Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Mesmo com estatuto, São Paulo tem novo escândalo

Gerente de marketing foi demitido após acusações de desvios

O marketing do São Paulo foi envolvido em um novo caso de corrupção, menos de um ano depois de o clube mudar o estatuto para profissionalizar as diretorias. E o nome envolvido foi justamente de um gestor remunerado. O gerente de área Alan Cimerman foi demitido por justa causa após uma investigação liderada pelo diretor de comunicação, Marcio Aith.
Cimerman teria realizado um esquema de desvio de ingressos para o show do U2, que será realizado no Estádio do Morumbi. Os negócios também envolveriam a terceirização da venda de camarotes para a apresentação, além do aluguel da arena, que teria sofrido uma queda de valor para a apresentação da banda irlandesa.
Segundo o “Uol Esporte”, o agora ex-executivo assinou a demissão, mas, por meio de seu advogado, negou todas as acusações. O clube, por outro lado, já teria levado o caso à polícia.
O fato acontece dois anos depois dos escândalos que derrubaram Carlos Miguel Aidar da presidência do clube. Uma das acusações sofridas pelo ex-dirigente era de envolver uma namorada em negociações, com direito a uma suposta comissão no acordo com a Under Armour. O então vice-presidente de marketing também chegou a ser citado na época.
O caso foi fundamental para, no fim de 2016, o São Paulo mudar o estatuto, sob o mandato de Carlos Augusto de Barros e Silva. Um dos principais objetivos era tornar o clube mais profissional. Para isso, foi criado um conselho de administração e toda a diretoria passou a ser remunerada, em escala semelhante ao que acontece em alguns dos principais times do mundo. Foi esse conselho, por sinal, que realizou a investigação que levou à demissão de Alan Cimerman na última semana.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/mesmo-com-estatuto-sao-paulo-tem-novo-escandalo_33034.html#ixzz4q7OMYkcO

0 comentários :

Postar um comentário