Cabeçalho

Logotipo

domingo, 26 de abril de 2015

1º Encontro – Café Esportivo (São Paulo)


Na manhã de ontem (25/04/15) foi realizado o 1º Encontro – Café Esportivo, o encontro aconteceu no Bar “O Torcedor” no Estádio do Pacaembu. O Evento realizado pela MKPRO reuniu alguns Profissionais do Esporte que já desempenham funções importantes neste meio.
O Encontro tinha por intuito realizar um Networking entre os Profissionais do Esporte para que surjam novos Projetos ou mesmo complementar os já existentes.
Na opinião do Luiz Moura, Diretor do MKPRO e Organizador do Evento, o objetivo foi alcançado.
Além de tudo isso, o Evento teve seu cunho Social, onde os participantes levaram alguns donativos para serem doados a um Projeto Social que atende moradores de rua.
O FutGestão fica muito satisfeito de poder apoiar e participar de Eventos com estes propósitos. Queremos Parabenizar ao MKPRO pela iniciativa e reforçar nossa parceria por um esporte cada vez melhor, justo e com Profissionais capacitados.
Algumas fotos do Encontro:



Barcelona assina com rede de academias patrocínio para Oriente Médio

Fitness Time, nova parceira de clube na Arábia Saudita e Emirados Árabes, terá rede de escolinhas do clube catalão


O Barcelona assinou com a Fitness Time, uma rede de academias, novo contrato de patrocínio regional, válido para Arábia Saudita e Emirados Árabes. O contrato é válido por três anos e foi assinado pelo presidente do clube, Josep Maria Bartolomeu, e o diretor de operações da empresa, Fahad Al Haqbani.
A Fitness Time se tornou o segundo patrocinador do clube da Catalunha na Arábia Saudita, junto com o banco Samba Financial Group. A empresa também é a terceira parceira da equipe nos Emirados Árabes, junto com a empresa de telecomunicações Etisalat e o United Arab Bank.
Um dos clubes europeus mais globalizados do mundo, o Barcelona possui um total de 16 patrocinadores regionais. Entre as apoiadoras do time de Messi e Neymar estão algumas empresas com contratos válidos para o Brasil, como a Gillette e a Tenys Pé.
Pelo acordo, a Fitness Time também se converte em uma apoiadora da primeira escolinha de futebol do clube na Arábia Saudita, prevista para ser inaugurada em Riad, no final do ano.
É a primeira vez que o clube assina um contrato de patrocínio que implique, desde o início, a expansão de sua marca com a criação de escolinha em conjunto com uma empresa. Além da primeira unidade, outras estão previstas em mais cidades sauditas.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/barcelona-assina-com-rede-de-academias-patrocinio-para-oriente-medio_28216.html#ixzz3YFYG87or

Clubes usam redes sociais para fechar acordos milionários

Palmeiras e São Paulo fecham contratos inéditos voltados a ações em canais digitais


Depois de Corinthians e São Paulo, chegou a vez de o Palmeiras fechar um acordo com foco nas redes sociais. E, assim como os rivais paulistas, o negócio envolve um faturamento milionário.
O Palmeiras acertou com um de seus atuais parceiros, a Faculdade das Américas (FAM), e cedeu o naming right de seu canal de vídeo online, a TV Palmeiras.
Com validade de dois anos, o contrato renderá, segundo o clube, R$ 2,6 milhões. A quantia é próxima do que o Corinthians pretendia numa possível extensão de contrato com a Henkel. Em janeiro e fevereiro, o clube fechou com a empresa, que exibiu as marcas Cascola e Loctite Durepoxi nos vídeos do time.
No Parque São Jorge, as negociações não andaram. Já no Palmeiras, houve uma ampliação de um contrato. Hoje, a FAM já está exposta no uniforme do time. 
No YouTube, a TV do Palmeiras conta com mais de 300 mil inscritos e um número de visualização que ultrapassa os 19 milhões, sendo um dos mais acessados do país entre os times de futebol. O canal é impulsionado pelos mais de 3 milhões de seguidores que o clube conta no Facebook.
O acordo palmeirense se soma a dois recentes negócios fechados pelo São Paulo na natureza da negociação. Nas últimas semanas, Gatorade e Copa Airlines foram anunciadas como parceiras comerciais do Tricolor paulista. 
O pacote de negociação com as empresas envolvem diversas plataformas de exposição, entre elas o uso das redes sociais do clube na promoção dos parceiros.
“Nossa intenção é justamente aplicar todas as frentes que um patrocínio pode gerar, como ativação, relacionamento, experiência de marca e mídias digitais, trazendo uma receita nova ao clube e explorando a força que a marca do São Paulo pode entregar”, diz Carlos Pereira, executivo de marketing do São Paulo.
Se, antes, as redes sociais eram só um canal de relacionamento dos clubes com os torcedores, aos poucos elas se transformam em fonte milionária de receita.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/clubes-usam-redes-sociais-para-fechar-acordos-milionarios_28212.html#ixzz3YFY0E5h6

Listerine é a nova patrocinadora de Neymar


Terceiro jogador mais bem pago do mundo de acordo com o mais recente levantamento da France Football, Neymar somou mais um patrocinador ao seu amplo portfólio de parceiros.
A Listerine é a nova patrocinadora do atacante em um contrato de duas temporadas. Pelo acordo, Neymar participará de campanhas publicitárias que envolverão comerciais na Tv e ações via redes sociais.
A marca de propriedade da Johnson & Johnson se tornou a décima primeira patrocinadora do jogador, cuja imagem é explorada pelas seguintes empresas: Nike, Red Bull, Panasonic, Claro, Tenys-pé, Lupo, Guaraná Antarctica, Volks, Heliar e Rexona.
Fonte: MKT Esportivo

sábado, 25 de abril de 2015

Nike fecha com duas novas seleções: Chile e Nigéria

 
Em apenas uma semana, a Nike anunciou duas novas seleções ao seu portfólio de equipes. Nigéria e Chile agora terão uniformes desenvolvidos pela marca do swoosh, assumindo os lugares de adidas e PUMA, respectivamente.
Com os ‘Super Eagles’, a parceria já está em vigor desde o inicio do mês e irá até a Copa do Mundo na Rússia, em 2018. A seleção nigeriana estava sem fornecedor de material esportivo desde dezembro passado, quando chegou ao fim sua parceria de quase dez anos com a adidas. Além da equipe principal, o acordo engloba também a categoria feminina, de base e o futebol de areia.
Já no Chile, que adiantamos em nossa fan page que quatro marcas a disputavam, o acordo começará somente ao final da Copa América 2015, que será disputada no próprio país. O contrato terá validade por oito temporadas e a gigante americana pagará US$ 7 milhões por ano – aumento de US$ 4 milhões em relação ao valor investido pela PUMA.
 
Fonte: MKT Esportivo

Análise: São Paulo cria caminho sem volta no mercado brasileiro

Duda Lopes discute patrocínios aos clubes de futebol que não incluem exposição de marca na camisa

O São Paulo demorou, mas finalmente tem conseguido fechar patrocínios que não envolvam a exposição na camisa. E, melhor ainda, por bons valores. Não é difícil imaginar que, com mais alguns acordos, o clube já consiga equilibrar os ganhos que teria com um patrocínio máster.
Os acordos com Gatorade e Copa Airlines usam dois fatores pouco explorados até hoje. Primeiro, uma enorme rede de contatos diretos a torcedores, o que envolve redes sociais e sócios-torcedores. O outro fator são as várias possibilidades que um clube popular pode proporcionar para ações de relacionamento.
Em qualquer mercado mais avançado, essa é uma prática bastante comum. O Real Madrid, por exemplo, tem o maior faturamento do mundo. Na última temporada, ganhou 211 milhões de euros em publicidade e vendas de produtos. Na camisa, Adidas e Emirates representam apenas metade dessa quantia; Audi, Microsoft e banco BBVA fazem parte do portfólio de parceiros da equipe.
Mas o caminho para isso não é simples. Há poucos anos, a Máquina do Esporte perguntou informalmente a um executivo de marketing de um grande clube do país o porquê de não se ter mais negócios sem exposição no uniforme. “Você acha que a gente não tenta? O mercado é que não responde bem”, explicou.
O problema ainda está nos dois lados. Nos clubes, que têm dificuldade em criar propriedades relevantes, e nas empresas, que ainda não veem o futebol como uma plataforma de negócio relevante. Mas, depois que uma marca for bem sucedida, a tendência é de uma mudança radical.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/analise-sao-paulo-cria-caminho-sem-volta-no-mercado-brasileiro_28221.html#ixzz3YFYhdnP4

Nos bastidores, estádio do Palmeiras tenta reduzir custos

Administração do estádio troca funcionários, reduz gastos e enfrenta problemas para pagar fornecedores 


Estádio que mais arrecadou no futebol brasileiro com bilheteria neste ano, o Allianz Parque vive uma realidade distinta nos bastidores. Aberta há pouco mais de meio ano, a nova arena palmeirense convive com troca de funcionários da WTorre e da AEG, gestoras do espaço, além de redução de gastos e problemas no pagamento a fornecedores.
Desde março, dois profissionais de marketing da AEG, parceira da WTorre na gestão do estádio, foram demitidos. Seus cargos não foram repostos. No próximo mês de maio, será a vez de a principal executiva da empresa americana no Brasil, Susan Darrington, deixar o comando do Allianz Parque.
Procurada pela reportagem, a Blue Box, que é sócia da AEG no Brasil, disse que as trocas são um processo natural na administração do estádio. Antes do Allianz Parque, Susan foi por 12 anos uma das principais executivas do CenturyLink Field, nos EUA.
A AEG tem um contrato de dez anos com a WTorre para gerenciar o estádio palmeirense. Mas as relações têm sido conturbadas. No início do ano, a construtora colocou um funcionário para fiscalizar os gastos na manutenção da arena, considerados altos. Desde então, fornecedores têm tido mais dificuldade para receber os pagamentos e, também, cortes na equipe foram feitos.
Pouco depois, em março, o presidente da construtora, Walter Torre, e o principal executivo da área de gestão de estádios, Paulo Remy, estiveram nos EUA numa reunião com a AEG. Na conversa, pediram uma maior participação, inclusive financeira, do parceiro. Procurado, o diretor de negócios da WTorre, Rogério Dezembro, não atendeu à reportagem.
Enquanto isso, o processo entre Palmeiras e WTorre que define direitos sobre exploração comercial de parte das cadeiras do estádio ainda corre na Justiça. O imbróglio mudou o plano de negócios do estádio e ajudou a fazer com que os bastidores ficassem mais agitados neste começo de ano.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/nos-bastidores-estadio-do-palmeiras-tenta-reduzir-custos_28220.html#ixzz3YFYTE549

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Santos FC terá patrocínio pontual do Museu Pelé para final do Paulista

 

Enfim, um patrocínio pontual que não fere a imagem e não subutiliza o valioso uniforme de um clube. Para as duas partidas da final do Paulistão Itaipava 2015, o Santos irá promover em sua cota master o Museu Pelé, inaugurado em junho do ano passado.
Além da exposição, acordo incluirá um cross entre o Memorial das Conquistas e o Museu Pelé, com um pacote de ingresso que garantirá a ida à partida e aos estabelecimentos. Para o primeiro jogo, na Vila, ainda será instalado um espaço dedicado ao Rei nos arredores do estádio.
Por se tratar de uma empresa privada à frente do Museu Pelé, o Santos receberá uma compensação financeira pelo patrocínio, cujo valor não foi revelado pelas partes.

Fonte: MKT Esportivo

Por novo posicionamento, Philips encerrará patrocínio de 34 anos ao PSV

 
Se para a próxima temporada a Umbro assume o fornecimento de material esportivo do PSV no lugar da Nike, em 2016/2017, o icônico patrocínio da Philips renovado em 2011 por mais cinco anos, não terá continuidade.
Patrocinadora do clube por 34 anos e um símbolo na cidade de Eindhoven, a marca embasa esta decisão por uma mera questão de posicionamento no mercado e não financeira, já que focará seus esforços na produção de equipamentos médicos, não mais tanto em eletrônicos. O diretor geral do PSV, Toon Gerbrands, ainda ressaltou a necessidade do clube em conseguir um valor maior do que o atual investido pela empresa, cerca de € 7 milhões – € 1.4 milhão para a camisa – por temporada.
Vale ressaltar que não será uma saída por completa da Philips, que continuará com o naming right do estádio, o Philips Stadion, e como patrocinadora do segundo escalão de parceiras do PSV.
 
Fonte: MKT Esportivo

Fluminense lança novo terceiro uniforme com descontos para sócios

Camisa do Tricolor carioca será predominantemente verde e associados poderão adquirir o novo produto redução de até 20% do valor sugerido, que gira em torno de R$ 210


Em parceria com a fornecedora de material esportivo Adidas, o Fluminense lança nesta sexta-feira, 24, o novo terceiro uniforme do clube, que terá a cor verde como predominante. Por conta da novidade, o clube dará descontos de 5% a 20% para os sócios de acordo com o plano do associado, além de enviar por email um voucher que reduz em 10% o valor da nova camisa se for apresentado.
O valor do novo uniforme custará em torno de R$ 210 e poderá ser adquirida pelos sócios-torcedores por valores entre R$ 170 e R$ 200 de acordo com o plano do associado.
Ontem, circulou na internet imagens da possível nova camisa do Fluminense. A assessoria do clube, entretanto, negou que seja o verdadeiro novo uniforme Tricolor. Por questões contratuais, o produto ainda não pode ser divulgado.
O lançamento da camisa número 3 do Fluminense ocorrerá amanhã, a partir da 19h, na loja da Adidas no Barra Shopping, no Rio de Janeiro. Os descontos também poderão ser utilizados em produtos da fabricante de material esportivo em lojas de todo o país.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/fluminense/Fluminense-lanca-uniforme-descontos-socios_0_1344465651.html#ixzz3YFXGckYk
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Forte na web, Juventus lança perfil oficial no LinkedIn



Ampliando a sua já forte presença nas redes sociais, a Juventus inovou e se lançou no LinkedIn, rede voltada exclusivamente para contatos profissionais e que soma 300 milhões de usuários ativos (20 milhões somente no Brasil).
Diferentemente da comunicação que desenvolve através do Twitter, Facebook e Instagram, o perfil da Juventus na plataforma focará nos bastidores de um dos clubes mais tradicionais na Itália. Por lá, será possível que profissionais do mundo todo fiquem atentos à oportunidades de trabalho na Vecchia Signora, realizando o sonho de muitos de trabalhar em uma potencia do futebol europeu.
Quando se trata do ambiente web, a Juventus sempre se mostrou à frente de muitos clubes, como já abordamos o case envolvendo selfies e ações com Pirlo e Tevez.
Fonte: MKT Esportivo

Liverpool assina 3º maior contrato de patrocínio de camisa

Equipe inglesa renova com Standard Chartered, e irá receber R$ 136 milhões por temporada

O Liverpool acertou a renovação do patrocínio de camisa com a Standard Chartered com um dos contratos mais lucrativos da Premier League.
Para continuar a estampar o logo do banco britânico até 2019, a equipe vermelha passará a receber £ 30 milhões (R$ 136 milhões) por temporada. É o terceiro contrato mais alto de patrocínio de camisa de um clube de futebol.
O acordo foi selado, apesar da possibilidade de o time de Liverpool não se classificar para a próxima edição da Liga dos Campeões. A camisa da equipe, que não conquista o Campeonato Inglês desde 1990, é menos lucrativa comparada a dois gigantes locais. O Manchester United recebe £ 53 milhões da Chevrolet, e o Chelsea, que assinou em fevereiro contrato de £ 40 milhões com a fabricante de pneus Yokohama.
O valor recebido pelo Liverpool iguala o contrato do Arsenal com a Emirates, que também é de £ 30 milhões. O acordo atual do clube, porém, é mais alto do que o obtido pelo Manchester City, atual campeão inglês, com a Etihad Airways, que é de £ 20 milhões.
O Liverpool também passará à frente de gigantes do futebol europeu, como Barcelona (Qatar Airways), Bayern de Munique (Deutsche Telekom) e Real Madrid (Emirates), que recebem £ 25 milhões cada um.
“Esta extensão mostra ainda mais a grande força do nosso relacionamento de longo prazo e o sucesso de nossa parceria com o Standard Chartered”, afirmou billy Hogan, diretor comercial do Liverpool.
O executivo destacou que em 40 anos que o clube conta com o patrocínio de camisa, apenas cinco marcas foram parceiras. “Ao longo dos últimos cinco anos, nossa parceria permitiu aprofundar o compromisso com nossos clientes e funcionários. Estamos muito satisfeitos por poder continuar com essa colaboração e ansiosos para o que poderemos alcançar juntos no futuro”, afirmou Peter Sands, diretor-executivo do grupo Standard Chartered.
O clube, que foi eliminado na semifinal da Copa da Inglaterra pelo Aston Villa no último domingo, por 2 a 1, já não disputa nenhum título nesta temporada.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/liverpool-assina-3-maior-contrato-de-patrocinio-de-camisa_28208.html#ixzz3Y4Qh3lXB

Clubes ingleses rejeitam oferta de mais de R$ 600 mi de Guinness por Premier League

Cervejaria oferece valor de apenas R$ 22,7 mi a mais do que Barclays, atual patrocinadora

Os clubes da primeira divisão da Inglaterra rejeitaram oferta da fábrica de cervejas Guinness, que está interessada em ser dona do title sponsor da Premier League. De acordo com o diário Daily Mail, a empresa irlandesa ofereceu £ 135 milhões (R$ 613,5 milhões) por três anos de contrato  (R$ 204,5 milhões por temporada) para substituir a Barclays e dar nome ao Campeonato Inglês.
O valor corresponde a um aumento de apenas 11,1% ou £ 5 milhões (R$ 22,7 milhões) por ano em relação ao que a instituição financeira desembolsa hoje. A Barclays já anunciou que não irá renovar o contrato, que será encerrado no ano que vem, após 15 anos de parceria.
Outro motivo que pesou na decisão de rejeitar a oferta da Diageo, detentora da marca Guinness, foi o fato de vários clubes manterem acordos com outras cervejarias.
As equipes da elite do futebol inglês renunciaram à oferta da Guinness no mesmo momento em que atingiram novos níveis em seu contrato de TV, que irá render £ 5,14 bilhões aos clubes entre as temporadas 2016-2017 a 2018-2019. Com esse acerto, as emissoras irão pagar em média £ 10,2 milhões por jogo, um aumento de 70% em relação à última temporada. No acordo atual, cada partida vale £ 6,53 milhões.
Como trunfo para conseguir um valor mais alto para os direitos de nome do torneio, os clubes ingleses têm, além dos novos valores do contrato doméstico de TV, o fato de a competição hoje possuir uma audiência global, com transmissão para 175 países do mundo, atingindo 650 milhões de residências.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/clubes-ingleses-rejeitam-oferta-de-mais-de-r-600-mi-de-guinness-por-premier-league_28207.html#ixzz3Y4QXXrQI

Diretor vê como difícil venda de naming right da Arena Corinthians

Para Marcelo Passos, conjuntura econômica e valores dificultam acerto com parceiro

Desde que o projeto da Arena Corinthians foi anunciada, o clube sempre deixou claro que uma das principais fontes de renda seria a venda dos naming rights. Já se passaram mais de quatro anos, e nenhum acordo foi assinado.
Em curto prazo, a perspectiva pouco mudou para o clube.
“Os valores são altos, em torno dos R$ 400 milhões. E o tempo de contrato é longo, vinte anos. São fatores que fazem as negociações serem bastante difíceis”, comentou o diretor de marketing do Corinthians, Marcelo Passos.
No momento, o clube mantém conversas com quatro empresas. Uma delas conversa já acontece há alguns meses, em negociação que começou com o ex-presidente Andrés Sanchez. As tratativas, no entanto, não são simples.
Outra conjuntura que atrapalha o clube, segundo o dirigente, é o momento econômico vivido pelo país. O próprio governo admitiu que 2015 deverá ser um ano com contração no PIB e inflação acima da meta. Um cenário que é pouco convidativo para fazer grandes investimentos em marketing.
Ainda assim, o clube viu outras arenas no Brasil fecharem acordos semelhantes. Foi o caso da Allianz, no Palmeiras, e da Itaipava, na Fonte Nova e Pernambuco.
Para driblar uma negociação difícil, o clube tem destravado outras propriedades do estádio, independentemente do naming right. Na semana passada, por exemplo, a direção corintiana iniciou as vendas dos camarotes, com preços que partem de R$ 340 mil. O estádio tem 89 deles.
E há também outros direitos de nomes. O clube busca empresas interessadas em nomear os setores dos estádios, como acontece em algumas arenas pelo mundo, como a do português Benfica.
Além disso, o clube se prepara para obter novas receitas antes travadas, já que o estádio ainda passa por algumas obras. Há, por exemplo, um local para casamentos, que ainda está fechado. Ele se soma a um espaço para feiras e exposições, auditório para 300 pessoas e estacionamento, que pode receber shows musicais.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/diretor-ve-como-dificil-venda-de-naming-right-da-arena-corinthians_28205.html#ixzz3Y4PnZrM8

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Inspirado no Benfica, Flamengo lança Kit Sócio-Torcedor para alavancar programa


 
Beneficiar o torcedor e facilitar a adesão. Para nós, estes são dois dos pontos fundamentais para o sucesso de um programa de sócio-torcedor. E o Kit Sócio-Torcedor do Flamengo, lançado na última semana, ajuda a embasar este nosso conceito.
Visando aumentar substancialmente o número de associados do Nação Rubro-Negra, o Mengão lançou esta espécie de pacote de benefícios cujo objetivo é facilitar a adesão em massa dos seus torcedores e alavancar suas receitas relativas ao programa. Como? Colocado à venda em bancas de jornais (e pela internet para todo país) e por um preço acessível (R$ 39,00). O valor, por sua vez, servirá como pagamento da mensalidade do primeiro mês à aqueles que se cadastrarem no programa posteriormente.
Para garantir este benefício, basta acessar o site do Nação Rubro-Negra e inserir um código promocional contido em um cartão provisório do kit. Feito isso, o novo associado recebe o cartão definitivo e está apto a usufruir dos benefícios oferecidos.
 
Inteligentemente, o Flamengo, em parceria com a empresa Innovant, buscou referência em uma força de vendas presente dentro do modelo associativo tido como ideal entre os clubes de futebol do mundo. O Benfica, líder absoluto de sócios, vende o Kit-Sócio em suas lojas e site oficial há nove temporadas. Por € 25, o torcedor adquire o produto que traz em uma lata personalizada um cachecol, dois ingressos para partidas do clube, uma entrada para um tour gratuito pelo Estádio da Luz, além de um formulário para futura inscrição no programa.
Este esforço fez com que o clube português saltasse de 95 mil para 160 mil associados em apenas seis meses. Um dos segredos estava justamente na ampla distribuição do produto, presente em mais de mil pontos de vendas, incluindo supermercados.
 

Dono da maior torcida do Brasil, Flamengo e Innovant não só embarcam em um modelo de sucesso, mas o mais importante, adequam a realidade do futebol brasileiro. Somados seus esforços através da geração de conteúdo qualificado, que já comentamos que pode sim ser um approach muito eficaz, a nossa torcida é para que o Mengão tenha, enfim, um programa de sócio-torcedor de sucesso.
Fonte: MKT Esportivo

Centauro e Easy Taxi são novos parceiros de Movimento por um Futebol Melhor

Programa de sócio-torcedor, que perdeu parceria com Danone e Netshoes, dará desconto em produtos esportivos e voucher de táxi


O Movimento por um Futebol Melhor ganhou o reforço de dois novos parceiros, a Centauro e a Easy Taxi. Em compensação, a iniciativa perdeu duas importantes empresas: Danone e Netshoes.
Centauro e Easy Taxi se juntam a empresas como Ambev, Unilever, Pepsico, Sky, TIM, BIC, Editora Abril, Shell, Multiplus e Opte+.
A partir da próxima segunda-feira, os sócios-torcedores passarão a ter descontos de 10% no site da Centauro, conforme regulamento disponível em www.centauro.com.br/sociotorcedor.
“A parceria com o Movimento por um futebol melhor reforça o novo posicionamento da Centauro, que é estar próxima do apaixonado por esporte e participar do dia a dia dele. Com esta iniciativa, a Centauro agrega benefícios aos sócios-torcedores, através de uma plataforma de ecommerce com mais de 16 mil produtos esportivos, e ainda colabora para a melhoria do futebol brasileiro”, afirma Germano Batista, head de marketing da Centauro.com.br.
Já a Easy Taxi passa a oferecer, a partir de 1º de maio, desconto de R$ 20 mensais, divididos em dois vouchers de R$ 10, que podem ser utilizados, por exemplo, para ir e voltar de um jogo de futebol.
“Essa parceria é importante para nós, pois além de colaborarmos com o esporte, que é paixão nacional, ainda reforçamos nosso objetivo de colaborar com a mobilidade urbana e disponibilizar uma ferramenta rápida, prática e segura”, afirmou Dennis Wang, co-CEO da Easy Taxi.
Além de oferecer descontos aos sócios-torcedores, o Movimento por um Futebol Melhor já ajudou os clubes a receberem uma receita adicional de mais de R$ 200 milhões, com a adesão de cerca de 400 mil novos associados.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/centauro-e-easy-taxi-sao-novos-parceiros-de-movimento-por-um-futebol-melhor_28201.html#ixzz3Xs7un8nA

Botafogo e Maracanã assinam acordo para uso de estádio

Concessionária que administra o estádio assina com equipe contrato válido por 33 anos


A administradora do Maracanã e o Botafogo entraram em um acordo para que o clube carioca mande seus jogos no estádio. O acordo é válido por 33 anos.
Segundo o que prevê no contrato, com a reabertura total do estádio Nilton Santos, o Engenhão, o Botafogo não terá obrigação de mandar seus jogos no Maracanã, podendo optar por sua arena, desde que haja um comum acordo entre as duas partes.
Segundo nota lançada pelo consórcio que administra o estádio, “este contrato reforça os laços de parceria de longo prazo entre Botafogo e Maracanã”.
Procurado pela Máquina do Esporte para dar mais detalhes do acordo, a assessoria da Concessionária Maracanã, que administra o estádio, afirmou não ter ninguém disponível para falar. Já a assessoria de imprensa do Botafogo afirmou que o presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira, estava em viagem e só retornaria ao Rio de Janeiro nesta sexta-feira.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/botafogo-e-maracana-assinam-acordo-para-uso-de-estadio_28194.html#ixzz3Xs6cADjc

Corinthians apresenta estratégia para subir receitas em curto prazo

Em evento com empresários na arena em Itaquera, clube traça planos para arrecadar mais


Esta quinta-feira (16) será um dia importante para o Corinthians. Após dois meses de nova gestão no marketing, o departamento irá apresentar a um grupo de empresários quais serão as novidades entre as propriedades comerciais do clube. Para isso, serão exibidos três pilares: sócio-torcedor, camarotes e cadeiras cativas e novos espaços de publicidade no uniforme.
“No próximo um ano e meio, nós vamos entender melhor o clube para termos uma maior geração de receita e uma maior valorização da marca Corinthians. O marketing mais criativo ficará no terceiro ano, quando queremos atingir a plenitude, com as contas menos apertadas. Vamos pensar mais na internacionalização do time, por exemplo”, explicou o diretor de marketing corintiano, Marcelo Passos, à Máquina do Esporte.
O programa de sócio-torcedor atual será mantido; hoje ele possui 94 mil membros. Ainda assim, serão lançadas duas novas categorias. A primeira, chamada “Minha Paixão” e com custo de R$ 9 ao mês, será destinada aqueles que não têm tanto interesse no ingresso e, por isso, pagam menos. A segunda, chamada “Minha Nação”, será destinada a quem adquirir as cadeiras da PSL (Direito Pessoal de Uso de Assento, em inglês).
As PSLs, aliás, serão finalmente comercializadas. As cadeiras estão localizadas no setor oeste, onde ainda havia obras na Arena Corinthians. Além delas, será a vez dos camarotes serem disponibilizados no mercado.
A integração do departamento de marketing com o estádio é outra novidade do clube. E promover o espaço será um dos principais desafios desta quinta-feira. “A arena foi projetada para ser um centro de evento. As pessoas não têm ideia de quão maravilhosa ela é, eu também não sabia. O quinto andar tem uma área de exposição que não deixa a desejar nem para o Anhembi. E, o melhor, você pode fazer as ações integradas ao jogo, que é o que nós faremos amanhã (hoje)”, comentou Passos.
No uniforme, não deverá ter grandes novidades. O clube apresentará espaços como manga, ombro e calção. Propriedades sem exposição ainda estão sendo desenvolvidas.
Mesmo com as novidades, a diretoria do Corinthians ainda não tem previsão do quanto poderá aumentar as receitas no próximo ano. “Só temos dois meses de casa, é difícil falar em números. Mas temos metas agressivas e podemos melhorar muito a receita atual”, finalizou Passos.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/corinthians-apresenta-estrategia-para-subir-receitas-em-curto-prazo_28188.html#ixzz3Xs6IDvCu

Vivo é a nova patrocinadora do FC Barcelona para o mercado brasileiro

 
Parte do volumoso acordo entre FC Barcelona e Telefónica, que incluirá os direitos de Tv do clube, a Vivo foi anunciada como parceira regional do Barça para o Brasil. Nos demais países da América Latina, a Movistar, também pertencente ao Grupo Telefónica, será a marca promovida.
Para dar boas vindas à empresa, Neymar Jr, Claudio Bravo, Javier Mascherano e Luis Suarez são os protagonistas dos vídeos divulgados pelo clube catalão.
Patrocinado pela Claro, a participação do atacante brasileiro é parte do contrato fechado pelo Barcelona com o grupo espanhol. No futebol, a Vivo é patrocinadora da Seleção Brasileira desde 2005.
Fonte: MKT Esportivo

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Flamengo consolida sócio como terceira maior receita do clube

Apenas bilheteria e televisão rendem mais ao clube do que os R$ 30 milhões do programa rubro-negro

Em 2014, o Flamengo chegou ao segundo ano de seu programa de sócio-torcedor. O projeto sempre foi uma das principais apostas da diretoria formada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello e, pelo balanço patrimonial divulgado pelo clube, dá para ter uma ideia do porquê foi dada essa importância.
Segundo dados fornecidos pelo Flamengo, o programa de sócio-torcedor já é a terceira maior fonte de receita do clube. Em 2014, foram arrecadados R$ 30 milhões com o programa, quase o dobro do que foi atingido em 2013. Hoje, o departamento de futebol só tem duas fontes superiores a essa: bilheteria, com R$ 40 milhões, e direitos de televisão, com R$ 115 milhões. Patrocínios chegam a R$ 80 milhões, mas nenhum parceiro específico paga o que os sócios-torcedores renumeram.
Para chegar a essa quantia, o clube conta com a regularidade de seus sócios. Durante 2013, o programa cresceu conforme ia sendo divulgado. Em dezembro daquele ano, o clube terminou com 59 mil membros. E o número flutuou pouco. No fim de 2014, ele esteve em 52 mil.
Para o vice-presidente de comunicação do Flamengo, Gustavo Oliveira, o modo como o clube divulgou o programa foi importante na manutenção dos sócios durante o ano. “O conceito de ajudar o time ajuda a fidelizar o torcedor. Ele não paga apenas para ir aos jogos”, contou à Máquina do Esporte.
A arrecadação alta se deve a um elevado tíquete médio; o plano mais barato sai a R$ 29,90 ao mês. E o pagamento sem boleto, somente por cartão de crédito, ajuda na baixa inadimplência.
Para os próximos meses, o clube estuda ampliar algumas parcerias com empresas para dar mais benefícios aos sócios. A ideia, claro, é dar um novo salto no número de sócios, mesmo que essa não seja a prioridade. “Às vezes, me questionam pelo fato de sermos apenas o sexto em sócios-torcedores no Brasil. Mas, em arrecadação, nós estamos entre os primeiros. E, no frigir dos ovos, é isso o que realmente importa”, completou Oliveira.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/flamengo-consolida-socio-como-terceira-maior-receita-do-clube_28179.html#ixzz3XQD3qKin

Ponte Preta aproveita eliminação e marca amistoso contra time de Kaká

Clube de Campinas irá fazer uma partida na Flórida, contra o Orlando City




A Ponte Preta foi eliminada pelo Corinthians no Paulistão Itaipava 2015, mas não lamentou a partida por muito tempo. O clube acertou um amistoso com o badalado Orlando City, time americano que conta com o brasileiro Kaká no elenco.
O convite partiu do clube da Flórida, que arcará com as despesas da equipe de Campinas. O time embarca para os Estados Unidos no dia 29 e volta para o início do Campeonato Brasileiro. Um jogo da Copa Sadia do Brasil deverá ser adiado pela CBF.
A partida no exterior faz parte do plano da Ponte Preta de se internacionalizar, desejo recorrente entre as equipes brasileiras. No caso campineiro, houve até a criação de um departamento para isso, chamado de Comissão de Internacionalização.
“Queremos abrir novos horizontes, formar mais torcedores dentro e fora do Brasil, e gerar oportunidades de negócios internacionais para a Ponte”, comentou, em nota, Gustavo Valio, presidente da comissão criada.
Segundo o clube, a ideia teria surgido após a exposição da marca da Ponte Preta na final da Copa Sul-Americana de 2013. Contra o Orlando City, a promessa é que se inicie uma série de amistosos internacionais.
Agora, o trabalho da diretoria do clube é fechar com uma emissora brasileira para a transmissão da partida. A Ponte Preta também espera faturar com outros recursos. Um deles, mais garantido, é a divisão da receita do jogo nos Estados Unidos. Mas, além da bilheteria, o clube espera fechar patrocínios específicos para a partida.

Por fim, a equipe campineira pleiteia a possibilidade de fechar uma parceria com o Orlando City para fazer intercâmbios com jogadores das divisões de base.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/ponte-preta-aproveita-eliminacao-e-marca-amistoso-contra-time-de-kaka_28181.html#ixzz3XQDH4Q57

Copa Airlines é a nova patrocinadora do São Paulo FC

 
O São Paulo terá uma novidade para a partida desta noite diante do Danúbio, válida pela Copa Bridgestone Libertadores. O clube anunciou a nesta manhã a Copa Airlines como sua nova patrocinadora. Pelo acordo, o Tricolor receberá R$ 4 milhões, sendo R$ 3 milhões em dinheiro e o restante será revertido em mídia. Para dar início a parceria, somente hoje, o São Paulo jogará com o logotipo da empresa panamenha estampado no seu uniforme.
Com duração de um ano, o acordo será, principalmente, para as mídias digitais e redes sociais do clube. Além disso, as partes focarão em ações estratégicas que irão envolver exposição e relacionamento, visando a internacionalização de suas marcas, tanto através da frota da empresa, quanto das propriedades oferecidas pelo São Paulo.
Com a nova parceria, o Soberano valoriza ainda mais suas plataformas digitais e as coloca como uma importante fonte de receita, já que na última semana a Gatorade anunciou um patrocínio ao clube de R$ 8 milhões visando, exclusivamente, suas redes sociais.
Fonte: MKT Esportivo

Barcelona e Manchester United disputam torneio amistoso nos Estados Unidos

Competição, que também contará com PSG e Chelsea, terá transmissão para 160 países


Barcelona, Chelsea, PSG e Manchester United são os principais times confirmados para a disputa da Copa Internacional dos Campeões, torneio amistoso, de 11 de julho a 5 de agosto, nos Estados Unidos, que servirá como pré-temporada para o clube.
A competição terá a participação de algumas das principais potências europeias, bem como equipes locais. Além dessas equipes, também disputam o torneio Porto, América (México), Fiorentina, New York Red Bulls, Los Angeles Galaxy e San Jose Earthquakes.
A competição terá 17 partidas, que serão transmitidas para 160 países. O anúncio foi feito pela Relevent Sports, divisão da SER Ventures, uma empresa multinacional de esportes e entretenimento com enfoque em novas tecnologias. O torneio servirá para os clubes europeus reforçarem sua presença nos Estados Unidos. Além do Barcelona, o Manchester United também já havia divulgado que viajaria ao país como estratégia de aumentar sua popularidade entre o público norte-americano.
O Barcelona tem agendadas três partidas nesta competição. Os jogos, as datas e o sistema de disputa do torneio serão divulgado em 28 de abril, em Nova York, em evento que terá representantes de todas as equipes.
No ano passado, a Copa Internacional de Campeões foi disputada em 13 cidades da América do Norte e foi vencida pelo Manchester United. Desde que teve sua primeira edição, em 2013, a competição já atraiu mais de 1 milhão de torcedores aos estádios para ver as partidas. As transmissões pela TV atingiram mais de 700 milhões de pessoas em todo o mundo.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/barcelona-e-manchester-united-disputam-torneio-amistoso-nos-estados-unidos_28186.html#ixzz3XQDb5LZU

terça-feira, 14 de abril de 2015

Flamengo divulga balanço de 2014 com aumento de receita líquida em 27%

Receita bruta aumentou em 29% entre dezembro de 2013 e dezembro de 2014


O Flamengo divulgou nesta terça-feira o balanço de 2014. E com números animadores para os sócios e torcedores. A receita líquida do clube no ano passado, em comparação com 2013, aumentou em 27%. Já a receita bruta teve um aumento de 29%. A despesa rubro-negra entre os anos também sofreu queda de 1,1%.

Em números, a receita líquida do Flamengo aumentou de R$ 259.175.417,00 para R$ 334.308.220,00. Já a despesa caiu de R$ 232.278.225,00 para R$ 229.748.383,00. Apesar da diminuição da despesa em um geral, os empréstimos sofreram um aumento entre os anos: de R$ 112.258.928,00 em dezembro de 2013 para R$ 140.617.018,00 em dezembro de 2014.

Deste montante, um detalhe chamou a atenção: o Flamengo adquiriu o volante Canteros por meio de um empréstimo com o Banco Modal. E ainda cedeu, como garantia ao banco, 50% dos direitos econômicos do jogador argentino. Pelo documento, o Rubro-Negro tem valores a pagar até 2017. O LANCE! entrou em contato com a assessoria do clube para saber como foi feita esta transação e obteve a seguinte resposta: "as operações aconteceram de forma concomitante. Primeiro pega-se empréstimo, contrata-se o jogador e coloca-se o jogador como garantia."

O balanço de 2014 ainda mostra os percentuais dos direitos econômicos que o Flamengo possui. Da lista, apenas Alecsandro, Canteros, Eduardo da Silva, Felipe Dias (base), Lucas Mugni, Paulo Victor, Cáceres e Recife são 100% do Rubro-Negro. Velhos conhecidos do torcedor do Flamengo também figuram na lista, como Bruno Mezenga (20%) e Fierro (30%).

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/flamengo/Flamengo-divulga-balanco-receita-liquida_0_1339066198.html#ixzz3XKlxehxd
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Com a palavra, Amir Somoggi: 'Mancharam a marca do Barça'

A descoberta de fraude na contratação do atacante Neymar foi a prova do mal que o ex-presidente Sandro Rosell causou ao clube espanhol

O Barcelona, clube que na última década se transformou em um sucesso indiscutível tanto dentro de campo, como fora dele, vive um momento extremamente grave em seus mais de 115 anos de história.
Após uma investigação realizada pelos órgãos de fiscalização do Governo Espanhol ficou comprovado o crime contra a Fazenda, por sonegação de impostos e crime societário, em função da não declaração correta dos valores gastos pelo Barcelona para contratar o Neymar.
Os crimes realizados e descobertos podem colocar o ex presidente do clube Sandro Rosell (cujo verdadeiro nome é Alexandre Rosell) e o atual mandatário do clube Josep Maria Bartolomeu atrás das grades por muitos anos, além de serem obrigados a pagar multas pesadas, segundo documento oficial publicado pelo Jornal El Mundo.
A gravidade do crime, tanto pela sonegação fiscal, como crime societário causou um dano irreparável a marca do clube. Primeiro pelos altos custos que o Barcelona foi obrigado a desembolsar em multas e penalidades, mas principalmente pelo dano incalculável em sua imagem.
O clube catalão desde 2003 construiu uma identidade de marca forte, desenvolvendo mercadologicamente o conceito de ser “Mais que um clube”. Este trabalho o posicionou como referência em gestão e marketing no mundo, com um marca atrelada a causas sociais e ao bem.
Este valor somado ao estilo Barça de jogar e investimento muito bem executado nas categorias de base, transformaram sua marca em única, totalmente singular.
Desde a chegada de Sandro Rosell à presidência infelizmente muito do que foi construído começou a se perder. E sua saída pelas portas dos fundos, depois de descoberta a fraude na contratação do Neymar foi a prova do mal que esse ex presidente causou.
Quando Rosell trouxe a Qatar Foudation, para substituir o Unicef na camisa do clube, já foi possível verificar o inicio da derrocada do clube. A fundação em questão está atrelada a uma ditadura do Golfo Pérsico e para muitos especialistas, que fomenta o terrorismo internacional. Sem falar nas inúmeras denúncias de corrupção para levar a Copa de 2022.
Muitos sócios reclamaram, já que essa fundação estava muito distante dos valores do Barça, mas foram convencidos que o clube precisava muito de dinheiro. O Barcelona sempre defendeu a democracia, a liberdade e a paz. Inclusive durante a Guerra Civil Espanhola e na unificação da Espanha, após a ditadura do General Franco. Portanto uma ditadura não poderia estar na camisa do clube, que até então somente havia permitido uma marca como Unicef aparecer em mais de 100 anos de história.
Infelizmente os valores construídos por décadas e muito bem trabalhados pela antiga gestão de Joan Laporta começaram a ser destruídos. E culminou com a desastrosa contratação do Neymar, não por seus aspectos esportivos, mas pelos graves crimes cometidos por aqueles que deveriam preservar a instituição.
Assim, o clube precisa urgente convocar eleições e os sócios tem a responsabilidade de colocar na nova “Junta Diretiva” pessoas idôneas, comprometidas com os valores do clube azul grená.
E que sirva de aviso para todos os clubes do mundo, inclusive no Brasil, que os anos de ótimo trabalho podem ser destruídos rapidamente por atitudes graves de maus gestores.

Leia mais no LANCENET!
http://www.lancenet.com.br/minuto/palavra-Amir-Somoggi-Mancharam-Barca_0_1338466219.html#ixzz3XKlhG8pZ
© 1997-2015 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Para ter Copa América, Chile investe em estádios 3% de Brasil com Copa do Mundo

Gasto médio nas nove arenas que serão utilizadas em torneio continental foi de R$ 20,6 milhões


A Copa América do Chile-2015, disputada de 11 de junho a 4 de julho, anunciou investimento de US$ 60 milhões (R$ 186 milhões) para a reforma dos nove estádios que serão utilizados na competição. Cada arena recebeu, em média R$ 20,66 milhões ou apenas 3% do que foi gasto em média pelo Brasil com cada um dos 12 estádios construídos ou reformados para a Copa do Mundo de 2014. Foram investidos cerca de R$ 8 bilhões em arenas no último Mundial.
O estádio Ester Roa Rebolledo, em Concepción, é a arena que recebeu o maior investimento para a Copa América: US$ 18 milhões. O local será inaugurado um mês antes da competição. Já o estádio Nacional, o maior do torneio, com 48 mil lugares, passou por reforma especialmente para a Copa América.
O estádio Elías Figueroa Brander, em Valparaíso, construiu uma área VIP, com cadeiras e camarotes. A capacidade total da arena é de 20 mil torcedores. Já o estádio Calvo y Bascuñan, em Antofagasta, terá capacidade para 21 mil pessoas. A arena El Teniente, em Rancagua, destaca-se por abrigar uma moderna cobertura e um museu de ponta do futebol da região.
A seleção brasileira irá estrear será em Temuco, no estádio Municipal Germán Becker, com capacidade para 18 mil pessoas. Na segunda e terceira partidas, ainda pela fase de grupos, o Brasil jogará em Santiago, no estádio Monumental David Arellano, com capacidade para 47 mil pagantes. Já o estádio La Portada, em La Serena, e a arena Sausalito, em Viña del Mar, serão abertos ao público até o final de maio com partidas de campeonatos locais do Chile.
O torneio no Chile terá a presença de 12 seleções, sendo dez da América do Sul e duas convidadas (México e Jamaica).

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/para-ter-copa-america-chile-investe-em-estadios-3-de-brasil-com-copa-do-mundo_28176.html#ixzz3XKnDbONf

Em má fase, nem a Hello Kitty agradou o torcedor do AC Milan


 
Após sucessivas temporadas sem um grande desempenho para acalmar o sentimento do torcedor mais fanático, ações de marketing podem não ser um grande atrativo. Mais: podem até mesmo ter efeito contrário.
Este foi o caso do mais novo licenciamento do AC Milan com a Hello Kitty. Como a maioria dos clubes italianos possuem uma base de fãs mais madura em relação à equipes de outras ligas, a parceria com a Sanrio, empresa responsável pelo personagem, cairia como uma luva para atuar em duas frentes: no rejuvenescimento da base de fãs do clube e na geração de novas receitas.
 

Cientes que se tratava de uma ação de marketing, a parceria não foi bem aceita pelos tradicionais milanistas, que cobram resultados e reforços para dentro de campo, não fora dele. O Milan é apenas o oitavo colocado da Série A Tim.
Apesar da bela jogada de marketing dos italianos, este certamente não era o momento mais oportuno para ativá-lo. O fato de levar o personagem para dentro de campo e com ações que ganharam a arquibancada – como um pedido de casamento – pode ter invadido um espaço nobre no coração do torcedor, que não está nada disposto a engajar-se em ações de cunho comercial.
O resultado em campo é um dos principais fatores de influência no comportamento do torcedor em relação ao seu poder de compra e em responder positivamente à campanhas que envolvam o emocional. Por ora, com os italianos, o novo licenciamento não terá espaço. O mesmo não se aplica aos fãs de fora da Itália e crianças.




 
Fonte: MKT Esportivo

Com “embaixadores”, Corinthians convida empresários para visitar arena

Cerca de 300 executivos farão um tour na nova casa do clube, horas antes da partida de quinta-feira


Nas últimas semanas, a nova diretoria de marketing do Corinthians, comandada pelo publicitário Marcelo Passos, escolheu alguns “embaixadores” do time no mundo corporativo, entre executivos e donos de grandes marcas. Agora, esses representantes irão se encontrar com 300 empresários na arena do clube, em Itaquera, na partida da próxima quinta-feira, pela Copa Bridgestone Libertadores.
O plano corintiano é apresentar a nova casa aos convidados para, enfim, tocar as propriedades comerciais da arena. Entre a gama oferecida, estarão os camarotes e os setores corporativos, além de outros espaços para publicidade. No jogo de quinta-feira, por exemplo, o clube fará a estreia de um dos telões do estádio, além de um novo painel de LED, espaços que ainda são pouco explorados.
Entre as propriedades que o Corinthians oferece ao mercado, está o naming right da arena. Quando iniciou a construção do estádio, o discurso era que o nome iria bancar boa parte da obra. O contrato, no entanto, não foi assinado até agora.
Os “embaixadores” foram empresários corintianos escolhidos pela direção corintiana para abrir esse diálogo com outros executivos. Para apresentá-los à nova arena, o clube fará um tour com os convidados, que sairão juntos, em um ponto de encontro marcado. Eles chegarão algumas horas antes do início da partida para conhecer melhor a arena.
Para convidá-los, o Corinthians usou até o maior ídolo do momento: o atacante Paolo Guerrero fez um vídeo para chamar os empresários à arena. O atleta, por outro lado, não poderá entrar em campo na quinta-feira, já que foi diagnosticado com dengue nesta semana.
A estratégia faz parte do plano de Marcelo Passos para reestruturar o departamento de marketing do Corinthians. Na última semana, o clube começou a reformulação da área com o corte de alguns funcionários, entre eles o antigo gerente, Alexandre Ferreira.
Passos, inclusive, ainda não tem falado com a imprensa. O plano é só dar entrevistas quando a estratégia para o Corinthians estiver mais bem definida.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/com-embaixadores-corinthians-convida-empresarios-para-visitar-arena_28171.html#ixzz3XKmiBttF

Cristiano Ronaldo negocia patrocínio com banco suíço

Jogador, que foi embaixador de português Banco Espírito Santo, é pretendido por 3 instituições financeiras




Cristiano Ronaldo está à procura de um banco. Mas não é para depositar os € 35,3 milhões que recebe de salário do Real Madrid. Desde o fim do contrato com o Banco Espírito Santo, de Portugal, o jogador está sem nenhuma instituição financeira em seu portfólio de patrocinadores.
A situação pode chegar ao fim. Segundo o diário espanhol Marca, o staff de CR7 negocia no momento com o Julius Baer Bank, com sede em Zurique, na Suíça. O Julius Baer Bank foi fundado em 1890 pelo banqueiro do mesmo nome, tendo conseguido um grande crescimento nos últimos anos. Há dois anos, chegou à Espanha.
Depois de entrar há apenas dois anos na Espanha e de adquirir o braço internacional do Merrill Lynch, Julius Baer quer agora ampliar o conhecimento de sua marca em nível global, associando-a ao craque português.
Cristiano Ronaldo durante anos emprestou sua imagem ao Banco Espírito Santo, que não resistiu à crise econômica portuguesa e entrou em bancarrota. O colapso da instituição financeira fez com que o Banco Central de Portugal dividisse o Banco Espírito Santo em dois. Um braço passou a se chamar Novo Banco, o outro manteve o antigo nome.
Apesar da mudança, Cristiano Ronaldo ainda manteve o contrato com a instituição financeira, agora emprestando sua imagem para anunciar produtos do Novo Banco.
Analistas financeiros afirmam que a imagem do jogador contribuiu para que o Banco Espírito Santo ampliasse sua lista de clientes nas unidades da instituição financeira na Espanha. Essa popularidade também é buscada pelo banco suíço.
A disputa promete ser acirrada pelo fato de haver mais dois bancos interessados em contar com Cristiano Ronaldo como embaixador. O Merchant Bank de Middle East e o CreditSwiss também estão interessados na imagem do jogador português.

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/cristiano-ronaldo-negocia-patrocinio-com-banco-suico_28177.html#ixzz3XKnm6Wv5