Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

ARENA DA BAIXADA, DO ATLÉTICO-PR, RECEBE CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL

Poucos estádios no mundo receberam o reconhecimento que atesta a adoção de conceitos de sustentabilidade


Arena da Baixada recebeu mais uma importante certificação internacional: o LEED [Leadership in Energy and Environmental Design2009 New Construction and Major Renovations. Receber esta certificação é de extrema importância para o estádio, já que poucos no mundo receberam tal reconhecimento que atesta a adoção de conceitos de sustentabilidade.

O estádio atleticano se enquadrou na categoria Silver, com 50 pontos. A LEED tem como objetivo incrementar o desempenho de edifícios em eficiência energética, gestão de recursos hídricos, redução das emissões de CO2, qualidade de ar interno e a gestão de recursos naturais.

Seu sistema de classificação oferece uma estrutura clara e concisa que permite identificar e implementar padrões passíveis de medição durante as fases de construção, operação e manutenção. Ao mesmo tempo, sua flexibilidade permite que as diversas partes envolvidas decidam de que maneira pretendem atender aos requisitos LEED. Os critérios e estratégias deste sistema também servem como uma ferramenta poderosa para orientar e melhorar os padrões de qualidade de projetos e construções.

A Arena da Baixada se destaca em pontos como a eficiência do uso de água, redução no consumo de energia, além de terrenos sustentáveis, qualidade do ambiente interno e inovação e design. Durante as reformas de ampliação e construção, a CAP S/A deu ênfase na reciclagem e reutilização dos resíduos utilizados na obra (75% dos materiais utilizados) e ao uso de matérias-primas certificadas.

O processo de certificação começou com o projeto da reforma do estádio em 2011 para atender aos requisitos da FIFA. Este processo evoluiu paralelamente com a execução da obra até o início da Copa do Mundo de 2014. Logo após aos jogos do Mundial, o processo foi reativado dando sequência à finalização das obras definidas no plano de certificação, que foi concluído no final do último mês de novembro.

As decisões de projeto foram direcionadas para atender as normas internacionais de eficiência energética definidas pela USGBC. Diversas medidas de projeto e de execução foram aplicadas para atender os requisitos de eficiência definidos. Importante destacar que a Arena em termos globais consegue uma redução de consumo de energia de 19.6%.


Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário