Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Corinthians deve ter camisa cheia no início da temporada de 2017

Diretoria de marketing do time quer apresentar três novos parceiros em janeiro

Apesar do clima de pouco otimismo que ronda o futebol do Corinthians, graças a um final melancólico de temporada, o clube tem o que celebrar nos bastidores. O marketing da equipe planeja apresentar um “pacotão” de patrocinadores já na primeira semana de janeiro, o que deixaria a camisa do time completa, pelo menos no início de 2017.
“São três empresas que já estão bem encaminhadas. Ainda não dá para adiantar detalhes porque não está assinado, mas as marcas deverão ser anunciadas nos primeiros dias do ano”, confirmou o gerente de marketing do Corinthians, Gustavo Herbetta, à Máquina do Esporte.
Há ainda uma quarta marca que deverá ser colocada no uniforme do time a partir da Florida Cup, em janeiro, mas não será um contrato novo. Trata-se do espaço da Apollo Sports Capital, que terminou o ano sem parceiro para expor nas costas da camisa do time.
Os novos patrocinadores ficarão em três propriedades: na barra da camisa, nos ombros e nas mangas. A última, por sinal, é o segundo espaço mais valorizado do uniforme, atrás apenas do patrocínio máster. Até 2014, a Fisk mantinha a marca no local, em contrato estimado em cerca de R$ 12 milhões por temporada.
Haverá, por outro lado, uma baixa. A Special Dog já avisou ao clube que não permanecerá em 2017. A marca chegou ao Corinthians com o objetivo de fortalecer a imagem da companhia para ter maior facilidade em espalhar os produtos por novos pontos de venda, especialmente no mercado de São Paulo. Logo no primeiro ano, a companhia divulgou ter conseguido triplicar a presença da ração no varejo brasileiro.
“A Special Dog saiu porque cumpriu o seu objetivo com o Corinthians. É um case que nós conseguimos formar dentro do cube”, celebrou Herbetta.
Se em janeiro a situação é de otimismo, ao longo do ano haverá questões para resolver. O principal delas é a Caixa, que tem contrato até abril. O caso, por outro lado, não deverá representar um problema grande ao Corinthians, já que a empresa já afirmou publicamente que os patrocínios no futebol deverão ser mantidos - e até ampliados - em 2017.
Já no caso da TIM, ainda não há definição. O contrato com o Corinthians encerra no fim de janeiro, e a empresa não decidiu o que irá fazer. Ao clube, o informado é que empresa está em processo de revisão da estratégia no esporte. 

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/corinthians-deve-ter-camisa-cheia-durante-temporada-de-2017_31688.html#ixzz4Tx2N7lrB

0 comentários :

Postar um comentário