Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Manchester United amplia estádio Old Trafford

Clube planeja adicionar 12 mil assentos em arena, chegando a 88 mil lugares no total

Segundo o jornal Daily Mail, o Manchester United planeja aumentar o estádio Old Trafford em mais 12 mil assentos. A ideia é totalizar 88 mil lugares, convertendo-se na terceira maior arena da Europa. À frente de Old Trafford ficariam apenas o estádio do Camp Nou (99.354) e Wembley (90.000). O Santiago Bernabéu, com 85.454, ficaria na quarta posição.
A torcida organizada MUST, do Manchester United reivindica, há tempos, que o Old Trafford se torne o maior estádio da Europa. Richard Arnold, diretor executivo do Manchester United, po sua vez afirma que o clube está “muito consciente” da demanda dos torcedores pelo aumento da capacidade.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/manchester-united-amplia-estadio-old-trafford_31884.html#ixzz4XGTz7bHf

Bundesliga apresenta faturamento de mais de R$ 10 bilhões

Relatório de liga alemã mostra que 13 equipes conseguiram receita superior a R$ 340 milhões no ano

A Bundesliga divulgou seu relatório econômico que mostra ter obtido um faturamento de mais de € 3 bilhões (R$ 10,2 bilhões) na temporada passada. Os 18 clubes da primeira divisão pagaram € 1,13 bilhão (R$ 3,84 bilhões) em impostos, previdência social e outras taxas públicas. A arrecadação das equipes cresceu 23,7% em relação ao ano anterior no qual esse montante havia sido € 2,62 bilhões (R$ 8,91 bilhões). Treze times conseguiram mais € 100 milhões (R$ 340 milhões) de receita.
No total, os clubes amealharam € 3,24 bilhões (R$ 11 bilhões). É o 12º ano seguido que a liga alemã bate recorde de arrecadação. O lucro dos clubes da elite local chegou a € 206,2 milhões (R$ 700 milhões) ou quatro vezes mais do que no campeonato anterior. Dezesseis dos 18 clubes tiveram receitas acima das despesas.
O crescimento também foi visto entre os times que disputam a segunda divisão do país. Pela primeira vez, essas equipes superaram a barreira dos € 600 milhões (R$ 2,039 bilhões) em faturamento. No total, os times conseguiram € 608,3 milhões (R$ 2,067 bilhões) ou crescimento de 20,6% em relação à temporada 2014/2015.
Apesar do aumento com gastos com salários de treinadores, atletas e pessoal de apoio, a média de gastos com pessoal teve redução de 32,6%. O número de empregados dos 36 times das Séries A e B cresceu de 50.237 para 53.114. 



Topper lança nova camisa do Guarani

Com time paulista, empresa irá vestir seis clubes da Série B do Brasileiro nesta temporada

Nova parceira do Guarani, de Campinas, a Topper apresentou a camisa do clube para esta temporada. O contrato assinado com o Guarani é válido por quatro anos e inclui o patrocínio e o desenvolvimento de todo o material esportivo das equipes de base e profissional.
“A Topper agora joga com o Guarani. Estamos muito felizes com esta parceria. O manto verde e branco que estamos apresentando foi desenvolvido com muita dedicação”, afirmou Paulo Ricardo de Oliveira, CEO da BR Sports, empresa detentora da marca Topper no Brasil.
A camisa titular tem predomínio do verde, com corte lateral branco. A gola também possui detalhe em branco na parte da frente. O uniforme B possui os mesmos detalhes em verde e branco, só que na forma inversa.
Com a equipe paulista, a marca conta com seis clubes que irão disputar a Série B do Brasileirão em 2017: Brasil-RS, Ceará, Goiás, Guarani, Náutico e Paraná. A Topper também é a fornecedora de material esportivo de Atlético-MG e Botafogo, na Série A, e Remo, na Série C do Brasileiro.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/topper-lanca-nova-camisa-do-guarani_31882.html#ixzz4XGTctrI7

Santos repete loja itinerante e deverá ampliar projeto em 2017

Jogo amistoso no Pacaembu terá ação em frente ao estádio, no próximo sábado

O torcedor que for ao Pacaembu para assistir ao jogo entre Santos e Kenitra, do Marrocos, no próximo sábado, poderá aproveitar uma loja oficial do time montada em frente ao estádio. Trata-se de uma parceria com a Truckvan, o que deverá ser frequente neste ano.
A ideia já foi usada em 2015, em uma partida do Campeonato Paulista, mas deverá ser mais ativada neste ano, em um projeto do marketing santista em ampliar a experiência do torcedor em dias de jogos.
Procurada pela Máquina do Esporte, a empresa explicou que instalar uma loja em um veículo é apenas uma possibilidade oferecida. O clube paulista poderá, por exemplo, armar um museu ou até mesmo realizar apresentações musicais para os torcedores presentes.
No fim de 2016, o clube recorreu à Truckvan em um evento focados nos patrocinadores santistas. O plano foi mostrar as possibilidades aos parceiros da equipe.
Apesar da intenção de ampliar a parceria neste ano, ainda não há um contrato fechado entre Santos e Truckvan para o restante da temporada, com uma agenda fechada.
“Queremos levar nossa loja oficial para perto do torcedor e promover atrações que estimulem o santista a chegar com antecedência aos jogos”, resumiu o gestor de projetos do Santos, Flávio Pires, em nota.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/santos-repete-loja-itinerante-e-devera-ampliar-projeto-em-2017_31881.html#ixzz4XGTSfhOM

Primeira Liga deve quadruplicar ganhos com patrocínio

Além de Topper e Heineken, torneio deverá apresentar novos parceiros


A Primeira Liga começou nesta semana, mas as negociações comerciais para novos patrocinadores continuam. Na quinta-feira (26), a renovação com a Topper foi anunciada de forma oficial, mas a empresa não será a única que estará novamente com o torneio; a Heineken também acertou acordo para mais um ano.
Com os acordos assinados e com a expectativa de novo parceiros, a direção da Primeira Liga está confiante: neste ano, o torneio irá faturar quatro vezes mais em relação à edição de 2016. A conta inclui a valorização dos patrocinadores já confirmados e mais as empresas com negociações avançadas, que devem entrar durante a disputa da competição.
Em conversa com a Máquina do Esporte, o CEO da Primeira Liga, José Sabino, explicou o porquê de as negociações ainda estarem vigentes. “Houve certo atraso no ano passado por conta das incertezas sobre o calendário, com mudanças na Libertadores e nas datas Fifa. Isso retardou o processo de captação”, afirmou.
O formato atual do torneio permitiu a manutenção das conversas por novos patrocínios. Isso porque a primeira fase se encerra em fevereiro, e a disputa pelo título retorna apenas em agosto, em fase eliminatória a partir de quartas de final.
O plano é ofertar ao mercado um pacote de ativações para somar à exposição das marcas em placas de campo e backdrops. Há, por exemplo, distribuição de ingressos e camisas, além de parcerias específicas com os times participantes. Neste ano, uma das preocupações é ampliar o alcance das redes sociais do torneio para transformá-las em mais uma propriedade comercial.
Ainda assim, a venda de ativações esportivas não representa negociações simples no Brasil. “Esse é um processo de construção. As empresas, às vezes, não têm braço ou mesmo verba para ativações. E não é só no esporte”, comentou José Sabino.
Neste momento, a Primeira Liga está em fase de montagem de um pacote de ativações específicas para a Heineken, em conjunto com a agência da companhia. No caso da Topper, além do patrocínio, há o fornecimento de material esportivo, como uniforme de árbitros e bolas oficiais.
Aos poucos, a liga tem tentado se fortalecer dentro do calendário esportivo. Até uma mudança de logotipo foi realizada no início deste ano para representar a união dos times e também  criar a imagem de “uma linha mais moderna de administração”.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/primeira-liga-deve-quadriplicar-ganhos-com-patrocinio_31880.html#ixzz4XGTIzk3y

Grupo de investidores da China adquire Southampton

Por quase R$ 800 milhões, Lander Sports Development será novo dono de equipe da Premier League

O Southampton é mais um clube europeu que irá passar para as mãos de investidores chineses. A suíça Katharina Liebherr, dona do clube desde a morte de seu pai, em 2010, chegou a um acordo com a Lander Sports Development. Os valores não foram divulgados, mas a Bloomberg estimou a transação em £ 200 milhões (R$ 797 milhões).
Atualmente, o clube conta como principais patrocinadores a Virgin Media (camisa) e a Under Armour (fornecedor de material esportivo). O clube é um dos poucos da Premier League que tem conseguido apresentar balanços financeiros positivos nos últimos anos. Entre 2012 e 2015, o Southampton acumulou um lucro de £ 40 milhões (R$ 159 milhões). O faturamento anual do time, graças ao novo contrato de TV, é de cerca de £ 100 milhões (R$ 398 milhões).
Segundo estudo da Uefa, a Premier League é o campeonato mais atraente para os investidores estrangeiros. Dos 20 times que disputam o campeonato, 15 são controlados por corporações de fora do Reino Unido, com papel crescente de empresas chinesas.
Na década passada, corporações norte-americanas compraram os tradicionais Manchester United, Liverpool e Arsenal. Agora, o movimento se deslocou para a China. A CMC Holdings (China Media Capital) pagou US$ 400 milhões por 13% do Manchester City. Já o Recon Group comprou o Aston Villa, atualmente na segunda divisão. O Yunki Guokai, por sua vez, adquiriu o West Bromwich Albion.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/grupo-de-investidores-da-china-adquire-southampton_31879.html#ixzz4XGT4ltdc

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Rede TV! renova com Série B e aposta em faixa esportiva alternativa

Emissora vende três cotas nacionais e uma regional para torneio, que terá Internacional como principal atração

A Rede TV! Renovou contrato para exibição do Campeonato Brasileiro da Série B, sua principal atração esportiva. A emissora entrou em acordo com a Sport Promotion para a exibição do torneio em 2017, que terá como principal atração o Internacional, dono de três títulos do Brasileirão. É o quarto  ano seguido da Série B na Rede TV!
“Mais uma vez estamos dando uma resposta com um produto premium ao nosso telespectador. Sem dúvida que a Série B é uma das principais atrações esportivas do calendário pela participação de times com muita história, como Internacional, Goiás, Náutico e Santa Cruz, entre outros”, afirmou Franz Vacek, superintendente de Jornalismo e Esportes da Rede TV! Em entrevista à Máquina do Esporte.
O torneio continuará sendo a principal atração da Superfaixa do Esporte da Rede TV! aos sábados à tarde. “Daqui a dois ou três meses vamos sentar novamente com a Sport Promotion e discutir um contrato para mais três anos”, contou o executivo.
Com a Série B, a emissora pôs à venda no mercado três cotas de patrocínio nacional e uma regional para o horário. “Quase todo ano a gente tem um time de muita história no campeonato, além de clubes com grande importância regional. Para o patrocinador você tem um leque de oportunidades novas a oferecer com a Série B”, afirmou Vacek.
No horário, a emissora também transmite a Superliga masculina e feminina, competição que também é exibida às quintas-feiras à noite. Recentemente, o canal perdeu o NBB (Novo Basquete Brasil) para a Band. Mas aposta em esportes alternativos para preencher os horários de sua grade de programação.
“Nas janelas estamos fazendo experiências. Nossa ideia é voltar com rúgbi, fut7 [Liga F7 Brasil, de futebol society] e futsal. Estamos conversando com outras modalidades. Até o Campeonato Brasileiro feminino pode pintar”, afirmou o executivo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/rede-tv-renova-com-serie-b-e-aposta-em-faixa-esportiva-alternativa_31870.html#ixzz4WxiBQbr6

Por negócios, Real Madrid tira cruz de escudo

Agência, que detém direito sobre produtos licenciados no Oriente Médio, adapta emblema para mercado local

O Real Madrid chegou a um acordo regional no Oriente Médio e irá tirar a cruz cristã do escudo para agradar seus parceiros comerciais locais.
O Marka adquiriu o direito de “fabricar, distribuir e vender produtos do Real Madrid” em diversos países da região, eles os Emiradoes Árabes, Arábia Saudita, Qatar, Kuwait, Bahrein e Omã.
“Temos que ser cuidadosos com a região do Golfo [Pérsico], onde existe sensibilidade sobre produtos que tenham uma cruz”, afirmou Khaled al-Mheiri, vice-presidente do grupo Marka, com sede nos Emirados Árabes.
Com o acordo, o Marka irá vender roupas e outros produtos licenciados com o nome e escudo modificado do Real Madrid. Os produtos chegam ao mercado a partir de março.
O Real Madrid conta com vários parceiros comerciais no Oriente Médio. Seu patrocinador máster é a companhia aérea Emirates, com sede em Dubai. A IPIC, fundo de investimento de Abu Dhabi, é outro patrocinador que inclusive discute a aquisição dos naming rights do estádio Santiago Bernabéu.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/por-negocios-real-madrid-tira-cruz-de-escudo_31868.html#ixzz4WxicjJqg

Catarinense terá taça em homenagem a colombianos

Vencedor do primeiro turno levará o troféu "Atlético Nacional"

O Campeonato Catarinense foi lançado com homenagens às vítimas do voo da Chapecoense. A taça do campeão do turno se chamará Atlético Nacional, em referência ao time colombiano que enfrentaria os brasileiros na decisão da Copa Sul-Americana.
A taça do segundo turno terá o nome de Sandro Pallaoro, ex-presidente do time de Chapecó, e o troféu do torneio será Delfim Pádua Peixoto Filho, ex-vice-presidente da CBF. Ambos faleceram no acidente do fim de 2016.
Além das homenagens, a Federação Catarinense de Futebol também anunciou a renovação da Havan como patrocinadora máster do torneio estadual, que mantém o title sponsor.
Neste ano, quem irá defender o título será justamente a Chapecoense, que venceu o torneio no último ano.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/catarinense-tera-taca-em-homenagem-colombianos_31873.html#ixzz4WxjZDVyV

Pelo Carioca, Flamengo fará ações em Natal

Time jogará na cidade na estreia do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro

O Flamengo estreará no Campeonato Carioca em Natal, Rio Grande do Norte, contra o Boavista. E, para aproveitar a ocasião, o time fará uma ação para contemplar seus sócios-torcedores da região. Ao todo, 60 membros do programa flamenguista serão abraçados pelas ativações.
As ações incluem ida ao treino da equipe na cidade, com direito a encontro com os jogadores para conversas, fotos e autógrafos. Outra ação será a distribuição de ingressos para torcedores locais, com direito a acompanhante. Haverá também inscrições para crianças em campo e tour pelos bastidores do estádio antes do início do jogo, marcado para sábado, dia 28. 

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/pelo-carioca-flamengo-fara-acoes-em-natal_31863.html#ixzz4Wxi0oQIJ

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

O Futebol chinês além do brasileirão

Cada vez mais ricos os clubes chineses conseguem hoje contratar jogadores melhores e mais caros do que os que estão no brasileirão

Por: Heitor Valente

Nos primeiros 15 dias de janela de transferência da China, nenhum time da primeira divisão da liga mais rica da Ásia contratou sequer um atleta vinculado a uma equipe brasileira. E o cenário não deve mudar muito até o início da temporada, em março.

Afinal, são poucos os jogadores daqui que despertaram o interesse chinês recentemente: Marinho, Lucas Pratto, Lucas Lima (pelo menos segundo seu empresário, que se recusa a dizer qual é o clube que deseja o meia do Santos) e praticamente mais ninguém.
Mas o que aconteceu ao longo dos últimos 12 meses que fez o Brasil deixar de ser o principal local de captação de jogadores estrangeiros para o Campeonato Chinês?
Podemos citar a relação entre agentes e consultores e o poder financeiro crescente do país, dentre os principais fatores.
O consenso geral entre agentes e consultores é que a China é um bom lugar para se ganhar muito dinheiro. Mas o futebol no país não estaria se beneficiando dessa moda. "Muitos treinadores e jogadores estrangeiros recebem propostas para fazer uma viagem de um ano à China", critica Wu Jingui, diretor esportivo do Shanghai SIPG. "Eles fecham um contrato de três anos, mas jogam apenas um ano, esperam pela transferência e continuam embolsando o salário chinês."
Cada vez mais ricos (e sem nenhum indício de que esse crescimento esteja próximo de bater no teto), os clubes chineses conseguem hoje contratar jogadores melhores e mais caros do que aqueles que o mercado brasileiro tem a oferecer.
É isso mesmo, o futebol do Brasil ficou pequeno demais para os tamanhos da ambição e do dinheiro da China.
Basta dar uma olhada nos maiores nomes contratados nos últimos anos pelos times do país mais populoso do planeta para constatar isso.
Entre 2013 e 2014, os grandes reforços da Superliga Chinesa foram Montilo e Vágner Love. Um ano depois, Ricardo Goulart, Gilardino e Diego Tardelli. Na temporada passada, Alex Teixeira, Renato Augusto, Ramires, Gervinho, Gil, Hulk e Jackson Martínez. Agora, Tevez e Oscar.
Já gastaram mais de 400 milhões de euros na compra de jogadores em 2016, reflexo do desejo do governo chinês em transformar o país em uma potência do esporte até 2050.
Além disso, boa parte do primeiro escalão do futebol mundial recebeu nos últimos meses alguma oferta tentadora para ir jogar na China. E quando falo em primeiro escalão, estou falando de Messi, Cristiano Ronaldo, Rooney, Diego Costa…
Some-se a isso o fato de a China ter um limite bem rígido de apenas cinco estrangeiros por clube e de, a partir de 2017 só poder escalar três deles em uma mesma partida, e temos o cenário que afastou os clubes de lá do mercado brasileiro.
Enfim, se há pouco espaço para atletas estrangeiros e os times chineses têm dinheiro suficiente para contratar (ou ao menos sonhar) com grandes nomes estabelecidos na Europa, por que eles gastariam essas vagas com os jogadores de menor impacto que os clubes brasileiros têm a oferecer?

CORINTHIANS IRÁ INAUGURAR PUB INGLÊS EM REGIÃO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO

Localizado na Avenida Faria Lima, o local se chamará St. George, em homenagem ao padroeiro do clube


O Corinthians se prepara para lançar uma grande novidade para o seu torcedor no mês de abril. Segundo o blog De Prima, o clube irá inaugurar um pub ao melhor estilo inglês na Avenida Faria Lima, em São Paulo, capital.

Quem estará com o Timão nesta empreitada será a Sport Food, empresa especializada em desenvolvimento de franquias fast-food para times de futebol. Em referência ao padroeiro do clube, o pub se chamará St. George. De acordo com a publicação, a expectativa é que o pub tenha 100 unidades espalhadas pelas principais cidades do país dentro de um período de cinco anos.

Hoje, a Sport Food atende o próprio Corinthians, onde futuramente irá lançar o restaurante Loucos & Fiéis, o pioneiro Grêmio (Hamburgueria 1903), Palmeiras (Cantina Palestra), Cruzeiro (Cruzeiro Pasta & Grill), Bahia (Caldeirão Tricolor), Santos (Belmiro’s Bar) e Vasco (Casa do Almirante). Dentre todos, apenas Grêmio e Palmeiras já estão com seus espaços inaugurados.

Fonte: MKT Esportivo

Convocado, Gustavo Scarpa lidera venda de camisas no Fluminense

Meia é responsável por cerca de 50% dos uniformes customizados em rede de lojas oficiais de time carioca


O meia Gustavo Scarpa convocado pelo técnico Tite para o amistoso contra a Colômbia, nesta quarta-feira (dia 25), lidera a customização de camisas nas lojas oficiais do Fluminense. Segundo a Meltex Franchising, que administra o empreendimento, o jogador é responsável por cerca de 50% das camisas vendidas.
Atrás dele aparecem os atacantes Wellington Silva e Marcos Júnior. A quarta posição está com o zagueiro Gum e, em quinto lugar, aparece uma linha comemorativa de camisas em homenagem aos ex-goleiros Felix e Castilho, ambos já falecidos, que inclusive foram titulares da seleção brasileira em Copas do Mundo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/convocado-gustavo-scarpa-lidera-venda-de-camisas-no-fluminense_31858.html#ixzz4WmAXFW9Z

Umbro fecha com Avaí e garante 7 times na Série A

Empresa assinou com time catarinense e irá substituir a Fila

A Umbro terá mais um time na principal divisão do futebol brasileiro. A empresa fechou com o Avaí e substituirá a Fila na próxima temporada. Com os catarinenses, a marca inglesa somará sete equipes na Série A do Brasileirão.
Hoje, a Umbro conta com Atlético Paranaense, Bahia, Chapecoense, Cruzeiro, Grêmio e Vasco na Série A do Brasileirão, além do Avaí, que acertou com a companhia.
Em nota, o gerente de marketing esportivo da Umbro, Eduardo Dal Pogetto, explicou o avanço da empresa. “Nos últimos anos passamos por um momento de ascensão, no qual faz parte da nossa estratégia contar com clubes de grande expressão e representatividade. Conhecemos a história do Avaí e ficaremos muito felizes em fazer parte dela, conquistando novos títulos juntos”, contou.     
Já o clube exaltou a qualidade da Umbro. “A parceria firmada entre Avaí e Umbro é uma grande evolução na questão de material esportivo para o clube”

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/umbro-fecha-com-avai-e-garante-7-times-na-serie_31851.html#ixzz4Wm9ouiK4

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Figueirense fecha com Adidas até fim de 2019

Empresa alemã fará três uniformes para o time neste ano, além de comandar a loja oficial


O Figueirense tem um novo fornecedor de material. O clube catarinense fechou contrato com a Adidas, em acordo válido até o fim de 2019. O anúncio foi realizado oficialmente por meio da TV Figueira, canal de comunicação oficial do time.
Pelo contrato com a equipe, a Adidas irá fornecer três modelos de uniforme. Além disso, a empresa assume a loja oficial do time, a Figueira Store, instalada no estádio Orlando Scarpelli. O local deverá ser reaberto ao público em breve.
“Com a Adidas a nossa camisa vai ganhar o que tem de melhor em qualidade para material esportivo. Outro fator positivo é a repercussão entre os nossos torcedores. Estamos muito empolgados com essa parceria”, comentou o presidente do Figueirense, Wilfredo Brillinger.
O Figueirense está na Série B do Brasileirão, mas esteve na principal divisão nos últimos anos. O clube se une a Coritiba, Palmeiras, Ponte Preta e Sport entre os grandes times patrocinados pela empresa alemã no futebol nacional.
Em vídeo divulgado na internet, o time foi além. Mostrou Real Madrid, Bayern de Munique e Manchester United, patrocinados pela Adidas, e depois o próprio Figueirense. “Fomos escolhidos”, diz o anúncio. 



RONALDO ADQUIRE PARTICIPAÇÃO NA CNB E-SPORTS CLUB

Ao lado de André Akkari e Igor Federal Trafane, diretor-executivo da Brazilian Series of Poker, ex-atacante terá 50% de participação


O emergente universo do e-sport agora contará com mais um reforço pra lá de representativo. Depois de Shaquille O’Neal, Rick Fox, Mark Cuban e Alex Rodriguez, Ronaldo Fenômeno anunciou sua chegada ao comprar uma participação na CNB e-Sports Club, uma das organizações mais tradicionais no competitivo cenário brasileiro de League of Legends.

Ao lado de André Akkari, um dos principais nomes do país no pôquer, e Igor Federal Trafane, diretor-executivo da Brazilian Series of Poker, Ronaldo ficará com 50% da CNB. Os fundadores Cleber “fuzi” Fonseca e Carlos “fury” Junior ficarão com o restante. A partir de hoje, o ex-atacante terá sua imagem atrelada aos Blumers, como são conhecidos, para impulsionar e fortalecer a imagem da equipe que sempre chega como uma das favoritas em eventos de League of Legends.

Tal aquisição já era, digamos, “cantada”. Em 2016, por ocasião da final do Campeonato Brasileiro de League of Legends, o Ronaldo declarou seu apoio à equipe a partir de uma foto no Instagram. Curiosamente, a CNB tem a adidas como parceira, concorrente da icônica patrocinadora do Fenômeno. Mudanças neste sentido?

Mais precisamente sobre League Of Legends, no final do ano passado, a Riot Games divulgou que o game contava com cerca de 100 milhões de jogadores ativos por mês e um faturamento de US$ 1.6 bilhão, o que coloca o LoL como o jogo mais rentável do mundo.

Inúmeras são as equipes de futebol e basquete que já embarcaram no rentável e popular universo dos eSports com times oficiais. Santos, Remo, PSG, Besiktas, Manchester City, Wolfsburg, Valencia, West Ham, 76ers e Miami Heat, são apenas alguns exemplos. Para o mercado brasileiro, a Kantar Media detalhou sua relevância.

Fonte: MKT Esportivo

Fox Sports e SporTV dividem Libertadores e Copa do Brasil por 5 anos

Canais terão até 50% de jogos exclusivos e transmitem conjuntamente apenas a final de cada torneio

Fox Sports e SporTV acertaram um acordo de divisão de transmissões de Copa Libertadores e Copa do Brasil a partir deste ano.
O contrato é válido por cinco temporadas e prevê que cada canal terá o direito a até 50% de jogos exclusivos. Esse formato será seguido até a semifinal de ambas as competições, com escolhas alternadas do primeiro jogo entre SporTV e Fox Sports. A princípio, os canais compartilhariam apenas a transmissão das finais de Libertadores e Copa do Brasil.
“O aumento da parceria da Copa do Brasil vem coroar o ótimo momento que o Fox Sports vive.  Desde 2012 não paramos de crescer e nos consolidamos como o segundo canal esportivo mais assistido e com multiplicidade de opções na grade”, afirmou Eduardo Zebini, SVP & CCO do Fox Sports Brasil.
“Contar com a sinergia do público com uma cobertura diferenciada e com o DNA do Fox Sports durante toda a competição nos tornará imprescindíveis para os fãs do esporte”, acrescentou o executivo.
Os direitos da Copa do Brasil pertencem à Globosat, grupo do qual o SporTV faz parte, até 2022 e o sublicenciou para o Fox Sports até 2021. Já o Fox Sports possui os direitos da Copa Libertadores e o sublicenciou à emissora concorrente.
Na prática, a emissora norte-americana cedeu os direitos de uma competição de nível técnico mais elevado. Em compensação, ganhou uma atração na qual todos os clubes grandes do país estão envolvidos e com potencial maior de audiência.
“ Por questões estratégicas, a ESPN optou por não transmitir a Copa do Brasil em 2017. O canal reforça seu posicionamento de entregar ao fã do esporte a mais ampla variedade na programação esportiva, com transmissões das principais ligas americanas, o melhor do futebol internacional, tênis e esportes radicais. Referência pela credibilidade de seu jornalismo, a ESPN segue investindo na apuração e análises das mais diversas modalidades esportivas”, informou o canal fechado.



sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Gabriel Jesus tem recepção de ídolo no Manchester City

Redes sociais do time inglês passaram o dia com notícias sobre o brasileiro

O Manchester City mostrou que Gabriel Jesus será tratado como estrela no elenco do time inglês. O brasileiro foi apresentado nesta quinta-feira (19) e recebeu atenção de grande contratação.
As redes sociais do time fizeram ampla cobertura da chegada de Jesus, com vídeos de seus gols pelo Palmeiras, entrevistas e a própria apresentação do jogador. Até mesmo a primeira venda de camisa do time com o nome do brasileiro, na loja do clube, foi transmitida ao vivo pelo Facebook.
Além disso, Jesus ganhou uma camisa comemorativa, em verde e amarelo. A estampa mantém o número 33, escolhido pelo jogador, e a imagem do atleta com o uniforme de sua nova equipe.        
Com apenas 19 anos de idade, Gabriel Jesus se destacou nas últimas duas temporadas pelo Palmeiras. Desde que Tite assumiu a seleção brasileira, o jogador ficou ainda mais em evidência por ter se tornado o centroavante titular do time nacional.
No meio de 2016, o Manchester City comprou o jogador em uma transferência que envolveu € 32 milhões, cerca de R$ 110 milhões.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/gabriel-jesus-tem-recepcao-de-idolo-no-manchester-city_31838.html#ixzz4WJEAt2am

Global, Manchester United se torna time mais rico do mundo

Time passou o Barcelona e o Real Madrid em ranking criado por consultoria

O Manchester United, da Inglaterra, foi o time que mais faturou na temporada 2015/2016. A consultoria Deloitte lançou na quinta-feira (19) o novo relatório Football Money League, que analisa anualmente as receitas dos times de futebol. A última vez que a equipe havia liderado o ranking do levantamento foi na temporada 2003/2004. Agora, Barcelona e Real Madrid ficaram para trás.
O salto do Manchester nos últimos anos foi notável. O faturamento do time em 2012 foi de € 396 milhões, cerca de R$ 1,3 bilhão pela cotação atual. Na última temporada, a receita subiu para € 689 milhões, cerca de R$ 2,3 bilhões. Somente no último ano, houve um acréscimo de € 169 milhões.
O responsável pelo aumento foi, essencialmente, a área comercial do time. Com pujante apelo global, o Manchester United fechou, nos últimos anos, patrocínios recordes. Foi o caso da Chevrolet, em 2014, e Adidas, em 2015. Além disso, o time inglês lidera, entre os europeus, as negociações por aportes regionais. Hoje, são 11 parceiros espalhados por China, Japão, Coreia do Sul, entre outros.
Graças ao seu poderio comercial, o time tem deixado de lado a recomendação de manter o equilíbrio nas finanças, entre receitas de ingressos, direitos de televisão e patrocínios. Hoje, a terceira parte já corresponde a 53% do faturamento, com € 364 milhões.
A diferença para o Barcelona, que neste ano passou o rival Real Madrid, é de € 69 milhões. Nos próximos anos, a diferença poderá ser maior, graças à Liga dos Campeões. A premiação do torneio entra no relatório como direito de televisão. Com o Manchester, esse valor ficou em € 187 milhões, contra € 202 do Barcelona.
O Manchester caiu na fase de grupo na última temporada e não participa da atual edição do torneio. No entanto, caso faça boa campanha, com têm feito Barcelona e Real Madrid, terá acréscimo significativo em televisão e em bilheteria.
Uma das vantagens dos ingleses é atuar em uma liga mais rentável, em um mercado mais forte. Hoje, das 20 equipes mais ricas do mundo, oito jogam na Premier League, a primeira divisão do futebol inglês.
Apesar da mudança na liderança, o ranking dos times mais rico permanece com poucas alterações. O top 10, por exemplo, mantém os mesmos times há três anos. E o próprio Manchester United foi o líder da primeira edição do levantamento da Delloite, após a temporada 1996/1997.
O que muda são os valores. Hoje, o time inglês fatura sete vezes mais, em comparação ao levantamento de duas décadas atrás. E não é exceção. Somente no último ano, faturamento dos 20 times mais ricos subiu 12%, e hoje está na marca de € 7,4 bilhões.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/global-manchester-united-se-torna-time-mais-rico-do-mundo_31837.html#ixzz4WJDyMJ4F

Jornal espanhol faz homenagem à Chapecoense com times do país

Camisas autografadas de todas as equipes da La Liga serão doadas ao time brasileiro

O jornal esportivo “Marca”, da Espanha, fará uma homenagem à Chapecoense, junto com todos os times da Série A do país. A empresa uniu as equipes para juntar uma camisa de cada um. Cada objeto terá autógrafos do elenco e mensagem de apoio.
Nesta semana, o “Marca” lançou um vídeo no Twitter com imagens das camisas autografadas. Os uniformes foram dobrados para serem enviados ao Brasil, diretamente para a Chapecoense.
No próximo dia 25, a Chapecoense receberá mais uma grande homenagem. A seleção brasileira irá enfrentar a seleção colombiana em memória às vítimas do voo que caiu no país sul-americano.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/jornal-espanhol-faz-homenagem-chapecoense-com-times-do-pais_31831.html#ixzz4WJDADJhf

Com ESPN fora, SporTV e Fox Sports costuram acordo por Copa do Brasil

Canais fechados devem assinar acordo que implica jogos exclusivos também na Copa Libertadores

A ESPN desistiu de transmitir em 2017 a Copa do Brasil, seu principal evento no calendário do futebol brasileiro. Segundo o Blog do Ohata, do UOL Esporte, SporTV e Fox Sports costuram acordo para exibir a competição, como já ocorreu no ano passado.
A emissora paulista divulgou nota oficial comunicando ter desistido do torneio. “Por questões estratégicas, a ESPN optou por não transmitir a Copa do Brasil em 2017. O canal reforça seu posicionamento de entregar ao fã do esporte a mais ampla variedade na programação esportiva, com transmissões das principais ligas americanas, o melhor do futebol internacional, tênis e esportes radicais. Referência pela credibilidade de seu jornalismo, a ESPN segue investindo na apuração e análises das mais diversas modalidades esportivas”, informou o canal fechado.
Com a saída da Copa do Brasil, a ESPN deve privilegiar ainda mais a Premier League e as grandes ligas dos Estados Unidos como seus carros-chefes. Com o Campeonato Inglês, a emissora anunciou, no ano passado, a transmissão de todas as partidas pela TV ou internet, através do Watch ESPN.
Sem a concorrente no pool da Copa do Brasil, a Globosat, detentora dos direitos do torneio para a TV aberta, fechada e internet, deve sublicenciá-lo apenas ao Fox Sports entre os canais por assinatura. A negociação passa por uma distribuição mais igualitária de privilégio de transmissão das partidas, que seria dividido entre SporTV, canal da Globosat, e Fox Sports.
Uma das possibilidades é seguir o exemplo de torneios europeus, em que um canal tem o direito à primeira escolha a cada semana, fazendo com que cada emissora ficasse com partidas exclusivas. Em contrapartida, o Fox Sports sublicenciaria os direitos de TV da Copa Libertadores em condições semelhantes ao SporTV.

Botafogo faz leilão em benefício da Chapecoense

Clube carioca leiloa camisas usadas em última rodada do Brasileirão, que teve homenagem às vítimas de tragédia

O Botafogo vai leiloar as camisas utilizadas pelo time em seu último jogo no Campeonato Brasileiro 2016, contra o Grêmio, em benefício das famílias dos jogadores da Chapecoense. O leilão será no dia seguinte ao amistoso entre Brasil e Colômbia, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, arena do time carioca.
Na partida contra o time gaúcho, cada atleta do Botafogo atuou com o número e o nome de um jogador da Chapecoense na camisa. O clube catarinense perdeu 19 atletas no acidente aéreo próximo a Medellín, onde faria o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia. O evento será conduzido pelo leiloeiro Fabiano Ayupp.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/botafogo-faz-leilao-em-beneficio-da-chapecoense_31826.html#ixzz4WJBxkFko

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Juventus arrisca, quebra tradição e reformula escudo

Clube italiano fez mudança radical em símbolo centenário

A Juventus de Turim apresentou um novo escudo para o time, completamente diferente do que era usado anteriormente. Trata-se de um reposicionamento de marca do clube italiano, em um projeto realizado pela agência Interbrand.
O programa do clube visa expandir a marca da Juventus com um plano de crescimento internacional. O projeto abrange, além da criação de um novo escudo, a construção de uma estratégia de experiência de marca.
“Este projeto foi construído para atualizar a filosofia do Juventus com iniciativas, projetos e experiências radicalmente inovadoras, nas quais o futebol será sempre a origem, mas nunca o limite. Isso permitirá que o clube sustente seu próprio crescimento econômico e esportivo e amplie sua influência sobre os mercados internacionais”, comentou o diretor de estratégia da Interbrand, Manfredi Ricca.
A agência chamou o conceito da criação de “Black and White and More”, e ele deverá estar presente serviços e produtos oferecidos pelo clube italiano. O plano é ser o mais global possível e chegar a novos mercados e consumidor ao redor do mundo.
A estratégia, no entanto, tem um claro risco: o universo do futebol detém apelo em algumas tradições. A base do escudo anterior era usada desde a fundação do time. No máximo, houve a maior valorização da zebra, mascote da equipe, durante os anos 1980. E, com a mudança, parte da torcida já demonstrou irritação.
Nos últimos anos, outros times alteraram o escudo, mas sempre com referências históricas do time. No fim do ano passado, o Atlético de Madrid modernizou os traços. Em 2015, o Manchester City resgatou o símbolo histórico da equipe. Em 2013, a Roma alterou o escudo para “reforçar a tradição”. Nesta temporada, os italianos também recuperaram uma imagem dos anos 1980 na camisa.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/juventus-arrisca-quebra-tradicao-e-reformula-escudo_31818.html#ixzz4W70D89LJ

Por visibilidade, CBF cede direitos de TV de Brasil x Colômbia de forma gratuita

Confederação gera sinal a emissoras do Brasil e exterior e pede em contrapartida doações à Chapecoense

A CBF decidiu abrir a todas as emissoras interessadas o sinal do Jogo da Amizade, amistoso entre Brasil e Colômbia, que será realizado em benefício da Chapecoense. Os direitos de transmissão do jogo serão repassados a canais abertos e fechados, do Brasil e do exterior, de maneira gratuita.
A decisão por abrir o sinal da partida foi tomada pela cúpula da CBF na tarde de segunda-feira (dia 16). O convite foi enviado às emissoras à noite. O departamento jurídico da confederação elaborou, às pressas, um contrato a ser enviado às TVs interessadas em transmitir o jogo.
O jogo será no dia 25 (quarta-feira), às 21h45, no estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro. Como a partida foi marcada de maneira extraordinária, para ajudar a reerguer o time catarinense, o evento não constava no contrato com a Globo e o SporTV, emissoras oficiais dos eventos da seleção brasileira. Daí, a opção por abrir o sinal para dar mais visibilidade à iniciativa.
Embora o sinal seja cedido sem ônus às emissoras, no convite feito às TVs, há um pedido para, caso o canal consiga comercializar o evento com anunciantes, que doe parte da renda à Chapecoense. O pagamento, porém, não é obrigatório e será feito diretamente ao clube, sem intermediação da CBF.
Segundo a Máquina do Esporte apurou, várias emissoras já demonstraram interesse. Entre os canais estrangeiros estão a Al Jazeera, maior canal do mundo árabe, sediada no Qatar, e a CCTV, principal emissora chinesa.
No Brasil, a ESPN já confirmou que irá passar o confronto. "Desde o momento da cobertura da tragédia do voo da Chapecoense essas questões [de concorrência] meio que extrapolaram um pouco. Implicitamente ficou um negócio para todo mundo fazer e estar envolvido nessa causa", afirmou Arnaldo Ribeiro, chefe de redação da ESPN. 
O FoxSports, que perdeu seis profissionais no acidente aéreo, sinalizou que vai transmitir o evento. A ideia do canal é também exibir o jogo para a América Latina. O Esporte Interativo, por sua vez, anunciou a transmissão através de suas redes sociais. 
A Rede TV!, entre as emissoras abertas, foi a primeira a se manifestar publicamente. “Somos uma das emissoras mais comprometidas com a pluralidade do esporte e transmitir este jogo, com a finalidade beneficente que ele possui, é uma satisfação imensa para o canal”, afirmou Franz Vacek, superintendente de jornalismo e esportes da emissora paulista.
O jogo também foi oferecido à Globo, Band, SBT, Record, Rede Vida! e TV Brasil, entre as emissoras abertas. Nas fechadas, SporTV, Esporte Interativo e BandSports receberam a oferta da CBF para a transmissão da partida. 
A confederação brasileira já contratou uma produtora para fazer o amistoso. O jogo também vai ser transmitido pela entidade através do Facebook Live.
Para o duelo serão utilizados apenas jogadores que atuem no Brasil e na Colômbia. O técnico Néstor Pekerman convocou, nesta terça-feira (dia 17), apenas 16 jogadores. Sete deles atuam pelo Atlético Nacional, de Medellín, que enfrentaria a Chapecoense pela final da Copa Sul-Americana. O destaque é o atacante Borja, que chegou a ser assediado pelo Palmeiras. A seleção brasileira será convocada pelo técnico Tite na quinta-feira.