Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Messi e Suárez são armas de Argentina e Uruguai para sediarem Mundial de 2030

Ídolos da torcida do Barcelona são amigos fora de campo e gostam da ideia

Se o atentado terrorista em Barcelona que resultou em ao menos 14 mortos deixou os dois principais nomes do clube espanhol tristes, um outro assunto parece alegrar bastante tanto Lionel Messi como Luis Suárez. Os dois são as principais armas de Argentina e Uruguai na tentativa de sediarem em conjunto a Copa do Mundo de 2030.
A ideia de usar a imagem dos dois craques do Barcelona surgiu em julho, em uma reunião realizada na Casa Rosada, sede do governo argentino, que contou com diversas autoridades dos dois países. Uma das decisões tomadas foi a criação de uma comissão que envolve o Ministério do Turismo e a Secretaria de Esportes dos dois países, além da AFA (Associação de Futebol Argentino) e a AUF (Associação Uruguaia de Futebol).
Desde então, o projeto está em andamento e já tem uma data para vir a público: 30 de agosto. Nesse dia, véspera do jogo entre Argentina e Uruguai, em Montevidéu, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018, o presidente argentino, Mauricio Macri, ao lado de Messi, e o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, ao lado de Suárez, farão a apresentação oficial da candidatura.
Nos bastidores, a empolgação é grande. Outro fator que argentinos e uruguaios enxergam como ponto a favor é que, em 2030, fará 100 anos que os dois países decidiram a primeira Copa do Mundo da história. Em 30 de julho de 1930, o Uruguai bateu a Argentina por 4x2 no Estádio Centenário, em Montevidéu, e se tornou o primeiro campeão mundial de futebol. O próprio presidente da FIFA, Gianni Infantino, já expressou apoio à candidatura conjunta quando ela veio a público ainda extraoficialmente no ano passado.
Vale lembrar que nem a sede do Mundial de 2026 está definida. Estados Unidos, Canadá e México, em uma tripla candidatura, duelam com o Marrocos. Já as duas que estão mais próximas foram escolhidas faz tempo: 2018 na Rússia, e 2022 no Qatar.



0 comentários :

Postar um comentário