Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Após polêmica em desfile, Atlético-MG minimiza incidente; Dryworld pede desculpas por etiqueta

Apresentação de novo uniforme teve modelos de biquíni e sofreu enxurrada de críticas por 'machismo' e 'sexismo'

Era para ser uma festa de apresentação do novo uniforme do Atlético-MG, com direito a presença do atacante Robinho, principal contratação do clube nesta temporada. Mas o que sobrou depois do desfile da vestimenta, realizada na segunda-feira, em Belo Horizonte, foi muita polêmica.
O evento serviu de apresentação da Dryworld como nova fornecedora de material esportivo do Atlético-MG. Nas redes sociais, o público feminino ficou indignado com a apresentação do uniforme em que as modelos desfilaram de biquíni. O desfile  foi considerado machista e sexista por boa parte das torcedoras.
O blog Camikaze, torcedoras do Atlético-MG soltaram nota de repúdio: “Lamentamos profundamente a forma como as modelos, mulheres como nós, e crianças, foram desnecessariamente expostas em uma ação que teve caráter sexual, ainda que com o triste consentimento das mesmas. O fato é que ali elas representavam todas nós.”
Procurado, o diretor de comunicações do Atlético-MG, Domênico Bhering, minimizou o incidente. “Não vimos nenhum desrespeito ou machismo. Fazemos o desfile desse jeito há muitos anos. Sempre foi assim. Tivemos a presença do Robinho. Havia muita coisa legal para falar”, afirmou o dirigente, em entrevista à Máquina do Esporte.
Segundo o dirigente, a produção do desfile foi responsabilidade do Atlético-MG, sem a participação da Dryworld. Apesar disso, a empresa canadense não esteve isenta de polêmica. Em várias camisas promocionais da empresa aparece nas instruções de lavagem: “Give it to your wife” (Entregue para a sua mulher).
No final da tarde desta terça-feira, a empresa soltou comunicado oficial lamentando o incidente nos uniformes. “A DRYWORLD Industries pede sinceras desculpas pela etiqueta das camisas promocionais distribuídas no evento de lançamento da coleção 2016 do Atlético. Tal etiqueta foi criada apenas como uma peça publicitária para uma campanha não aprovada pela empresa. Assumimos toda responsabilidade no erro de produção das camisas promocionais distribuídas com esta etiqueta e garantimos que todas as precauções foram tomadas para evitar que este tipo erro aconteça novamente”, afirmou Claudio Escobar, presidente da empresa.
A companhia, porém, não comentou as críticas sobre o machismo no desfile dos novos uniformes. Cercada por essas polêmicas, a Dryworld aparece pela primeira vez no uniforme do Atlético-MG no jogo desta quarta-feira, contra o Melgar, em Arequipa, no Peru. Será a estreia do time mineiro na Copa Libertadores.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/apos-polemica-em-desfile-atletico-mg-minimiza-incidente-dryworld-pede-desculpas-por-etiqueta_29896.html#ixzz40TEjRTCJ

0 comentários :

Postar um comentário