Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Guardiola pede, e Manchester City proíbe Amazon de gravar vestiário

Gigante do e-commerce pagou 8,5 milhões de euros para fazer documentário

As portas do vestiário do Manchester City serão fechadas para a Amazon. Ao menos antes e nos intervalos dos jogos do clube. De acordo com a imprensa britânica, a decisão foi tomada depois de um pedido do técnico Pep Guardiola, que não quer que adversários fiquem sabendo o que ele fala aos seus jogadores no calor de uma partida.
O pedido não é novidade. Quando surgiu a possibilidade de um acordo do clube inglês com a gigante do e-commerce norte-americana, o treinador espanhol foi contra. No entanto, o acerto foi financeiramente vantajoso para o clube, pois a Amazon desembolsou 8,5 milhões de euros, e a vontade do técnico foi deixada de lado. Em seguida, houve uma votação, e a maioria dos jogadores não viu problemas.
As imagens, então, começaram a ser gravadas. Trata-se da rotina do clube inglês estampada em vídeo. Há, por exemplo, imagens do lateral esquerdo Benjamin Mendy, que viajou a Barcelona para fazer exames e começar o tratamento de uma lesão no joelho. Além de imagens de treinos, as câmeras também mostram o vestiário depois dos jogos, assim como os próprios armários dos jogadores.
Só que a vontade de Guardiola de que as imagens do vestiário durante os jogos não fossem gravadas pesou. Como o time vem em uma temporada perfeita, com 4 vitórias em 4 jogos na Liga dos Campeões e 10 vitórias e 1 empate em 11 jogos na Premier League, os mandatários do clube não quiseram arriscar e escutaram o treinador.
O documentário da Amazon Prime Video, setor de streaming da Amazon, que mostra o dia a dia do City tem data de estreia prevista para o início de 2018. A intenção é que a série esteja disponível para mais de 200 países em dispositivos móveis, aplicativos para televisão, aparelhos com Fire TV e, é claro, on-line.
Não é a primeira incursão da Amazon Prime Video no mundo do esporte. O serviço já possui títulos como o “The Grand Tour” (programa de automóveis), a série “All or Nothing” (documentário que segue a rotina de duas franquias da NFL, Arizona Cardinals e Los Angeles Rams), além de uma série com os All Blacks, time de rúgbi da Nova Zelândia.
Na semana passada, o serviço de streaming transmitiu ao vivo o Next Gen ATP Finals, torneio de tênis que reuniu os oito melhores tenistas com até 21 anos da temporada.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/guardiola-pede-e-manchester-city-proibe-amazon-de-gravar-vestiario_33486.html#ixzz4yVRfvwFX

0 comentários :

Postar um comentário