Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

HEINEKEN BRASIL É A NOVA PATROCINADORA DO PAYSANDU

Rótulos da holandesa, Glacial, Devassa, Baden Baden, Amstel e Eisenbahn serão comercializados dentro do estádio do clube


Presente em 70 países, a Heineken é a nova patrocinadora do Paysandu Sport Club. O acordo, válido por uma temporada, contempla a divulgação e venda de produtos da empresa holandesa no Estádio da Curuzu.

Pelo contrato, nas partidas do Papão na Curuzu, o clube vai comercializar cerveja Glacial e chope Devassa nas arquibancadas; e chope HeinekenBaden BadenAmstel e Eisenbahn nas cadeiras, camarotes e no Bistrô Bicolor do estádio.

“Estamos muito felizes com essa nova parceria com a Heineken que já começou hoje. Vamos colocar à disposição da torcida seus produtos no estádio em dias de jogos, mas a marca que divulgaremos em nossas mídias é a da cerveja Glacial, que é um dos produtos da Heineken”, explicou o diretor Comercial do clube, Gil Portela.


Sobre as marcas presentes na parceria, vale uma contextualização. Em fevereiro do ano passado a Heineken fechou um acordo com a Kirin Holdings Company para adquirir a operação brasileira da Brasil Kirin por  664 milhões. Com o negócio, a holandesa assumiu o segundo lugar entre as maiores cervejarias do país com uma participação de quase 19%. Em consequência disso, Glacial, Devassa, Baden Baden e Eisenbahn passaram a ser parte do portfólio da Heineken.

Apesar no foco em distribuir seus produtos no Norte e entre os torcedores, a Heineken e o Paysandu trabalharão em ações educativas junto aos órgãos públicos locais, principalmente com foco em um consumo de bebidas alcoólicas de maneira consciente. De acordo com Cesar Portella, gerente regional da Heineken Brasil, serão criadas campanhas envolvendo redes sociaisplacas de campo e o telão do estádio. A cervejaria ainda promete lançar latas personalizadas com o escudo do Papão.

As cervejas já vão ser comercializadas a partir do jogo de estreia do Paysandu no Campeonato Paraense, dia 17, contra o Parauapebas, na Curuzu. Como já destacamos, com algumas restrições, a cerveja foi liberada nos estádios de Belém e fundamental para a concretização do acordo.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário