Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Jogadores e comissão técnica se unem por um “novo” Parma


 
Mesmo rebaixado para a Série B, com dez meses de salários atrasados e dívidas que ultrapassam os R$ 300 milhões (sendo R$ 60 milhões com o fisco da Itália), o Parma pode ter dado o primeiro passo por uma sobrevida no futebol italiano.
No sábado, comissão técnica e jogadores estiveram reunidos com o presidente do clube e assinaram um acordo onde renunciam parte do montante que tem a receber, para que o clube consiga o registro para atuar na segunda divisão italiana. Para completar, alguns atletas manifestaram o desejo de negociarem um novo contrato com valores reduzidos, adequando à nova realidade do Parma.
 

Em fevereiro passado, o presidente do clube, Giampietro Manenti, foi preso acusado de lavagem de dinheiro e uso de cartões clonados. Tendo assumido a presidência no mesmo mês da detenção, Manenti chegou com a promessa de quitar todas as dívidas do clube.
Por enquanto, quem está à frente dos negócios é Angelo Anedda, atual administrador da insolvência do Parma. Anedda foi um dos responsáveis por intermediar este acordo que deve garantir a presença do clube na Série B.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário