Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Hellas Verona é mais um a fechar com Macron e vai substituir Nike


Contrato entra em vigor a partir de julho e será válido por cinco anos


Na briga para não ser rebaixado e cair para a segunda divisão do futebol italiano, o Hellas Verona anunciou nesta terça-feira (17) que vai substituir a Nike como fornecedora de material esportivo. A escolhida foi a compatriota do clube, a italiana Macron.
Com o novo acordo, encerra-se um período de cinco anos do clube com a norte-americana Nike, que estampava as camisas do Hellas Verona desde 2013. O contrato com a Macron começa já a partir de julho, no início da próxima temporada, e também será de cinco anos, ou seja, válido até a temporada 2022/2023.
Um dos motivos pelos quais a Macron foi escolhida foi o fato da marca se comprometer a participar do restabelecimento da loja oficial do clube no centro de Verona. Além disso, ambos já concordaram em promover outras iniciativas nas áreas de merchandising e varejo.  
“Esta escolha foi fortemente desejada, depois de considerar os fatores mais importantes do uniforme e após um período de avaliação que durou vários meses. A Macron provou estar próxima dos nossos valores e, desta nova parceria, nascerão as camisas, assim como toda uma gama de produtos, a partir da próxima temporada”, afirmou Maurizio Setti, presidente do clube italiano.
Com o adendo do Hellas Verona ao seu portfólio, a Macron demonstra cada vez mais força no futebol italiano e também europeu. No ano passado, o clube renovou com a também italiana Lazio e o Sporting, de Portugal, além de fechar um acordo com a Uefa para fornecer os uniformes de seleções europeias menores, como Andorra, Armênia, Belarus, Chipre, Ilhas Faroe, Liechtenstein, Luxemburgo e San Marino.
Este ano a marca já assinou contratos com a Udinese, da Itália; o Nottingham Forest, da Inglaterra; e a Real Sociedad, da Espanha.
A Macron ainda possui acordos mais antigos com Bologna, Cagliari e Spal, na Itália, além de Deportivo La Coruña e Levante, na Espanha; Crystal Palace e Stoke City, na Inglaterra; e o Nice, na França.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/hellas-verona-fecha-com-macron-e-vai-substituir-nike_34342.html#ixzz5D1f9hH6x

0 comentários :

Postar um comentário