Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

LIMITE DE CONTRATAÇÕES E JOGADORES POR PLANTEL: AS NOVAS PROPOSTAS DA UEFA PARA O FUTURO

Com Fair Play 2.0, entidade quer frear gastos de gigantes do continente e que elencos tenham número reduzidos de atletas


UEFA estuda uma ampliação do seu Fair Play Financeiro buscando limitar os excessivos gastos com transferências. A entidade deseja estabelecer limites para o investimento total que cada clube pode fazer. Neste caso, a ideia é impor uma diferença de € 100 milhões entre os gastos e receitas no mercado de transferências no período de um ano.

Em números, o PSG só poderia gastar € 420 milhões em uma janela, como ocorreu no meio do ano passado, se ele registrasse € 320 milhões em vendas de seus jogadores na mesma temporada. Neste cenário, não haveria um predomínio de contratações da Premier League, muito em função dos seus acordos de televisão, ou um FC Barcelona embolsando € 222 milhões em apenas um atleta (Neymar, no caso).

Intitulado de Fair Play 2.0, já há quem afirme que esse limite é susceptível de modificação em futuras discussões. Ainda assim, esta é a forma que a UEFA encontrou para frear os investimentos de clubes que contam com maiores fundos ou investidores. Algo que, como sabemos, a versão atual da Fair Play Financeironão conseguiu fazer.

Na mesma reunião, a entidade mostrou sua preocupação também com o alto número de atletas em elencos. A UEFA espera limitar os clubes a terem apenas 25 profissionais em seus planteis, buscando evitar o que ocorreu com Chelsea e Manchester City que tinham até 60 jogadores sob contrato. Tudo isso será votado em uma reunião do Comitê Executivo no próximo dia 24 de maio. Até lá, muitas mudanças e reuniões poderão mudar os rumos das ideias apresentadas.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário