Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

FEDERAÇÃO INGLESA INVESTIRÁ £ 180 MILHÕES POR ANO PARA DESENVOLVER O FUTEBOL LOCAL

Futebol feminino, amador, futsal e deficientes terão atenção especial da FA. Objetivo é oferecer qualificação desde a base


Football Association (FA) anunciou que irá aumentar o investimento no futebol da Inglaterra para desenvolver a modalidade em todos os níveis. O salto, de £ 123 milhões para £ 180 milhões a partir da próxima temporada, deve-se ao acordo da entidade com a Nike (até 2030), aos novos contratos de televisão obtidos pela Emirates FA Cup e Seleções, e o pagamento da dívida final do estádio de Wembley em 2024. Após seis anos de reformas, o estádio foi reinaugurado em maio de 2007, mas o pagamento da dívida das obras ainda segue.

O objetivo principal será valorizar a base do futebol inglês e gerar novos talentos no futuro. A FA afirma que serão investidos £ 50 milhões durante seis temporadas para o futebol feminino e mais £ 9 milhões em cima dos atuais £ 22 milhões para investimentos em novos campos de futebol no país. Neste caso, incluirá um programa inovador para construção de diversos mini-campos em escolas primárias. O futebol nas escolas, bancado por prefeituras, receberá um aporte de pouco mais de £ 8 milhões por ano. Já em estrutura de treinamento, a FA deseja que os 20 mil clubes afiliados tenham um treinador qualificado para cada uma das 64 mil equipes que gerenciam, assegurando assim que recebam acompanhamento especializado desde o início.

Por fim, o objetivo do órgão inglês é que existam 3.2 mil novos centros conhecidos como ‘Wildcats‘, que são responsáveis por promoverem o futebol entre as meninas de cinco a onze anos de idade. Será criado ainda um fundo para apoiar competições de futebol amadorfutsal e deficientes.

“As iniciativas e os investimentos anunciados terão um impacto significativo na forma como o futebol é executado neste país. Eles ilustram o comprometimento da FA em se tornar uma organização mais inclusiva e diversificada, o que vai contribuir muito para o futebol inglês”, resumiu Martin Glenn, diretor executivo da FA.

Segundo a FA, a final da Emirates FA Cup do ano passado foi assistida por quase 100 milhões de pessoasem 170 países. Portanto, além da premiação do torneio sofrer uma valorização para sua próxima edição, mostra que o futebol inglês necessita de investimentos maiores já que seus torneios atraem cada vez mais audiência.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário