Cabeçalho

Logotipo

terça-feira, 28 de junho de 2016

O grande responsável pela movimentação do capital esportivo

Desde o surgimento das competições esportivas, o esporte é um meio de investimentos e de giro de capital alto. Desde o início, empresários e oportunistas vem enchendo seus bolsos com esse fenômeno que é o esporte. Podemos observar, no pioneirismo do Marketing Esportivo, o Baseball dos Estados Unidos.

A primeira liga de Baseball dos EUA foi fundada em 1869, e o fanatismo pelos times surgiu paralelamente. Pessoas costumavam lotar os pequenos estádios e campos para assistir as partidas e o Marketing não poderia ficar fora disso. Os cartões dos jogadores da liga foram lançados e rapidamente viraram febre, movimentando o capital de maneira monstruosa. Foi quando os donos de marcas perceberam que era possível ganhar dinheiro com o esporte. Assim surgiram as estampas com jogadores em pacotes de cigarro, e, de uma vez por todas, as marcas entraram no ramo esportivo.


Hoje em dia, já consolidada a relação entre marcas e esporte, é possível ver quem é o grande responsável pelo giro do capital esportivo: as marcas e empresas.

Imagina-se, erroneamente, que as transações comerciais de jogadores são as maiores movimentadoras de capital do ramo quando, na realidade, a captação de patrocínios e as cotas de televisão são as maiores responsáveis por isso.

As cotas de televisão são captadoras de capital de maneira indireta. A TV paga aos clubes o valor dado à audiência da partida que eles disputaram. As marcas pagam à televisão pela sua exposição e, por sua vez, a televisão paga aos clubes, que são os que movimentam a audiência. Ou seja, as marcas pagam aos clubes pela exposição de forma indireta.

Um fenômeno que tem se observado em arenas de futebol é o Marketing de emboscada. O marketing de emboscada consiste em uma determinada marca que se aproveita do patrocínio de outra marca a algum evento para aparecer ou se expor.

Um exemplo conhecido desse fenômeno pode ser visto na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. A Budweiser era a cerveja oficial do evento, e a Bavaria a marca que se aproveitou deste. A Bavaria levou vinte e seis loiras vestidas com um uniforme laranja, muito conhecido em comerciais na Europa, para uma partida entre Holanda x Dinamarca. Essas loiras chamaram a atenção de várias emissoras de televisão e fotógrafos, foram expulsas do estádio sem nem mesmo se referirem à marca Bavaria.


O marketing está dentro do esporte como nunca esteve antes e é o grande responsável pelo sucesso de clubes mundialmente conhecidos e grandes competições. O mercado brasileiro precisa de profissionais nessa área para seu crescimento, urgentemente, pois é o futuro do esporte que está em risco.

Por: Jean Carvalho
Estudante de Administração (ESPM) 

2 comentários :

  1. Proteja a sua documentação delicada com um sala de dados virtual que permite a troca de documentos corporativos com segurança.

    ResponderExcluir
  2. So there were prints with players on cigarette packages, and, once and for all brands are included in the sports business.

    ResponderExcluir