Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Real Madrid abre em Miami seu 1º restaurante temático nos EUA

Complexo, que será inaugurado em 2018, também terá bar, loja oficial da Adidas e área para clientes VIP

O Real Madrid irá abrir em Miami, em parceria com a Americana Franchise Group, a primeira unidade de seu restaurante temático.
A unidade deve ser lançada no complexo Met Square, no centro da cidade, no início de 2018.
O estabelecimento comercial irá ocupar uma área de 1.100 metros quadrados, distribuídos em dois andares. O espaço terá um restaurante, um bar, uma loja oficial da Adidas e uma área para clientes VIP.
“O Real Madrid Café será um verdadeiro ícone temático”, afirmou Juan Gervás, presidente da companhia que adquiriu a licença para o empreendimento nos Estados Unidos e México.
Pelo acordo com o clube, anunciado em outubro de 2016, serão abertos nove restaurantes em cinco anos.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/real-madrid-abre-em-miami-seu-1-restaurante-tematico-nos-eua_32751.html#ixzz4lVpLcmSI

Após imbróglio, Atlético-PR faz mando de campo na Vila Capanema

Time queria jogar Libertadores no Couto Pereira, mas rival Coritiba negou estádio

O Atlético-PR confirmou acordo com o Paraná Clube para mandar seu jogo contra o Santos, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, no estádio da Vila Capanema. A partida será na próxima quarta-feira (dia 5 de julho), às 19h15.

Fluminense firma parceria com aplicativo de transporte

Acordo com 99 dá desconto a torcedor do clube em ação que vai até a próxima segunda-feira

A 99 (ex-99táxis), aplicativo de transporte, anunciou nesta quarta-feira (dia 28) uma parceria com o Fluminense para o deslocamento da equipe e dos torcedores seja de táxi ou carro particular, o 99POP.
A marca da 99 estará presente no microfone de coletivas, no site oficial e nas redes sociais do Fluminense, mas não terá exposição na camisa.
Para comemorar a parceria, a empresa oferece até R$ 15 de desconto a todos os passageiros das 440 cidades em que o aplicativos está presente de quarta-feira (a partir das 18h) até a próxima segunda-feira (dia 3 de julho) às 23h59.
O desconto acontece concomitante à estreia da parceria, no jogo desta quinta-feira, às 21h45, entre Fluminense x Univerdidad Católica do Equador, pela Copa Sul-Americana.
Para usar o desconto, basta clicar em “Meios de Pagamento”, na tela de abertura do app, clicar em “Inserir cupom de desconto”, e digitar VAIDEFLU.  O desconto é válido para pagamentos via aplicativo.
“Já patrocinamos mais de dez clubes em todo o Brasil em 2015 e estamos retomando esta experiência de sucesso, com foco em apoiar o futebol no Rio de Janeiro e alcançar os torcedores”, diz Benedito Moreira, coordenador de Marketing da 99 no Rio de Janeiro.
Entre os clubes que já tiveram parceria com o aplicativo estão Corinthians, Cruzeiro, Coritiba e Atlético-PR.
A parceria com o Fluminense, válida até dezembro, inclui vantagens a serem anunciadas para torcedores do clube irem e virem nos dias de jogo, cupom de desconto para sócios-torcedores e apoio à Flu Fest, marcada para 22 de julho, em comemoração aos 115 anos no clube.
“O Fluminense está muito satisfeito com esta parceria, pois temos a inovação em nosso DNA, assim como a 99”, afirmou André Mizrahi, diretor de marketing do Fluminense.
“Além dos benefícios para nossos torcedores, fechamos uma parceria com a área corporativa da 99 para o transporte da equipe administrativa do clube, e assim conseguiremos reduzir custos importantes”, completou.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/fluminense-firma-parceria-com-aplicativo-de-transporte_32742.html#ixzz4lVnFeS6O

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Por governança, entidades formalizam rating do esporte

Ideia é estabelecer uma classificação de governança e transparência de entidades esportivas

Entidades esportivas e empresas formalizaram nesta terça-feira (dia 27), no Centro Cultural dos Correios, em São Paulo, a assinatura do rating do esporte. A iniciativa irá estimular boas práticas de governança nas confederações.
“Se cada empresa fosse criar uma ferramenta de avaliação, iria sair caro. Com essa iniciativa, padronizamos o processo”, explica Caio Magri, presidente do Instituto Ethos, um dos coordenadores da iniciativa.
“O rating será uma ferramenta capaz de avaliar e estabelecer parâmetros sobre o estágio de desenvolvimento de clubes, confederações e federações, além de ser um instrumento que permite às entidades compreenderem seus desafios e suas oportunidades de melhoria. Dessa forma, pode contribuir e estimular um ambiente mais propício para a melhoria do esporte”, acrescentou.
O trabalho será iniciado com a avaliação de três confederações, de diferentes portes, para servir de base para o trabalho. As entidades serão indicadas por COB (Comitê Olímpico do Brasil) e CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), signatárias do rating.
A adesão é voluntária, mas é esperado que haja pressão para integrar a plataforma. Por um lado, dos atletas exigindo melhoria na gestão. E, por outro, das empresas, que podem usar o rating para decidir sobre renovação de contratos.
“A ideia não é ranquear, mas classificar. Queremos ensinar as entidades a fazer planejamento, melhorar a governança e a transparência e a olhar o médio prazo”, afirma Fábio Dragone, gerente de marketing esportivo do Bradesco, que renovou contrato com as confederações de judô, rúgbi e vela até 2020.
“As empresas públicas podem usar isso como referencial. Nossas regras de governança são rígidas e temos um acompanhamento forte do TCU”, faz coro Guilherme Campos, presidente dos Correios, apoiador das confederações de desportos aquáticos, handebol, rúgbi e tênis.
A partir do lançamento da plataforma online, em outubro, as confederações terão cinco meses para aderir e passar pelo processo de avaliação, cujo resultado será divulgado em março de 2018.
Até agora, foram gastos cerca de R$ 200 mil no projeto. “Não temos ideia dos custos, que serão bancados pelas empresas mantenedoras e apoiadoras da iniciativa”, afirmou Magri.
Bradesco, Itaú e Sky são as patrocinadoras principais do rating, que também é apoiado por Aché, BRF, Banco do Brasil, Correios, EY, Gol, Mastercard, P&G, Somos Educação e Vivo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/por-governanca-entidades-formalizam-rating-do-esporte_32733.html#ixzz4lItqneXX

Donos põem Fiorentina à venda

Família Della Valle anuncia que clube está à disposição de quem quiser geri-lo da 'maneira correta'

Os irmãos Andrea e Diego Della Valle anunciaram o desejo de vender a Fiorentina, que disputa a Série A do Campeonato Italiano.
A família se tornou principal acionista do clube viola em 2002, em meio à crise financeira da equipe. Nesse período, porém, cresceu a insatisfação dos torcedores pelo investimento não ter sido capaz de montar times capazes de disputar o título italiano.
“A propriedade da Fiorentina comunica que está absolutamente disponível, apesar da insatisfação da torcida, a colocar o clube à disposição de quem queira comprá-lo para geri-lo da maneira que achar correta”, afirmou a família, em comunicado.
“Esse é o momento daqueles que amam a Fiorentina e acreditam que podem melhorar a equipe e conduzi-la ao êxito de maneira diferente”, acrescentou.
A venda foi anunciada meses depois que o clube projetou um novo estádio, ladeado por um centro comercial, um hotel e um estacionamento. Na ocasião, a Fiorentina divulgou que seria apoiada por investidores estrangeiros para levar a cabo o projeto, avaliado em € 420 milhões.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/donos-poem-fiorentina-venda_32725.html#ixzz4lItaxDDu

Flamengo atinge metas e tenta rentabilizar redes

Time passou Corinthians entre as equipes com mais seguidores no Facebook

O Flamengo chegou a 11,3 milhões de seguidores no Facebook e se tornou o clube brasileiro com mais fãs na rede sociais entre as equipes de futebol. O time também alcançou o topo no Instagram e está próximo de conseguir o feito no Twitter e no Youtube.
Liderar as principais redes sociais foi uma meta estabelecida pelo vice-presidente de comunicação do clube, Antonio Tabet, que chegou ao Flamengo em 2016. E ficou nas mãos do diretor de comunicação da equipe, Marcio Mac Culloch, que havia chegado um ano antes, a mudança na gestão de como o clube se expressa nas redes.
“O Flamengo não trabalhava antes as redes sociais a ponto de explorar todo o potencial do clube. Nós mudamos a estratégia da FlaTV e das redes sociais, com bastidores e conteúdo exclusivo. Adotamos também uma linguagem irreverente, mais próxima do que é a linguagem do torcedor”, contou Culloch à Máquina do Esporte.
O melhor exemplo do salto do Flamengo nas redes está no Youtube. Somente neste ano, a FlaTV ganhou 243 mil inscritos. Hoje, são 532 mil fãs na rede de vídeo, apenas 60 mil aquém do líder brasileiro nesse segmento, o Palmeiras.
Para isso, o Flamengo contratou uma equipe de profissionais e equipamentos para gerar mais conteúdo. A FlaTV passou a ser uma ferramenta ativa dentro da comunicação do clube, e os vídeos passaram a abastecer as outras redes sociais da equipe.
O desafio, agora, é rentabilizar com os ganhos com as redes sociais, algo que poucos clubes brasileiros conseguem fazer. O Flamengo busca, por exemplo, um naming right para a FlaTV, assim como conseguiu o Palmeiras com a FAM, que já mantém outras parcerias com o time paulista.
Por outro lado, as redes sociais passam a funcionar como uma significativa plataforma de entrega aos atuais parceiros do clube, algo visto constantemente nas publicações flamenguistas. “Quanto mais nós entregamos aos patrocinadores, melhores são os resultados para eles e maiores são as chances de eles renovarem o acordo com o clube”, explicou Culloch.
Para o executivo, ainda há dificuldades para aportes exclusivos às redes sociais, tanto no Flamengo quanto em outras agremiações do futebol brasileiro. Elas passam desde a ausência de uma equipe de vendas dedicada à questão até o entendimento de que o mercado nacional ainda não está totalmente maduro para um patrocínio desse tipo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/flamengo-atinge-metas-e-tenta-rentabilizar-redes_32728.html#ixzz4lItKDF44

COM FOX SPORTS, FACEBOOK TRANSMITIRÁ PARTIDAS DA UEFA CHAMPIONS LEAGUE


A disputa entre Facebook e Twitter (e Amazon?) por conteúdo esportivo exclusivo ganhou um novo e importante capítulo nesta semana. A FOX Sports anunciou que estará ao lado da rede de Mark Zuckerberg para transmitir gratuitamente as partidas da UEFA Champions League para os Estados Unidos durante a próxima temporada.

Através do Facebook Live, a emissora irá disponibilizar duas partidas por dia na fase de grupos, além de quatro jogos de oitavas de final e outros quatro das semis. O streaming em inglês estará disponível na fan page oficial da FOX Sports na rede. Já a narração em espanhol estará na Fox Deportes.

Leia também: Evento no Facebook debate melhores práticas de redes sociais no esporte
Modalidade que atrai o maior número de seguidores no âmbito digital, o futebol é certamente o pilar estratégico mais importante para o Facebook na indústria esportiva. A plataforma já está com a Univision Deportes e disponibiliza jogos da Major League Soccer e Liga MX.

Enquanto investir pelos direitos de transmissão de torneios não é prioridade para Zuckerberg, o CEO do Facebook fecha parcerias com grupos de mídia para que elas sejam as responsáveis por disponibilizar o sinal. Uma estratégia pra lá de inteligente nesta acirrada briga com o microblog para se estabelecer no setor.

Fonte: MKT Esportivo

MANCHESTER CITY TERÁ TORNEIO DE ESPORTS OFICIAL NOS ESTADOS UNIDOS

Clube aproveita sua pré-temporada nos Estados Unidos para lançar o Man City FIFA 17 Cup


Engana-se quem pensa que se aventurar no mundo dos eSports seja sinônimo apenas de se relacionar com uma nova base de fãs e explorar o grandioso potencial de geração de receitas que oferece. Para sua pré-temporada nos Estados Unidos, o Manchester City lançará seu próprio torneio de FIFA 2017, o Man City FIFA 17 Cup.

O clube irá utilizar sua estreita parceria com a EA Sports e ativará o lançamento do jogo para Xbox One e PS4. O torneio contará com transmissão global através da plataforma Battlefy e os dois vencedores (um de cada console) irão para Houston acompanhar o elenco do City durante a pré-temporada.

Na Inglaterra, o Manchester City foi o primeiro clube a contratar um jogador de eSports. Com 19 anos, Kieran ‘Kez’ Brown é atleta profissional de FIFA e participa de torneios vestindo a camisa dos Citizens.


Fonte: MKT Esportivo

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Allianz Parque terá descida de rapel da cobertura ao gramado

Estádio segue modelo usado em Pernambuco e em Curitiba

O Allianz Parque, estádio do Palmeiras, irá oferecer uma nova atração aos torcedores interessados em conhecer o local por um ângulo mais ousado. A partir do próximo mês, haverá rapel no local, com descida que sai da cobertura da arena até o setor norte, no gramado.
A informação foi divulgada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Segundo a publicação, a implementação de esportes radicais no estádio pode gerar uma receita de R$ 10 milhões nos próximos cinco anos.
A inclusão de esportes radicais nas estruturas de arenas novas não é uma novidade no Brasil. Na Arena Pernambuco, por exemplo, já foi instalado equipamentos para oferecer ao torcedor rapel e tirolesa pelas estruturas do estádio.
Mais recentemente, foi a vez do Atlético Paranaense oferecer aos seus fãs a mesma possibilidade. Na estrutura da Arena da Baixada, já é possível fazer uma tirolesa que sai do topo do estádio até o gramado.
No Allianz Parque, o rapel não será a única novidade. A administração do estádio irá também mudar o conteúdo do tour do local. Originalmente pensado para as pessoas conhecerem a arena, agora ele terá um maior foco na história do Palmeiras, com títulos e curiosidades sobre o clube paulista.
O objetivo é dobrar o número de visitantes do estádio em três anos. Atualmente, 50 mil pessoas fazem o tour pela arena durante o ano.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/allianz-parque-tera-descida-de-rapel-da-cobertura-ao-gramado_32722.html#ixzz4l8Jbr4rP

Coritiba veta estádio, e Atlético sofre com evento

Time ainda não sabe onde jogará pela Libertadores

O Atlético Paranaense é dono de um dos mais modernos estádios do Brasil, o único com teto retrátil no país. Ainda assim, a cessão do equipamento para um evento fora do futebol deixará o time em uma situação inusitada: ficará no prejuízo pela falta de futebol.
A Arena da Baixada será utilizada neste mês para uma partida da Liga Mundial de Vôlei, com a seleção brasileira em quadra. Será um evento montado no gramado, para que a partida possa receber mais de 27 mil torcedores. O problema é que, no mesmo período, o Atlético enfrentará o Santos, pela Libertadores, e Conmebol se recusou a alterar a data do duelo.
A princípio, o Atlético jogaria no Couto Pereira, estádio do rival Coritiba. No entanto, na última sexta-feira, o clube publicou uma nota oficial para afirmar que não faria o aluguel. E a direção da equipe foi direta: ainda que haja uma preocupação com o gramado, a principal razão do veto foi a “vontade da maioria de seus sócios”.
Basicamente, o Atlético deixará de ganhar dinheiro graças a um evento em seu próprio estádio. O acordo com a CBV renderá ao clube um aluguel simples que, segundo a própria entidade, deverá ser facilmente coberto com a bilheteria da partida.
A bilheteria do jogo contra o Santos, por outro lado, seria alta. Contra o Flamengo pela atual Libertadores, por exemplo, o Atlético faturou R$ 1,5 milhão com 36 mil pessoas na arena, isso ainda na fase de grupos do torneio.
O problema é que a torcida do Atlético é concentrada em Curitiba. Sem o Couto Pereira e com o regulamento da Conmebol que obriga as oitavas de final acontecerem em estádio com, pelo menos, 20 mil lugares, a equipe terá que jogar longe de seus seguidores e dificilmente conseguirá o mesmo desempenho financeiro que teria com o Arena da Baixada.
A Máquina do Esporte entrou em contato com o presidente do Atlético, Mário Celso Petraglia, mas o dirigente se recusou a comentar o caso. No entanto, poucas horas depois o clube soltou um comunicado oficial em seu site.
O Atlético alega que existe um contrato, assinado em 2015, com o Coritiba, que ainda não respondeu. Pelo documento, as equipes se comprometem a ceder o estádio ao rival: “A ideia dos clubes era deixar os estádios disponíveis também para outros eventos que gerassem renda, sem risco de comprometer o calendário do futebol. O interesse era recíproco”.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/coritiba-veta-estadio-e-atletico-sofre-com-evento_32721.html#ixzz4l8JMyBZr

Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha

Pela primeira vez na elite, Girona deve passar às mãos de grupo que já é dono de outros 4 clubes no mundo

O CFG (City Football Group), dono do Manchester City, negocia a compra de mais um clube.
Os dirigentes querem adquirir a maioria das ações do Girona FC hoje nas mãos de executivos da França. Os valores do negócio não foram divulgados.
O clube da Catalunha subiu para a primeira divisão e jogará a Série A da Espanha pela primeira vez em sua história.
Caso o negócio seja concretizado, será o quinto time do CFG no mundo, depois de Manchester City (Inglaterra), Melbourne City (Austrália), New York City (EUA) e Yokohama Marinos (Japão).
Nos últimos meses, o grupo também fechou acordos de colaboração, incluindo a compra de ações do Club Atletico Torque, do Uruguai, de olho na formação de jogadores.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/dono-do-manchester-city-negocia-compra-time-na-espanha_32720.html#ixzz4l8JBAyOV

J-League faz acordo com La Liga da Espanha

Ideia de parceria é realizar ações conjuntas, como combate à pirataria e fortalecimento de futebol feminino

A J-League acertou um contrato de parceria com a LFP (Liga de Futebol Profissional) da Espanha.
A ideia do acordo é a realização de ações conjuntas, como lutar contra a pirataria, o fortalecimento do futebol feminino e a descoberta de novos talentos.
“Para nós, é um acordo estratégico estar unidos a uma liga de referência como é a japonesa”, afirmou Javier Tebas, presidente da liga espanhola.
“Na Espanha, mais da metade dos jogadores de cada elenco vêm das categorias de base. O Japão tem que aprender com esse sistema que tão bem cuidado pela LFP”, disse Mitsuru Murai, mandatário da liga japonesa.
 As duas entidades também farão trabalho conjunto para “localizar conteúdos ilegais veiculados na internet com o objetivo de proteger a propriedade e os direitos audiovisuais de ambas as ligas”. 
É o primeiro contrato da LFP com uma liga asiática. A entidade espanhola já possui  acordos semelhantes com a LNFP (Honduras), Dimayor (Colômbia), LFPB (Bolívia), Unafut (Costa Rica), LMF (El Salvador), KPL (Quênia), NPFL (Nigéria), Safa (África do Sul) e JFA (Jordânia).



UMBRO É A NOVA FORNECEDORA DE MATERIAL ESPORTIVO DO SCHALKE 04

Bild relata que a marca inglesa pagará € 6 milhões por ano por um contrato de três temporadas


Após oficializar que não renovará com a Adidas após mais de 40 anos de parceria, o Schalke 04 anunciou a Umbro como sua nova fornecedora de material esportivo. Pelo contrato, a inglesa será responsável pelos uniformes do elenco profissional e também das categorias de base dos Azuis Reais.

De acordo com o diretor de marketing do clube, Alexander Jobst, os três pontos estratégicos principais que o Schalke buscava, como apreciação, viabilidade econômica e identidade, foram preenchidos pela marca.

Com o acordo, a Umbro ampliará sua tímida presença no futebol alemão já vislumbrando um relevante espaço no futuro. Hoje, a marca veste apenas o Nuremberg, da segunda divisão, mas já tem um contrato fechado com o Werder Bremen para a temporada 2018/2019, período que assumirá também a camisa do Schalke 04.

Sem valores oficialmente divulgados, segundo o alemão Bild diamond pagará € 6 milhões por ano em um contrato de três temporadas.

Fonte: MKT Esportivo

PELA PRIMEIRA VEZ, ARENA DO GRÊMIO RECEBERÁ EVENTO DE MMA

“MMA Experience Gladiators” será realizado no dia 28 de outubro e a expectativa é que receba até 5 mil pessoas


Depois do sucesso do primeiro UFC realizado em um estádio de futebol no Brasil, mais precisamente, na Arena da Baixada, agora será a vez da Arena do Grêmio receber um evento de MMA.

Abrindo uma perspectiva de futuramente também receber uma edição do UFC, o estádio do Grêmio será sede do “MMA Experience Gladiators” no dia 28 de outubro. Com uma expectativa de abrigar até 5 mil pessoas, o octógono será montado em frente ao setor gramado Sul, no lado oposto à geral. O evento contará com oito lutas, shows de rock e muito entretenimento, até mesmo com uma interação dos lutadores com o público presente.

Um dos grandes destaques do MMA Experience será a presença do gaúcho Dirlei Mão de Pedra, que disputará o cinturão na luta principal. Os preços dos ingressos e os canais de vendas serão divulgados em breve.

Fonte: MKT Esportivo

MEDIAPRO VENCE CONCORRÊNCIA E GARANTE OS DIREITOS DA CHAMPIONS LEAGUE NA ESPANHA

Agência venceu gigantes do país como Mediaset, TVE, Atresmedia e TV3, e garantiu um acordo de três com a UEFA


Enquanto o mercado brasileiro aguarda a abertura da concorrência, na Espanha o martelo já foi batido. A Mediapro adquiriu os direitos de transmissão da UEFA Champions League para a Espanha e transmitirá através do canal fechado BEIN Sports.

Embora o acordo ainda não tenha sido oficialmente confirmado, a imprensa espanhola destaca que a agência venceu gigantes do país como Mediaset, TVE, Atresmedia e TV3, e garantiu um acordo de três anos com início previsto para 2018.

Sobre os valores envolvidos, a Mediapro ofereceu aproximadamente € 1 bilhão pelo pacote completo, aumento de 30% em relação ao que desembolsou em 2014 por um contrato de igual duração.

A aquisição poderá custar a transmissão do torneio na Tv aberta espanhola, isso se a Mediapro optar por não sub-licenciar com outra emissora. Caso contrário, a empresa poderá buscar uma parceria no país com Movistar, Vodafone ou Orange. Atualmente, a UEFA possui acordos com a Atresmedia e a catalã TV3 que transmitem a Champions League para todo o país.

Fonte: MKT Esportivo

sexta-feira, 23 de junho de 2017

CRUZEIRO CONQUISTA PRÊMIO EM CANNES COM CAMPANHA PELO ‘DIA INTERNACIONAL DA MULHER’

Iniciativa que estampou estatísticas nas camisas dos jogadores levou o Leão de Bronze na categoria “Meio de comunicação”


Realizada em parceria a ONG AzMina, Umbro e a Agência New360, a campanha #VamosMudarOsNúmeros, lançada pelo Cruzeiro por ocasião do ‘Dia Internacional da Mulher’, conquistou o Leão de Bronze na categoria “Meio de comunicação” (Media) no 64º Festival Internacional de Cannes, considerado um dos principais eventos de publicidade do mundo.

Na ocasião, para a partida contra o Murici-AL, em Alagoas, pela Copa do Brasil, os jogadores do clube traziam nas costas das camisas tristes estatísticas referentes às dificuldades enfrentadas pelas mulheres no dia a dia, como depressão pós-parto e violência domiciliar. “A cada 2h uma é morta“, “A cada 11 minutos, um estupro“, “Salários 30% menores” e “Apenas 9 em cada 100 deputados” foram algumas das mensagens expostas.

A ação, que já havia sido finalista da categoria “Promo”, concorreu com 290 campanhas, sendo 18 brasileiras.



Fonte: MKT Esportivo

Federação britânica rescinde contrato com casas de apostas

Entidade divulga que como responsável por regulação do setor, não pode ter acordos com sites de jogos online

A FA (Football Association) anunciou que não irá aceitar mais o patrocínio de casas de apostas a partir da próxima temporada. A entidade rescindiu, em acordo mútuo, o contrato que tinha com a Ladbrokes.
Especula-se que esse é o primeiro passo para os clubes da Premier League passarem também a negar contratos com empresas de jogos online. Hoje, esse setor é dono da maioria dos patrocínios máster dos clubes ingleses. Na última Premier League, dez das 20 equipes que disputaram a divisão de elite inglesa contaram com casas de apostas como patrocinadores de camisa.
A decisão de não aceitar esse tipo de parceria foi tomada após uma revisão sobre qual deveria ser o papel da FA como um órgão de governo, responsável pela regulação das apostas esportivas.
Apesar disso, a federação continuará trabalhando com as casas de apostas, incluindo a Ladbrokes, na troca de informação sobre jogos suspeitos.
“O futebol é nossa paixão e de nossos clientes. Seguiremos comprometidos em trabalhar com a FA para garantir a integridade e confiança no esporte”, afirmou Jim Mullen, executivo da Ladbrokes. 



Contra pirataria, Nike faz acordo com Amazon

Segundo agência Bloomberg, ideia de marca é maior controle sobre vendas, evitando falsificações

Depois de anunciar uma redução de 1.400 postos de trabalho, a Nike começa a agir para diminuir a pirataria.
Segundo a agência Bloomberg, a gigante de material esportivo firmou um acordo com a Amazon para a venda de calçados. Em troca, a marca terá um controle maior sobre o que for vendido, evitando que haja contrabando.
Com o contrato, ainda não anunciado oficialmente, a Nike terá controle sobre como serão vendidos seus produtos, evitando que haja falsificações através da plataforma.
Até então, a empresa vendia seus produtos através da Zappos, marca comprada pela Amazon em 2009 por US$ 1,2 bilhão. Com o novo sistema, a Nike irá vender diretamente aos seus consumidores.
A possibilidade de um acordo com a empresa de comércio eletrônico fez as ações da Nike crescerem 1,8%, enquanto redes varejistas, como a Foot Locker, experimentaram queda de 11%.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/contra-pirataria-nike-faz-acordo-com-amazon_32706.html#ixzz4kptVl6GN

quarta-feira, 21 de junho de 2017

EVENTO NO FACEBOOK DEBATEU MELHORES PRÁTICAS DE REDES SOCIAIS NO ESPORTE

‘Brazil Sports Summit’ reuniu profissionais de clubes, ligas, representantes de atletas e veículos de comunicação


O Facebook Brasil recebeu ontem em sua sede em São Paulo profissionais de diversos clubes, ligas, agências e veículos de comunicação para o evento Brazil Sports Summit.

Por lá, temas como melhores estratégias de uso, vídeo, importância do conteúdo, perfis dos usuários, Esportes no Instagram e monetização das redes sociais foram debatidos para uma audiência pra lá de qualificada. Flamengo, Corinthians, Cruzeiro, Ponte Preta, Sport, Grêmio, São PauloAtlético-PRBahia, Santos, CBFNBB (que abordou seu case de sucesso) e Desimpedidos foram apenas alguns dos que marcaram presença.

Enquanto o Twitter busca crescer investindo na aquisição de direitos de transmissão de ligas e eventos esportivos, ao que indica, o Facebook preferiu outro caminho, o de se aproximar dos populares perfis esportivos que geram grande engajamento por parte dos torcedores/fãs. Com uma estratégia muito bem amarrada, recentemente a AS Roma se destacou na rede de Mark Zuckerberg apostando no poder de viralização do formato em vídeo.

Com o interesse de estar 100% alinhado com nossos clubes e ligas, o Facebook pode entregar mecanismos que façam com que estes perfis entreguem conteúdo ainda mais relevante e que retornem, claro, em receitas para os envolvidos. Com cada vez mais patrocinadores desejam aproveitar a popularidade das páginas, monetização, portanto, é uma frente a ser melhor trabalhada.


Fonte: MKT Esportivo

Palmeiras e Flamengo se destacam em estudo sobre finanças de times

Juntos, clubes detêm 38% de capacidade de investimento entre 27 principais equipes do país, diz estudo do Itaú BBA

Palmeiras e Flamengo são os clubes brasileiros com maior capacidade de investimento segundo o estudo “Análise Econômico-Financeira dos Clubes de Futebol Brasileiros 2017”, divulgado pelo Itaú BBA nesta terça-feira (dia 20).
Ao aplicar a fórmula de receitas x despesas, o time carioca e o paulista se destacam no levantamento feito pelo banco com os 27 principais clubes do país. O Flamengo por ter implementado uma gestão que buscou diminuir o endividamento do clube. Já o Palmeiras em grande parte auxiliado pelo patrocínio polpudo da Crefisa.
Os dois clubes abocanharam 38% do fluxo de caixa contando os números de todos os times. Só o Flamengo foi responsável por 21%, enquanto o Palmeiras ficou com 17%.
“Se pegarmos 2015 e 2016, a diferença de receita não é tão representativa. Mas o que esses clubes conseguem fazer em gestão de recursos é significativo. Se olharmos só o recurso recorrente, que é retirando a receita com venda de atletas, Flamengo e Palmeiras têm desempenho assustador em relação ao resto [dos clubes]”, afirma Cesar Grafietti, superintendente de crédito do Itaú BBA e coordenador do estudo.
No cálculo, o dinheiro conseguido com negociação de jogadores não é levado em conta pelo fato de esse tipo de receita variar muito de um ano para o outro. Fontes mais constantes vem com direitos de TV, bilheteria e patrocinadores.
Em faturamento, o Palmeiras liderou o ranking, com ganhos de R$ 469 milhões em 2016. Em relação à temporada anterior, o clube viu um aumento de 56% na arrecadação, tendo superávit em todos os setores. Os direitos de TV cresceram 45%, os patrocínios aumentaram 39% e a renda de bilheteria e com o programa de sócio-torcedor subiu 35%.
Até o setor de negociação de atletas, que não é tradicional no clube, experimentou uma subida de 920%, saltando de R$ 5 milhões para R$ 51 milhões graças à negociação de Gabriel Jesus para o Manchester City.
O Flamengo ficou um pouco atrás do time paulista, arrecadando R$ 408 milhões. Como forma de comparação, o Vasco, o segundo colocado no Rio de Janeiro, ganhou praticamente a metade (R$ 213 milhões).
Ao contrário do Palmeiras, porém, o faturamento do time rubro-negro veio principalmente de uma fonte de receita, os direitos de transmissão, que aumentaram 69%. Os rendimentos com publicidade (-22%) e bilheteria/sócio-torcedor (-10%) sofreram queda. Apesar disso, o time se manteve sustentável com o controle nos gastos.
Lógico que dinheiro em caixa não significa garantia de conquista de títulos. Mas ajuda. No ano passado, por exemplo, o Palmeiras conquistou o Brasileirão após um jejum de 22 anos.
“Não quer dizer que Flamengo e Palmeiras vão ganhar tudo. Mas os clubes têm capacidade de competir melhor, enquanto os outros times estarão tentando fechar a conta no final do mês”, explica Grafietti.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/palmeiras-e-flamengo-se-destacam-em-pesquisa-sobre-faturamento-dos-times-brasileiros_32689.html#ixzz4kf5I3YiB