Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Torneio de consolação do Paulista gera prejuízo aos clubes

Troféu do Interior, disputado por eliminados do Estadual, acumula prejuízo de quase R$ 90 mil em 6 jogos

No papel, a ideia da FPF (Federação Paulista de Futebol) era excelente: aproveitar as equipes eliminadas, que terminaram o Paulistão da nona à 14ª posição, para fazer um torneio do interior.
Com o torneio de consolação, a entidade mantém suas afiliadas que não caíram para a Série A2 em atividade até o fim do Estadual. Como incentivo adicional, uma premiação para o campeão do minitorneio (R$ 360 mil) e o vice (R$ 100 mil).
Na prática, o torneio vem se mostrando um verdadeiro fiasco. Com seis jogos disputados, a competição está com uma média de apenas 950 espectadores. O jogo que mais atraiu os torcedores foi o empolgante empate por 2 a 2 entre Ferroviária e São Bento, duas tradicionais forças do interior paulista. O duelo, disputado no estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, teve 1.267 testemunhas na arquibancada.
Pior para o Red Bull, que contra a mesma Ferroviária, no último sábado (dia 8), foi capaz de motivar apenas 345 torcedores a se deslocarem ao estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A equipe da casa goleou por 4 a 1. Fora de campo, o Red Bull amargou um prejuízo de R$ 28.376,44.

Nenhum jogo do Troféu do Interior gerou lucro. Os seis clubes já acumulam déficit de R$ 88.746,88.
“Encaramos essas despesas como investimentos. Isso já estava previsto em nosso orçamento. Não vemos [os jogos do Troféu do Interior] como questão de lucro ou prejuízo”, afirmou Edson Ermenegildo, presidente do Mirassol, em entrevista à Máquina do Esporte.
“Se conquistarmos a premiação, vamos incluir essa verba dentro do nosso orçamento”, acrescentou o dirigente, cuja equipe amargou prejuízo de quase R$ 16 mil ao receber o Ituano, pela primeira rodada do Troféu do Interior.
Os dirigentes sonham om o título do torneio não só para preencher a sala de troféus, mas para cobrir o prejuízo com jogos que se revelaram pouco atraentes para o torcedor.
“Acaba sendo prejuízo. Temos concentração, viagem... A gente está pagando para disputar o Troféu do Interior”, admite Almir Laurindo, secretário geral do São Bento.
“Mas também tem a premiação. Se ganharmos, disputamos a Copa do Brasil [em 2018]. Mesmo que seja só a primeira fase, já é um atrativo”, completa ele, que sonha em bater o Santo André, no ABC, no próximo sábado para conseguir avançar às finais.
Procurada, a FPF defendeu a realização do torneio como forma de manter seus filiados em atividade. " A FPF mantém constante diálogo com clubes a fim de aprimorar as ações que envolvem e atraem torcedores. A volta do troféu ‘Campeão do Interior’ em 2017 é o primeiro passo para, nas edições futuras, aprimorar e fortalecer esta competição paralela, agraciando clubes e torcedores”, afirmou a federação.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/torneio-de-consolacao-do-paulista-gera-prejuizo-aos-clubes_32330.html#ixzz4eEGdQGSu

0 comentários :

Postar um comentário