Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Under Armour cria camisa para Ceni, mas evita falar em adeus

Diferentemente do que apostou a Penalty, marca americana manteve possível despedida longe de uniforme

A Under Armour apresentou na sexta-feira o terceiro uniforme que será usado pelo São Paulo e uma camisa especial para o goleiro Rogério Ceni, que tem contrato com o clube até o fim do ano.
Mas, escaldada pela polêmica que envolveu a Penalty ao fazer uma camisa “derradeira” para o goleiro em 2014 e vê-lo não só abandonar o desejo de se aposentar como gerar uma enorme crise para a fabricante, a nova parceira do clube evitou usar o termo despedida ao apresentar a camisa e ao montar a promoção dela.
“A camisa é uma homenagem aos 25 anos de Rogério no São Paulo. Tanto que tem uma linha no centro dela que representa a relação infinita que ele tem com o clube”, afirmou à Máquina do Esporte Bruno Abilel, diretor de marketing  da Under Armour.
A empresa fez um contrato específico com Rogério para criar a camisa, que curiosamente lembra a malfadada vestimenta criada no ano passado pela Penalty. Este ano, a Under Armour pretende usar a camisa em seis partidas do São Paulo. Entre elas, poderá ser a última de Rogério pelo clube.
O uniforme “estreou” ontem, no empate contra o Vasco. Mas, desde sexta-feira, um vídeo que opõe o mito Ceni goleiro com o mito Ceni artilheiro foi lançado pela empresa nas redes sociais.
O vídeo, para a Under Armour, é tão emblemático quanto o que a marca lançou no ano passado com Gisele Bündchen. Na ocasião, a supermodelo foi colocado no papel de atleta pela primeira vez na vida. O vídeo provocava o lado modelo em contraponto com o lado esportista dela.
No caso de Ceni, o vídeo reforça o conceito de treinamento e superação da Under Armour. Rogério chega a ser atacado por torcedores insatisfeitos com sua performance contra ele mesmo.
“A gente quis mostrá-lo de um outro jeito, quis mostrar esse outro lado do que é ser um mito”.

0 comentários :

Postar um comentário