Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

ESPECIAL | COMO O MANCHESTER CITY SE APROXIMA CADA VEZ MAIS DA ‘GERAÇÃO Z’

Clube apresenta novidade de olho na preferência de uma geração muito jovem e hiperconectada


Nascidos a partir de 1990. Reconhecidos como nativos digitais, ou seja, vivem uma relação baseada na conexão digital. Concentram-se 100% no online e smartphones são praticamente a extensão dos seus braços. Estas talvez sejam as característica mais marcantes da chamada ‘Geração Z‘, que hoje impõe grandes desafios ao mercado publicitário. E no esporte não seria diferente. O MKTEsportivo já tratou destas barreiras recentemente.

Dinâmicosexigentes, querem tudo para ontem e desprendidos de hierarquias. Hoje, esta geração deve estar no centro do planejamento comercial de equipes que desejam cada vez mais renovar sua base de fãs e emplacar novidades que serão rapidamente abraçadas por eles. Que diga o Manchester City, certamente um dos clubes mais antenados e avançados no campo da tecnologia e inovação no atual cenário da bola.

No início de setembro, os Citizens lançaram um aplicativo chamado SkillCity, baseado em desafios de habilidades voltado ao público jovem (de 5 a 14 anos). Como ativação inicial, a equipe apostou em webséries que traziam desafios entre jogadores e jogadoras do atual elenco do City. Dando sequência em sua promoção e desejando impactar um dos seus mercados prioritários atualmente, o clube, em parceria com sua patrocinadora, a Nexen Tires, lançou uma competição do app exclusivamente para os Estados Unidos.

Os participantes serão divididos em quatro grupos distintos que variam de acordo com a idade e farão parte de um longo processo qualificatório até chegar na final que será realizada na Califórnia. Do total, os 32 melhores ganharão uma viagem especial para o City Football Academy em Manchester e ainda irão assistir ao Manchester City dentro do Etihad Stadium.
SkillCity foi desenvolvido em parceria com os treinadores do próprio clube inglês e consiste em competições de velocidade, domínio de bola, passes e dribles. À medida que são desafiados, eles devem enviar vídeos pelo próprio smartphone mostrando que conseguiram passar para a próxima fase.

Cientes da importância da autorização dos pais para o seu uso, o Manchester City enfatiza que não há possibilidade de compras através do aplicativofunções de bate-papo ou compartilhamento de informações pessoais. Não há ainda a possibilidade das crianças conversarem com estranhos.

Se relacionar o quanto antes com jovens que hoje se encontram nesta faixa de idade, entre 5 e 15 anos, égarantir um lugar especial no coração dos mesmos no curto e médio prazo. Neste contexto de um consumo cada vez mais consciente e qualificado por parte deste público, atraí-los pelo meio digital e ofertar experiências únicas pode ser o caminho mais curto para ganhar a preferência de uma geração cada vez mais exigente.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário