), além do futsal do Guarapuava (PR).

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/atletico-mg-assina-com-rede-de-shopping-center-patrocinio-no-calcao_27898.html#ixzz3SakTdFBS

Receita dos clubes de futebol no Brasil deve atingir R$ 2,3 bilhões este ano, aponta estudo

Valor supera em 8% o previsto para 2014, segundo levantamento do Itaú BBA que abrangeu os 12 maiores times de futebol do país


 
 
A receita somada dos 12 maiores clubes de futebol do Brasil deve atingir R$ 2,3 bilhões este ano, uma alta de 8% sobre 2014. Essa é a estimativa do Itaú BBA, que projeta ainda uma alta de 4% nos custos e despesas dos times, chegando a R$ 2,2 bilhões.
Os dados fazem parte do estudo “Análise Econômico-Financeira dos Clubes de Futebol Brasileiros – Pré-temporada 2015”, que abrangeu os clubes Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco.
Segundo o banco, as projeções foram feitas a partir dos balanços disponibilizados por sete dos clubes abrangidos no estudo, o que ajudou a instituição financeira a elaborar as estimativas de receita para este ano.
“No geral, há que se fazer um forte ajuste nos custos, uma vez que as receitas não aparentam ter força de crescimento nos próximos anos, já que o contrato com a TV está dado, o mercado publicitário reduziu a precificação das camisas dos clubes, e mesmo a bilheteria pode sofrer queda em virtude da menor renda esperada para o torcedor”, avalia Cesar Grafietti, gerente de crédito do Itaú BBA e coordenador do estudo.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Receita-atingir-bilhoes-aponta-estudo_0_1309069188.html#ixzz3SgLuyfuC
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!
 





segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Hotel Football: uma experiência fantástica para o fanático por futebol

 
A ideia partiu de cinco jogadores do famoso The Class of 92, do Manchester United, formado por Nicky Butt, Ryan Giggs, Paul Scholes, Phil e Gary Neville, e agora está prestes a ser inaugurado. Localizado ao lado do Old Trafford, o Hotel Football promete uma experiência fantástica aos fanáticos por futebol que se hospedarem no local.
Comandado pela dupla Ryan Giggs e Gary Neville, o empreendimento conta com 113 quartos divididos em 12 andares. Na área de lazer, Giggs incorporará ao restaurante do hotel seu Cafe Football, que já conta com uma unidade em Londres.
Além de toda ambientação boleira, com canecas personalizadas, linha de banho e até figurinhas de jogadores de futebol como papel de parede, no último andar do hotel há um campo de futebol, para potencializar uma experiência que já promete ser única.
O Hotel Football será inaugurado no próximo dia 28 de fevereiro e teve custo total de £ 24 milhões.













 
 
Fonte: MKT Esportivo

Corinthians e Caixa renovam patrocínio por mais uma temporada

 
Parceiros desde 2012, a Caixa Econômica Federal renovou seu patrocínio ao Corinthians por mais uma temporada. O acordo não sofreu reajuste e o banco desembolsará R$ 30 milhões ao longo do período.
Apesar de manter o valor, o clube paulista poderá aumentar o montante caso vença o Paulistão Itaipava, o Brasileirão e a Copa Bridgestone Libertadores.
Se o master está garantido, o Corinthians agora busca um novo patrocinador para o segundo local mais nobre de sua camisa, as mangas, já que a Fisk não renovou seu aporte e deixou o clube.
Fonte: MKT Esportivo

Rivais históricos, Atlético e Coritiba se unem por associados

Rivais do Paraná traçam plano em conjunto para aumentar número de sócios-torcedores




Atlético Paranaense e Coritiba estão cada vez mais próximos. Antes do clássico do último domingo, os presidentes dos rivais da capital paranaense fizeram uma entrevista em conjunto para promover a partida e pedir paz aos torcedores. Agora, o plano é conseguir ganhar novos sócios também em conjunto.
O plano é lançar uma campanha antes do início do Campeonato Brasileiro convocando os torcedores para se associarem aos programas das equipes. A ideia da ação é promover uma disputa entre os dois clubes para ver quem consegue mais novos membros.
“Queremos usar a rivalidade para promover o bem”, resumiu Mauro Holzmann, que é diretor de marketing do Atlético.
Atualmente, o Atlético conta com aproximadamente 25 mil sócios e o Coritiba mantém cerca de 18 mil. A própria promoção da partida ajudou ambos a conseguirem novos adeptos.
Como o Campeonato Paranaense tem pouco apelo, os torcedores não costumam renovar os planos no início do ano. Com a ação, isso já mudou um pouco.
Os dois times não fazem parte do “Movimento por um Futebol Melhor”, idealizado pela Ambev e que detém parceria com mais de 50 clubes brasileiros. A justificativa da dupla Atletiba é de que o acordo não seria vantajoso para os times. Ambos são patrocinados pela Coca-Cola.
Com as iniciativas recentes, os clubes já podem almejar mais acordos conjuntos. Em janeiro, eles já haviam se unido para apresentar um novo patrocinador, a empresa telefônica TIM.
“Temos a intenção de fortalecer o futebol paranaense, que anda em baixa. Por isso juntamos os dois maiores clubes para ações comerciais”, disse Holzmann.
A apresentação em conjunto da TIM não impediu que a rivalidade fosse exaltada; a empresa teve que retirar a cor vermelha de sua logomarca para entrar na camiseta do Coritiba. Agora, o desafio é seguir essa linha na campanha para angariar sócios.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/rivais-historicos-atletico-e-coritiba-se-unem-por-associados_27900.html#ixzz3SakioTyn

Patrocinador de verso da camisa do Barcelona pede maior exposição

Intel assinou com time da Catalunha em 2013, mas seu logo pouco aparece nos jogos




O ousado projeto de patrocínio da Intel ao Barcelona está perto do fim. Ou pelo menos de uma readequação que desvirtua o propósito inicial da parceria, anunciada em dezembro de 2013.
A Intel está insatisfeita com a baixa exposição da marca. A empresa pagou, segundo a revista Forbes, US$ 25 milhões por um contrato válido por cinco anos.
A ideia era fazer com que o patrocínio remetesse ao conceito “look inside” da marca (“olhe para dentro”). Até agora, porém, os jogadores não colaboraram.
Teoricamente, a Intel ganharia exposição na comemoração dos gols, quando os jogadores viram a camiseta. Como essa ação não é obrigatória aos atletas, ela não vingou. Apenas uma vez, logo após o anúncio da parceria, Neymar levantou a camisa após marcar um gol, pelo Campeonato Espanhol.
Quando anunciou o acordo, Deborah Conrad, CMO da Intel, havia dito que a parceria era “mais do que um patrocínio”, o que significava que a empresa investiria em tecnologia no clube.
“A tecnologia que estamos desenvolvendo e os programas que trabalhamos em conjunto são feitos para elevar o Barcelona à condição de clube mais tencologicamente desenvolvido do futebol”, afirmou a executiva.
As regras da liga espanhola também limitam esse tipo de ação. Os jogadores não podem exibir declarações pessoais no interior da camisa. Messi foi punido em US$ 3.400 em 2011, quando escreveu “Feliz aniversário, mãe” em camisa embaixo do uniforme.
Outro problema foi com a Nike, que fabrica a camisa do Barcelona. A empresa não tem conseguido reproduzir em larga escala a camisa com a logomarca da Intel. 
Agora, Barcelona e Intel renegociam o acordo, questionando de que forma a exposição da marca da empresa pode ser aumentada.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/patrocinador-de-verso-da-camisa-do-barcelona-pede-maior-exposicao_27896.html#ixzz3SZeuFS9W

Atlético de Madrid mira mercado chinês e abre 200 stands de produtos oficiais no país

Clube, que vendeu 20% de seu capital a Grupo Wanda, prevê escolinhas e jogos de pré-temporada no país




Após ter 20% do clube adquirido pelo empresário Wang Jianlin, o Atlético de Madrid aposta na invasão do mercado chinês. O time terá 200 stands de vendas de produtos oficiais em lojas dos centros comerciais do Grupo Wanda, de propriedade do milionário chinês.
“A entrada do Grupo Wanda em nosso capital esse objetivo recebe impulso definitivo, já que facilitará a expansão de nossa marca com diversos acordos, como estabelecimento de escolas de futebol em diferentes partes do país, a formação de jovens atletas chineses e a realização de giros de pré-temporada para que os torcedores locais possam conhecer nossas estrelas”, afirmou Miguel Ángel Gil, diretor-executivo do clube espanhol.
No mês passado, Jianlin tornou-se o terceiro maior acionista do clube colchonero ao desembolsar € 45 milhões. Gil Marín permanece dono de 52% das ações do Atlético de madrid. Já Enrique Cerezo, presidente do clube, detém outros 20%. O restante é dividido entre outros integrantes da família Gil. Jianlin tem o direito inclusive a indicar um integrante do Conselho de Administração do Atlético de Madrid para controlar seus investimentos.
Com uma dívida de € 540 milhões, a associação do com Grupo Wanda é vista como uma solução para que o atual campeão espanhol mantenha um time competitivo. Com a negociação, a expectativa é que as ações do time tenham valorização de € 225 milhões.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/atletico-de-madrid-mira-mercado-chines-e-abre-200-stands-de-produtos-oficiais-no-pais_27866.html#ixzz3SIMdssHC

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Folha salarial escancara desnível de liga espanhola

Jogador de times pequenos ganham em média 12% de salário de atletas de Barcelona e Real Madrid


A folha salarial das equipes que disputam a primeira divisão da Espanha escancara a diferença entre os clubes ricos (Barcelona e Real Madrid) e os pequenos (as 18 demais equipes). Os dados da temporada passada foram divulgados pela direção da Liga de Futebol Profissional, que dirige o torneio.
Para efeito estatístico, a LFP nem inclui Barça e Real no cálculo porque ambos fogem muito ao padrão de gastos dos clubes que disputam o torneio. Sem eles, a despesa média é de € 28,02 milhões por ano. Cada atleta recebeu, em média, € 1,1 milhão pela temporada inteira ou € 91,7 mil por mês.
Quem integrou o elenco dos dois grandes da Espanha, teve ganho significativamente superior: € 9 milhões por temporada ou € 750 mil mensais. Ou seja, um jogador dos clubes menores recebe, na média, apenas 12,2% do que ganha um atleta de Barcelona ou Real Madrid. A folha salarial nesses clubes chega a € 200 milhões.
Algumas léguas atrás dos dois grandes está o Atlético de Madrid, com média salarial de € 4,1 milhões, o que totaliza gastos de € 100 milhões com salários anualmente. Apenas sete clubes pagaram mais de € 1 milhão, em média, para cada jogador por temporada.
Sevilla e Valencia têm média de gastos de mais de € 2 milhões por atleta. Getafe, Athletic Bilbao, Real Sociedad e Villarreal superam € 1 milhão anuais para cada integrante do elenco profissional. O primo pobre da liga espanhola é o Rayo Vallecano, que gastou € 370 mil por jogador durante a temporada.
O abismo de salários também ocorre em relação à Série B espanhola. No torneio, o gasto médio com o elenco durante toda a temporada foi de € 4,01 milhões ou € 170 mil por atleta. Apenas cinco clubes desembolsaram valores maiores do que essa média: Zaragoza (€ 400 mil), Córdoba, Deportivo La Coruña, Sporting Gijón e Mallorca (€ 300 mil).

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/folha-salarial-escancara-desnivel-de-liga-espanhola_27878.html#ixzz3SIMTTny8
 

Academia LANCE! Pay per View pode equilibrar as forças no futebol brasileiro

Além do desempenho em campo, há um potencial claro para crescer com ações efetivas de marketing para alavancar as vendas de PPV

Um dos temas mais recorrentes no Brasil é a diferença nos valores que os clubes recebem pelos direitos de TV e o risco que isso possa causar um desequilíbrio de forças em nosso futebol.
A notícia recente divulgada pelo site da ESPN sobre quanto a Globo paga pelo Pay per View (PPV) dos clubes é uma indicação que é possível equilibrar um pouco as cotas da TV. De todo o contrato que abrange TV abeta, TV fechada, PPV e Internet, somente os assinantes do canal PFC geram uma remuneração variável para os clubes.
Quanto mais torcedores o clube tiver, mais ganha, já que a emissora faz pesquisas periódicas para definir o pagamento. O contrato destina R$ 300 milhões relativos ao PPV e o clube que mais fatura é o Flamengo R$ 45,5 milhões, seguido do Corinthians com R$ 38,4 milhões.
A dupla lidera pelo tamanho de suas torcidas, mas a distância para os demais, e principalmente os clubes que aparecem na sequência são um ótimo indicativo que o PPV pode alavancar o dinheiro da TV. Mesmo para clubes com torcidas menores e com valores de direitos de transmissão inferiores.
O terceiro colocado do ranking é o Cruzeiro que recebeu R$ 24,5 milhões e o quarto o Atlético-MG com R$ 23 milhões. A dupla mineira se beneficiou do ótimo desempenho e empolgação do seu torcedor em assinar o pacote dos jogos.
Os mineiros estão à frente de clubes com torcidas maiores como o São Paulo, Vasco da Gama e Palmeiras, por exemplo. Outro destaque é o Grêmio quinto no ranking com R$ 21,5 milhões, à frente do São Paulo que ficou em sexto com R$ 20,1 milhões, Vasco em sétimo com R$ 20 milhões, seguido de Palmeiras R$ 17,7 milhões e Fluminense R$ 17,4 milhões.
A mínima diferença nos valores recebidos pelo Fluminense e o Palmeiras comprovam essa tese. O time paulista tem 7% dos torcedores brasileiros, o carioca apenas 2%.
Além do desempenho em campo, há um potencial claro para crescer com ações efetivas de marketing para alavancar as vendas de PPV. Muitos clubes têm reais possibilidades para crescer. Este trabalho de aumentar o número assinantes dos pacotes pode trazer um maior equilíbrio nos valores totais recebidos da TV no Brasil.
Por exemplo, qual o potencial do São Paulo e Palmeiras em crescer em todo o interior do estado de São Paulo em vendas de PPV? O mesmo vale para o Vasco em diferentes estados do país.
Que o marketing de cada clube descubra caminhos de alcançar isso. Um maior equilíbrio das cotas de TV pode depender disso.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/Academia-LANCE-Pay-View-brasileiro_0_1302469838.html#ixzz3SINS2ww9
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Barcelona abole papel e permite que celular vire ingresso

Torcedor poderá comprar ingresso e entrar no estádio só com aplicativo para dispositivos móveis


O Barcelona inovou na relação com seus torcedores. O clube da Catalunha lançou uma plataforma em que é possível armazenar em dispositivos móveis, como celular e tablet, o ingresso para os jogos do clube ou para a Camp Nou Experience (visita monitorada no estádio e museu da equipe). O Mobile Ticket, segundo o clube, é “cômodo, prático e muito fácil de usar”.
Para utilizá-lo, basta baixar um aplicativo no dispositivo móvel (Passbook para Iphone ou Ipod ou PassWallet para celular ou tablet com sistema Android) e seguir as explicações de uso.
“O objetivo da área tecnologia é facilitar o acesso ao clube para sócios e torcedores e acreditamos que o dispositivo móvel é a ferramenta mais útil para isso porque está ao alcance de todo mundo e nos abre a possibilidade para facilitar essa relação”, afirmou Dídac Lee, diretor de novas tecnologias do Barcelona.
“O Mobile Ticket é um exemplo de como a tecnologia pode facilitar o acesso ao estádio para todos, mas não é o único serviço desse tipo. Daqui um tempo iremo anunciar novas funcionalidades para dispositivos móveis que permitirão aos sócios e torcedores melhorar sua experiência com o clube”, acrescentou o executivo.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/barcelona-abole-papel-e-permite-que-celular-vire-ingresso_27889.html#ixzz3SINDDyJN