Cabeçalho

Logotipo

terça-feira, 9 de junho de 2015

99Taxis reforça tendência de “mecenas” no futebol brasileiro

Poucas marcas, muitos clubes: aplicativo se soma a TIM, Caixa, Banrisul e Viton 44 nos gramados nacionais 


A 99Taxis tem formado um time de clubes no Brasil. Somente na Série A, são cinco equipes que contam com o logotipo amarelo do aplicativo que busca táxis nas grandes cidades. Com foco em exposição, a empresa segue a tendência pouco usual no resto do mundo, mas que tem virado regra no Brasil.
Hoje, o patrocinador de um clube só tem virado raro no futebol brasileiro. Poucas marcas em várias equipes é uma regra cada vez mais comum. Na série A, somente três empresas mantêm 21 contratos entre as equipes.
O movimento não chega a ser uma novidade. Coca-Cola, nos anos 1980, e, com menos intensidade, a Fiat, nos anos 2000, são exemplos da prática nas últimas décadas. Mas poucas vezes isso foi visto com tantas marcas no mesmo período.
Quem começou o movimento atual foi a TIM, que fechou contrato com o Corinthians em 2010. Depois, com estratégia focada na exposição no número do uniforme, uma série de equipes receberam o mesmo aporte. Hoje, oito times da Série A mantêm a marca na camisa. Recentemente, o plano da operadora passou a abrigar mais ativações.
Em email enviado à Máquina do Esporte, a executiva de marketing da TIM, Lívia Marquez, explicou os aportes, que se justificariam pelo alcance a 100 milhões de fãs. “Entramos no mundo do futebol não somente com o foco em exposição da marca, mas para aproximar ainda mais os torcedores dos seus clubes antes, durante e após as partidas. Por isso, não faria sentido fecharmos uma única parceria, elegendo apenas uma torcida”, afirmou.
Depois, foi a vez da Caixa se espalhar pelos gramados nacionais. O banco estatal fez investimentos de R$ 100 milhões para fechar com uma série de clubes. Novamente, são oito equipes na Série A. A exposição foi o objetivo central da empresa.
Há ainda casos menores, mas que envolvem a mesma lógica. A Viton 44, por exemplo, apostou em um patrocínio que abrangeu os três clubes cariocas na Série A. Até o ano passado, a empresa era parceira do Botafogo. Até no Rio Grande do Sul, há uma empresa em conjunto; há anos, Banrisul arca com o aporte máster de Internacional e Grêmio. 

Original:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/99taxis-reforca-tendencia-de-mecenas-no-futebol-brasileiro_28501.html#ixzz3cZq1euH5

0 comentários :

Postar um comentário