Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Rússia amplia em quase US$ 13 milhões os gastos com a Copa


Com nova injeção de dinheiro, conta total já passa dos US$ 14 bilhões

O governo da Rússia anunciou um aumento nos gastos com a organização da Copa do Mundo. O país teve de investir US$ 12,8 milhões em infraestrutura nas últimas semanas que antecederam o início dos jogos. Segundo divulgado, US$ 7,6 milhões foram para a infraestrutura temporária da Copa, enquanto outros US$ 5,2 milhões foram alocados para os estádios e centros de treinamento.

Com essa nova injeção de dinheiro, a conta da organização da Copa na Rússia já passa dos US$ 14 bilhões. Para se ter uma ideia, um relatório final divulgado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em dezembro de 2014, confirmou um custo total de quase US$ 7 bilhões na Copa realizada no Brasil, metade do valor gasto na Rússia.

Por outro lado, o Comitê Organizador Local (COL) afirma que gerou cerca de 220 mil empregos com tudo que foi feito para o Mundial. Além disso, o COL ainda garante que o impacto econômico do evento fará o PIB do país variar de US$ 23,3 bilhões para US$ 28 bilhões em um período de dez anos.
De acordo com o Comitê, isso vai ocorrer por conta do crescimento do turismo provocado pelo Mundial, além de gastos em larga escala feitos em construções e efeitos colaterais dos investimentos do governo russo na competição.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/russia-amplia-em-quase-us-13-milhoes-os-gastos-com-copa_34856.html#ixzz5JpC4ULVF



Startup promete colchão embalado a vácuo para Marcelo


Especializada em sono, Zissou aproveitou lesão do lateral para expor produto

A startup brasileira Zissou, que é especializada em sono, aproveitou a lesão do lateral Marcelo no jogo contra a sérvia para fazer propaganda de seu colchão “bed in box”, produzido com tecnologia americana, embalado a vácuo e que cabe dentro de uma caixa. A promessa é que o produto, presente em redes hoteleiras de luxo como o Fasano, vai “reparar a condição física do jogador”.

De acordo com a Zissou, apesar de movimentar 25 milhões de colchões por ano, a indústria do sono não é marcante na memória dos consumidores. Conforme estudo realizado pela empresa, 90% dos entrevistados não souberam dizer nem a marca nem a composição de seus colchões, além de não recordarem onde adquiriram seus produtos.
A empresa ainda lembrou uma outra análise que lida exatamente com a relação entre sono e atividade física. Para o professor PhD de neurosciência da Universidade da Califórnia, em Berkeley, Matthew Walker, o sono é primordial para a saúde e o bem-estar. Em seu livro “Why We Sleep” (“Por que Nós Dormimos”, em tradução livre), Walker diz que a falta de sono reduz a capacidade aeróbica, aumenta o acúmulo de ácido láctico e faz com que uma pessoa chegue à exaustão de 10 a 30% mais rápido.
Em comunicado, a empresa afirmou que enviou o colchão ao jogador na Rússia nesta quinta-feira (28). O produto chegará ao país da Copa por meio do engenheiro de produtos da Zissou, que levará o colchão com o grupo "Segue o Hexa", formado por nove brasileiros que estão seguindo o Brasil na Rússia com um motorhome.
Segundo a equipe médica da seleção brasileira, Marcelo teve um espasmo na coluna que pode ter sido causado por um colchão. O lateral, no entanto, já está melhor e não deve ser problema para o jogo das oitavas de final, na próxima segunda-feira (2), diante do México.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/startup-promete-colchao-embalado-vacuo-para-marcelo_34855.html#ixzz5JpAQl08N

COM ANEL E PULSEIRAS COMO PAGAMENTO, VISA DETALHA CONSUMO DO TORCEDOR NA COPA


Segundo a empresa de pagamentos, 1 em cada 5 compras registradas no Mundial é feita por tecnologia wearables (vestíveis)


Depois de criar cartões pré-pagos personalizados na Copa de 2014, a Visa decidiu apostar na linha de vestuário como meio de pagamento na Rússia. E tem dado certo. Segundo um estudo feito pela própria empresa de pagamentos, 1 em cada 5 compras registradas no torneio é feita sem contato. Os fãs que mais gastam são os norte-americanos, seguidos pelos mexicanos e chineses. Já nos estádios, os pagamentos feitos através do anel ou a pulseira estilizados atingem 54% das compras realizadas.


“Muitos dos turistas que participam do torneio nunca estiveram na Rússia antes. Estamos muito animados em oferecer uma ótima experiência, impulsionada pela velocidade e facilidade dos pagamentos digitais da Visa, que estão cada vez mais disponíveis em dispositivos, produtos portáteis e cartões sem contato “, disse Ekaterina Petelina, diretora da Visa Russia. “Os fãs usam a tecnologia de pagamento sem contato para reduzir o tempo de espera e voltar rapidamente ao assento”, completou.

Com onze sedes, o torcedor que está na Copa do Mundo da Rússia registra um gasto médio de US$ 56,65 por transação. As cidades mais beneficiadas pelo uso da tecnologia foram MoscouSão PetersburgoSochiCazã e Ecaterimburgo, respectivamente. Na capital, as compras somam US$ 26.9 milhões.

Por fim, aprofundando no consumo dos torcedores, os produtos mais procurados são itens de luxo, acomodação e moda, com os estrangeiros gastando quase duas vezes mais que os russos.

Ao todo, a Visa disponibiliza seis mil anéis de pagamento e trinta mil pulseiras, além de cartões pré-pagos comemorativos com tecnologia contactless. Os dispositivos de pagamento por aproximação da empresa podem ser adquiridos em qualquer um dos 12 estádios na Rússia e ser carregados com a quantia que o consumidor desejar.

Fonte: MKT Esportivo



FOX SPORTS EXALTA NARRAÇÃO FEMININA NA COPA DO MUNDO


Isabelly Morais, Manuela Avena e Renata Silveira foram as vencedoras da campanha “Narra Quem Sabe”


Fox Sports largou na frente e foi a responsável por colocar a primeira mulher da história do país a narrar uma Copa do Mundo. A jornalista Isabelly Morais estreou logo na primeira partida do torneio, no duelo entre Rússia e Arábia Saudita. Ela foi uma das vencedoras do concurso “Narra Quem Sabe“, iniciativa idealizada pelo canal para que pudesse escolher narradoras para o Mundial.


Para celebrar esta importante bandeira levantada pela Fox, a emissora lançou esta semana o seu comercial oficial. O período escolhido para o lançamento tem explicação: Isabelly MoraisManuela Avena e Renata Silveira, vencedoras da ação, se juntarão ao time de narradores formado por Nivaldo PrietoJoão GuilhermeMarco de VargasTéo José e Silva Júnior.

Fonte: MKT Esportivo



quinta-feira, 28 de junho de 2018

Gol ativa seleção com transmissão em voo especial e festa em hangar


Clientes assistiram a Brasil x Sérvia no avião e participaram de festa ao chegar a SP


A Gol aproveitou o último jogo da seleção brasileira na fase de grupos da Copa do Mundo para ativar mais uma vez seu patrocínio ao time. Dessa vez, alguns clientes puderam assistir ao jogo diante da Sérvia dentro do avião e, quando chegaram ao destino do voo, a cidade de São Paulo, ainda puderam participar da GolFest, uma megafesta organizada pela companhia aérea no próprio hangar no aeroporto de Congonhas.
Batizado de 0006 em referência a um possível hexacampeonato da seleção brasileira na Rússia, o voo da Gol saiu de Fortaleza com destino a São Paulo. Em uma ação parecida com a feita no final de março no amistoso diante da Alemanha, a partida entre Brasil e Sérvia foi transmitida em pleno voo.
Os clientes, além de assistirem à partida, ainda puderam usufruir de serviço de bordo com direito a cerveja Heineken à vontade, Coca-Cola e snacks da Yoki. O voo também contou com uma apresentação do DJ Ronald Domingues, filho do ex-atacante Ronaldo.
Já em São Paulo, os clientes foram recepcionados pela GolFest. Organizada no hangar da companhia aérea em Congonhas, a festa contou com um novo show de Ronald Domingues, além do grupo Cordel do Fogo Encantado e do ídolo sertanejo Luan Santana. O evento ainda teve a participação de Gabriel Lucas, que é sósia de Neymar Jr. e tem contrato com a empresa, e diversos convidados famosos, como atores, atrizes, modelos e ex-atletas.
A ação foi mais uma da Gol para ativar seu patrocínio à seleção brasileira. Desde março, além da ação no amistoso contra a Alemanha, a companhia aérea também saiu do óbvio ao fechar com Neymar e não utilizá-loabriu vagas para “espiões” de rivais do Brasil e ainda criou o “Portão do Hexa”, um portão de embarque tematizado no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/gol-ativa-selecao-com-transmissao-em-voo-especial-e-festa-em-hangar_34848.html#ixzz5JkDMR5vu

LaLiga usa Copa para se aproximar de torcedores na Rússia


Museu itinerante terá tudo sobre torneio espanhol em plena Praça Vermelha


A LaLiga, organizadora do Campeonato Espanhol, decidiu usar a Copa do Mundo para promover a sua competição aos torcedores na Rússia. A entidade montou o “LaLiga Space”, espécie de museu itinerante com tudo sobre o campeonato, justamente na Praça Vermelha, local que mais concentra turistas em Moscou.
De acordo com a entidade, a ideia é que o espaço permita a aproximação dos fãs de futebol “à emoção e paixão da principal divisão da Espanha”. No local, os visitantes poderão assistir a vídeos históricos, conhecer o troféu (que visita a Rússia pela primeira vez), visitar um vestiário idêntico aos utilizados na competição e aprender mais sobre o torneio, os clubes e os jogadores do presente e do passado.
Outro destaque do “LaLiga Space” para chamar a atenção dos fãs é mostrar que 81 jogadores que estão disputando a Copa do Mundo jogam no torneio espanhol. Para se ter uma ideia, os 20 clubes estão representados na Rússia e, das 32 seleções participantes, 22 delas têm ao menos um jogador que atua na LaLiga.
“Estamos ansiosos para receber todos os torcedores de futebol reunidos em Moscou para a Copa do Mundo de 2018 no 'LaLiga Space'. Esse local interativo permitirá que mais pessoas descubram nossa liga e, para aqueles que já são familiarizados com a LaLiga, que eles se aprofundem em nossa história e aumentem seu prazer. Uma coisa é certa: todos os fãs descobrirão por que esse é o melhor espetáculo esportivo semanal do mundo”, declarou Javier Tebas, presidente da LaLiga.
Por último, o espaço ainda promete uma série de atrações interativas com uso de alta tecnologia e também a chance de conhecer ex-jogadores que atuaram no torneio e passarão pelo “LaLiga Space” justamente para ter essa aproximação com os fãs. Um dos embaixadores da competição, o uruguaio Diego Forlán já esteve presente na inauguração nesta quarta-feira (27).
Segundo os organizadores, o espaço funcionará na loja de departamento GUM, localizada na Praça Vermelha, em Moscou, entre 27 e 28 de junho e, depois, entre 11 e 15 de julho, data da final da Copa, que será disputada exatamente na capital russa.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/laliga-usa-copa-para-se-aproximar-de-torcedores-na-russia_34846.html#ixzz5JkD3mazn

Federação belga promete quase R$ 46 milhões por título da Copa


Cada jogador da seleção receberá R$ 2 milhões em caso de título inédito

A Federação Belga de Futebol decidiu abrir os bolsos para o caso da seleção do país conseguir um feito inédito e conquistar o título da Copa do Mundo na Rússia. A promessa é que quase R$ 46 milhões serão distribuídos para os 23 jogadores. A informação é do jornal britânico “Daily Mirror”.

Segundo a publicação, outro que pode ser dar bem com um possível título é o técnico espanhol Roberto Martínez. Além de entrar para a história, o treinador ainda receberá cerca de R$ 5 milhões.
O Daily Mirror ainda fez uma comparação entre a premiação belga e a prometida para a equipe da Inglaterra que, inclusive, é a principal rival da Bélgica no grupo G.
Em caso de título, que seria o segundo da história inglesa, a premiação será de R$ 24,6 milhões, pouco mais de R$ 1 milhão para cada jogador. Em compensação, o técnico Gareth Southgate embolsará R$ 7,5 milhões, cerca de R$ 2,5 milhões a mais que Roberto Martínez.
Após vencerem Panamá e Tunísia nas duas primeiras rodadas, Bélgica e Inglaterra jogam nesta quinta-feira (28), em Kaliningrado, para definir quem ficará em primeiro e quem ficará em segundo lugar do grupo. Se houver um empate, a decisão ficará por conta dos cartões recebidos, já que os times ficariam empatados em todos os outros critérios de desempate.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/federacao-belga-promete-quase-r-46-milhoes-por-titulo-da-copa_34835.html#ixzz5JkCloVKp



China banca 35% de receita de patrocínio da Copa do Mundo


País tem quatro aportes entre os principais, além de um acordo regional


O investimento das empresas chinesas no patrocínio à Fifa e à Copa do Mundo soma US$ 835 milhões e corresponde a mais de um terço de toda a arrecadação com patrocínios na Copa do Mundo da Rússia. Os números foram divulgados pela empresa de pesquisas Zenith Group, que fez um levantamento com todos os patrocinadores que estão expostos no Mundial.

Os números comprovam a aposta cada vez maior de empresas chinesas no patrocínio à Copa do Mundo, que tem sido bastante assistida pelo público na China. O país asiático tem o grupo Wanda como parceiro da Fifa e mais três empresas (Hisense, Mengniu e Vivo) como patrocinadoras do Mundial.
Além das quatro, a Yadea fechou um acordo regional para o mercado asiático, o que fez da China, ao lado da Rússia, anfitriã da competição, o país com mais aportes à Copa do Mundo.
A presença de mais patrocinadores chineses na Copa levou também a um aquecimento do mercado local em relação ao torneio. Além dos patrocinadores da Copa, outras empresas têm despontado com o patrocínio a atletas como Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar.
Para completar, com o sucesso de audiência em território chinês, aumentaram as especulações de que o país poderia se candidatar a ser sede do Mundial de 2030. Até o momento, a candidatura tripla de Argentina, Paraguai e Uruguai, além do Marrocos, são as únicas oficiais. A imprensa britânica especula que a Inglaterra também pode entrar na briga.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/china-banca-35-de-receita-de-patrocinio-da-copa-do-mundo_34834.html#ixzz5JkCRLui4

MILAN É BANIDO DAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS PELAS PRÓXIMAS DUAS TEMPORADAS


Órgão de controle financeiro da UEFA considerou que o clube italiano violou as regras de Fair Play Financeiro



Milan foi banido por dois anos de competições europeias. A decisão tomada pelo órgão de controle financeiro da UEFA considerou que o clube italiano violou as regras de Fair Play Financeiro, sobretudo a regra de equilíbrio.

A Câmara do Órgão de Controle Financeiro de Clubes (CFCB), presidida por José Narciso da Cunha Rodrigues, tomou uma decisão no caso do clube AC ​​Milan. Uma violação dos Regulamentos de Licenciamento de Clubes e Fair Play Financeiro da UEFA, em particular o requisito de equilíbrio. Com isso, deixa o clube está excluído da participação nas próximas competições de clubes da UEFA“, destacou em comunicado.

Desta maneira, o Milan não poderá participar de competições de clubes organizadas pela UEFA. No curto prazo, isso significa que o time está fora da próxima Europa League, para a qual havia conseguido vaga na última temporada. A Fiorentina deverá tomar o lugar dos Rossoneri no torneio.

A decisão, entretanto, ainda pode sofrer apelação na corte de arbitragem do esporte, de acordo com o artigo 34(2) dos procedimentos financeiros da entidade, bem como com os artigos 62 e 63 do estatuto da associação.

“Investimos mais de 200 milhões de euros para abrir um novo ciclo. Um ano depois, o valor do investimento permanece inalterado, e o valor de mercado do time é o terceiro da Lega Serie A. Reduzimos os custos operacionais em 6 milhões de euros. Nosso acionista majoritário aumentou o capital ao longo de um ano em 88 milhões de euros (não empréstimos), aumentando o valor dos ativos do clube. O clube está na verdade buscando um ativo mais estável e próspero”, defendeu-se o Milan em comunicado.

MKTEsportivo antecipou recentemente o interesse dos proprietários do Chicago Cubs, da Major League Baseball, em adquirir o clube dada a situação financeira dos atuais donos do Milan. Ainda não se sabe qual será o impacto desta decisão em uma possível negociação.

Fonte: MKT Esportiv

COM A ORACLE, CRUZEIRO BUSCA SER UM DOS CLUBES MAIS DIGITAIS DO MUNDO


Novidade fará com que os serviços oferecidos pelo clube ganhem em agilidade, estabilidade e confiabilidade


Cruzeiro concluiu neste mês a migração de toda a sua infraestrutura de dados para um servidor em nuvem. O banco de dados foi adquirido junto à Oracle, empresa referência no mundo em soluções de tecnologia. Com a novidade, o clube ganhou uma capacidade maior de servidores, fazendo com que seus serviços ganhem em agilidade, estabilidade e confiabilidade.


O torcedor poderá sentir os impactos e benefícios desta migração no programa Sócio do Futebol. Agora, segundo a Raposa, o acesso ao site e ao aplicativo oficial do programa ficou mais rápido.

“Nossa infraestrutura de servidores era localizada em um datacenter interno, limitado às necessidades do Cruzeiro. Com a mudança para uma plataforma em nuvem da Oracle, passamos a contar com mais servidores, que nos atendem de acordo com a demanda que solicitamos”, destacou Breno Muniz, diretor de Business Intelligence do clube mineiro.

“A melhora da plataforma do Sócio do Futebol era uma demanda antiga do nosso torcedor. Conclamávamos o cruzeirense a comparecer aos jogos e ele sempre atendeu ao nosso pedido. No entanto, sofria com problemas para garantir os ingressos. Agora, podemos vender até 72 mil bilhetes por minuto, até mais do que a capacidade do Mineirão, sem que o sistema sofra com oscilações”, completou Muniz.

Ainda sobre os benefícios desta migração em conjunto com a Oracle, o Cruzeiro garantiu a extinção de antigos problemas na comercialização de entradas para as partidas, que pode ser feita através do próprio aplicativo.

Fonte: MKT Esportivo



GLOBO DESISTE DE CONCORRÊNCIA E FACEBOOK ADQUIRE OS DIREITOS DA CHAMPIONS LEAGUE


Enquanto a rede social terá os direitos para Tv aberta, o Esporte Interativo mantém seu acordo para a tv fechada


Negócio fechado! Sem entrar na licitação, a Globo desistiu da concorrência pelos direitos da UEFA Champions League e o Facebook é o novo detentor para a TV aberta pelas próximas três temporadas. As informações foram dadas com exclusividade pelo jornalista Rodrigo Mattos, do Uol.


Na TV paga, apesar dos esforços da ESPN Brasil que deixou de lado até mesmo a luta pelo sub-licenciamento da Copa do Mundo 2018, o Esporte Interativo manterá o torneio em sua grade pelas próximas três temporadas.

A conquista do Facebook ratifica a força cada vez maior da plataforma pela disputa dos direitos das principais transmissões esportivas do mercado. Vale lembrar que a rede social de Mark Zuckerbergadquiriu o direito de transmitir todos os jogos de quinta-feira da Libertadores.

Sobre a decisão da Globo, alguns fatores foram fundamentais para que a emissora sequer entrasse na disputa. O primeiro deles foi o pacote ofertado pela UEFA. Um deles dava direito a todos os jogos, com a primeira escolha nas quartas de final e a final com exclusividade. Já o outro contemplava todos os jogos, da fase de grupos à final. Por outro lado, seguindo o modelo que aplica atualmente no Mundial, a Globo só se interessava pelos direitos conjuntos de TV aberta e paga (Sportv).

Além disso, o acordo comercial com a Brahma, sua cotista no pacote futebol, também pesou na decisão. A Uefa obrigou a Globo a abrir uma exceção à Heineken para compensar a ausência do comercial da marca durante os jogos. Desta maneira, a cervejaria acabava ganhando espaço na Globo sem investir em publicidade pela visibilidade.

Apesar das informações divulgadas, o resultado oficial da licitação ainda será oficializado, bem como a maneira que serão divididos os jogos da Champions entre Facebook e Esporte Interativo. A negociação, porém, não terá grandes entraves, afinal, as duas empresas têm fortes relações comerciais.

Fonte: MKT Esportivo



segunda-feira, 25 de junho de 2018

Rakuten deve fechar naming rights do Camp Nou com o Barcelona


Empresa está satisfeita com retorno de patrocínio máster e quer dar outro passo

Após muita especulação, o Camp Nou pode ter seus naming rights vendidos em breve. E, apesar dos nomes de algumas empresas terem sido ventilados, os direitos podem ficar com uma velha conhecida, a Rakuten, que já detém o patrocínio máster da camisa do Barcelona. As informações são do jornal espanhol Mundo Deportivo.

De acordo com a publicação, Hiroshi Mikitani, CEO da Rakuten, empresa que possui grande presença no comércio eletrônico, mas também possui investimentos em outras áreas como viagens, telecomunicação e crédito bancário, está profundamente satisfeito com o retorno dado pelo patrocínio máster fechado com o clube espanhol desde 2017.
Por conta disso, estaria disposto a dar mais um passo no relacionamento e vincular a marca japonesa ao nome do estádio do Barça. Mikitani estaria disposto a estender o contrato com o clube, que atualmente é de quatro anos, acrescentando os naming rights do Camp Nou. A ideia é elevar a marca a um patamar ainda maior internacionalmente com a iniciativa.
Segundo o Mundo Deportivo, um novo contrato poderia garantir mais 300 milhões de euros ao Barça, metade do que o clube vai gastar no projeto “Espai Barça”, novo complexo esportivo do Barcelona, que compreende a remodelação do Camp Nou e do Palau Blaugrana, ginásio usado pela equipe de basquete do clube
O único entrave visto pelos altos escalões do Barça é o tempo mínimo proposto pelo acordo, que seria de 20 anos. Alguns diretores acreditam que é tempo demais para ficar vinculado a um patrocinador tanto na camisa como nos naming rights do estádio.
Vale lembrar que o contrato entre Barcelona e Rakuten rende 55 milhões de euros por ano ao clube espanhol. Segundo a revista Forbes, o acordo é o maior do mundo entre um clube de futebol e um patrocinador máster.
A relação entre clube e empresa, inclusive, já não é mais só dentro de campo há algum tempo. A empresa de investimentos do zagueiro Gerard Piqué acertou uma parceria com os japoneses, que assinaram patrocínio até para uma turnê mundial da cantora Shakira, esposa do jogador. A própria venda do meia Andrés Iniesta ao Vissel Kobe, do Japão, tem o dedo da Rakuten.
Se o novo contrato for confirmado, a Rakuten enxerga nele uma série de oportunidades comerciais para seu próprio crescimento. O intuito é utilizar tanto o Camp Nou como o Palau Blaugrana para shows e concertos, por exemplo.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/rakuten-deve-fechar-naming-rights-do-camp-nou-com-o-barcelona_34813.html#ixzz5JS0Gk1aW



Embratur vai à Copa na Rússia para promover o Brasil


Campanha “Happy By Nature” tem peças publicitárias shows e até um ônibus

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) decidiu aproveitar a Copa do Mundo da Rússia para promover o Brasil. Com esse objetivo, lançou na capital russa, Moscou, a campanha “Happy By Nature” (“Felizes Por Natureza”, em tradução livre). São diversas atrações para atrair o turista que está na Rússia e fazê-lo viajar ao Brasil assim que possível.

Além de mais de 100 peças publicitárias espalhadas por Moscou desde o dia 16 de junho, a Embratur ainda colocou nas ruas da cidade um ônibus. O veículo está envelopado com imagens de destinos turístico e do estilo de vida brasileiro e ainda servirá para mais um propósito: palco para shows.
Nesta terça-feira (26), será em cima do ônibus que o cantor Diogo Nogueira fará três pequenos shows em pontos turísticos da capital russa. A ideia é que o músico apresente aos russos e aos turistas o conceito de brasilidade com o samba, um dos ritmos mais icônicos e representativos do Brasil.
Já entre as mais de 100 peças publicitárias, uma em especial promete chamar a atenção de quem chega em Moscou. Um painel foi instalado na área de desembarque internacional do aeroporto da cidade e ficará por lá por dois meses. O ônibus, por sua vez, circulará até 15 de julho, data da final da Copa.
A ideia de aproveitar um megaevento para se autopromover não é nova em uma Copa do Mundo. Alguns países fazem a mesma coisa, mas de outras formas, como montando casas temáticas em que conseguem divulgar atrativos turísticos, culturais,
gastronômicos e esportivos, sempre na tentativa de atrair turistas que visitem os respectivos países e injetem dinheiro em suas economias.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/embratur-vai-copa-na-russia-para-promover-o-brasil_34812.html#ixzz5JRzyEwDY



Rede TV! transmitirá Premier League na TV aberta em 2018/2019


Torneio nacional mais importante do mundo é exclusividade da ESPN na TV paga


A Rede TV! surpreendeu o meio das transmissões esportivas e fechou contrato para transmitir uma partida por semana da Premier League, o campeonato inglês, considerado o torneio nacional mais importante do mundo atualmente. A informação foi dada pelo “Meio & Mensagem” e confirmada pelo Blog do Ohata, do Uol.
O canal paulista terá exclusividade nas transmissões para a TV aberta em um acordo de sublicenciamento com a ESPN, dona dos direitos exclusivos na TV paga pelos próximos quatro anos. O contrato com a Rede TV! é de um ano e válido para a temporada 2018/2019, prevista para começar no dia 11 de agosto.
Com o acerto, a Rede TV! voltará a ter um torneio de futebol de peso em sua grade de programação. Até 2017, a emissora possuía os direitos da Série B do Campeonato Brasileiro, mas o acordo não foi renovado para este ano. Entre outras transmissões esportivas, o canal possui a Superliga de vôlei, além de programas na grade como a Super Faixa do Esporte.
Vale lembrar que o canal já teve direitos importantes relativos ao futebol europeu. A própria Premier League foi transmitida pela emissora até 2011. Torneios como a Liga dos Campeões e a Lega Serie A (Campeonato Italiano) também já fizeram parte da programação.
A Premier League é, atualmente, o carro-chefe da ESPN quando o assunto é futebol internacional. Por ter a exclusividade entre as TVs fechadas, a emissora sempre faz um marketing pesado em cima do torneio que sempre conta com pelo menos seis equipes postulantes ao título no início da temporada: Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/rede-tv-transmitira-premier-league-na-tv-aberta-em-20182019_34810.html#ixzz5JRzn88sV

PROPRIETÁRIO DO CHICAGO CUBS ANUNCIA DESEJO DE COMPRAR O AC MILAN


Atual dono do clube, Li Yonghong enfrenta dificuldades para pagar empréstimo e pode não ter vida longa em Milão


Li Yonghong pode estar com os dias contados à frente do AC Milan. Tendo feito um empréstimo de € 300 milhões junto ao fundo de private equity Elliott, o empresário chinês tem penado para conseguir devolver o valor recebido.


Nesta luta para que o fundo norte-americano não assuma o controle total do clube italiano, surge o interesse explícito da família proprietária do Chicago Cubs, da Major League Baseball. Os ‘Ricketts’ assumiram que estão interessados em desembarcar em Milão de olho em “um investimento de médio a longo prazo” para criar “um forte vínculo com a cidade”.

“Estamos muito interessados ​​em adquirir a maioria das ações do Milan. Ganhamos um campeonato com os Cubs depois de investimentos de longo prazo, estando no centro do projeto da equipe e seus arredores, seus fãs e a cidade de Chicago. A intenção é adotar esta mesma abordagem no Milan”, afirmou a família Ricketts em um comunicado oficial. A família Ricketts adquiriu uma participação majoritária nos Cubs em 2009 e a equipe venceu a World Series 2016 sob sua gestão.

A novidade surge também em um momento em que o Milan, sete vezes campeão europeu, enfrenta sanções da UEFA por violação dos regulamentos financeiros do Fair Play. Para reforçar o elenco na última temporada, o clube gastou € 200 milhões em novos jogadores mesmo diante da instabilidade financeira do consórcio chinês que comprou o clube de Berlusconi por US$ 800 milhões em abril de 2017.

Hoje, os chineses trabalham com a Merrill Lynch para refinanciar a dívida, embora, por enquanto, não exista solução. Com os norte-americanos, há a promessa de redirecionar o AC Milan para que ele volte a ser um gigante da Europa. Seria, portanto, uma mudança de rumo que deixaria Li Yonghong com uma posição minoritária no quadro associativo.

Por outro lado, em sua edição de sábado, a Gazzetta dello Sport informou que há também outra parte americana – sem revelar nomes – interessada em comprar os Rossoneros.

Fonte: MKT Esportivo



sexta-feira, 22 de junho de 2018

Tragédia argentina faz marcas ativarem Copa do Mundo


Ligadas comercialmente ou não ao evento, marcas usaram derrota argentina


A derrota da Argentina por 3 a 0 para a Croácia fez com que algumas empresas “entrassem” no clima de Copa do Mundo nas redes sociais, independentemente de estarem ligadas comercialmente ao evento.
A ação mais contundente foi do McDonald’s. O perfil da rede de lanchonetes no Brasil não perdoou a falha do goleiro argentino Caballero, que praticamente entregou o primeiro gol da Croácia: “O goleirão da Argentina tá parecendo nosso McDelivery: entregando demais”, tuitou o perfil, para em seguida promover o serviço de entregas da rede e, também, a linha de sanduíches que levam frango em sua composição.
A iniciativa teve rápida repercussão, ganhando adesão dos torcedores brasileiros, que estavam eufóricos por conta da derrota que dificultou bastante a situação da Argentina na Copa do Mundo. O post acabou sendo um dos que gerou maior engajamento do perfil brasileiro do McDonald’s. E olha que a concorrência é grande. Diariamente, a empresa dá prêmios a quem acerta o vencedor dos jogos da Copa, numa espécie de bolão virtual. A competição é uma das ações de maior repercussão entre os torcedores brasileiros nesta primeira fase do Mundial.
Outras marcas globais também entraram na onda de tirar sarro do desespero da seleção argentina. O aplicativo Uber fez apenas uma postagem irônica também com o goleiro Caballero: “Goleirão hermano não é Uber, mas deixou a camisa xadrez”, dizia a postagem, que teve o maior engajamento até agora em todas as ações feitas pela marca relacionadas à temática do futebol desde o início da Copa.
Já os desodorantes Rexona Men partiram para uma ironia mais fina. A empresa, que voltou a usar o perfil no Twitter às vésperas do início da Copa do Mundo, criou uma postagem específica para os argentinos. Uma foto com o frasco de desodorante com as cores da camisa argentina foi colocada, tendo a seguinte pergunta provocativa: “Suando frio, hermanos?”. O post gerou o dobro de interações do que o anterior, do dia 17 de junho, logo após o empate do Brasil na estreia do Mundial, contra a Suíça. Naquele, bem mais político, a marca apenas dizia que o “torcedor fanático não abandona”.
Após a estreia insossa do Brasil, o pesadelo argentino parece ser o motivo que faltava para as marcas entrarem de vez na conversa sobre Copa do Mundo nas redes sociais. Resta saber se, em campo, o Brasil ajudará a esquentar esse debate.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/tragedia-argentina-faz-marcas-ativarem-copa-do-mundo_34797.html#ixzz5JB5KgR3C

Copa ajuda, e Museu Seleção Brasileira bate recorde de público


O dia 6 de junho foi o que mais recebeu visitantes em mais de quatro anos

A empolgação da torcida brasileira com a disputa da Copa do Mundo da Rússia está rendendo frutos para o Museu Seleção Brasileira, inaugurado em 18 de março de 2014 no Rio de Janeiro. Pouco antes do início do Mundial, no dia 6 de junho, o local bateu seu recorde de público: 507 visitantes estiveram presentes no Museu.

O sucesso vem sendo garantido também graças a uma parceria da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com a rede de ensino público do Rio de Janeiro. Apenas no dia em que o recorde foi batido, 249 alunos de escolas públicas cariocas foram ao Museu.
A visita começa no saguão da sede da CBF já com uma série de atrações, como um vídeo que mostra as principais conquistas da seleção brasileira ao longo da história do futebol. Ao longo do passeio, que costuma ter 1h30 de duração, o visitante pode ver um vasto acervo que conta com atrações multimídia e diversos objetos históricos, como troféus, bolas e camisas.
Para se ter uma ideia, apenas na seção Galáxia de Troféus, são mais de 200 peças expostas, entre conquistas das seleções principais masculina e feminina, e também das categorias de base. Já na seção Passeio dos Campeões, uma tela com cerca de 1400 estrelas representa os jogadores convocados em toda a história da seleção.
Entre as atrações multimídia, um óculos de realidade virtual permite ao visitante “entrar” no vestiário e depois no campo com os jogadores da seleção. E, no final, a loja oficial do Museu ainda vende camisas, souvenirs e produtos exclusivos para os fãs.
Para quem quiser visitar, o Museu Seleção Brasileira fica na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Os ingressos custam R$ 20 (R$ 10 a meia-entrada), e o local possui estacionamento gratuito. O horário de funcionamento é das 10h às 18h todos os dias da semana.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/copa-ajuda-e-museu-selecao-brasileira-bate-recorde-de-publico_34796.html#ixzz5JB54Kabj



Fifa faz parceria com Snapchat durante a Copa


Usuários podem decorar postagens com imagens que remetem ao Mundial


De olho na repercussão que a Copa do Mundo da Rússia vem tendo nas mídias sociais, a Fifa reforçou nesta sexta-feira (22) a divulgação de uma parceria com a rede social Snapchat, que teve início no dia da abertura do torneio. Pelo acordo, os usuários ganharam novas ferramentas criativas para decorar suas postagens com imagens que remetem ao Mundial.
“Queríamos dar aos fãs algo divertido e único para esta edição da Copa do Mundo da Fifa. Além de nossas campanhas digitais #WeLiveFootball, estamos entusiasmados por trabalhar com o Snapchat para que os fãs de todo o mundo possam usar essas novas ferramentas criativas para compartilhar suas experiências da Copa do Mundo da Fifa 2018 com amigos”, disse Philippe Le Floc’h, diretor comercial da Fifa.
A parceria permite que os usuários do Snapchat decorem tanto fotos como vídeos com lentes de realidade aumentada (AR) da Rússia 2018, além de filtros e adesivos com símbolos do torneio. Os preferidos têm sido os que aparece a mascote Zabivaka.
Como o interesse tende a aumentar com o decorrer da competição, a rede social ainda apresentará uma lente AR dedicada que vai utilizar tecnologia 3D Bitmoji especificamente para as semifinais e a final da Copa, que serão disputadas entre os dias 10 e 15 de julho.
“Estamos ansiosos para que os Snapchatters de todo o mundo compartilhem seu entusiasmo pela Copa do Mundo da Fifa de 2018 com seus amigos, usando o poder criativo do aplicativo Snap”, afirmou Ben Schwerin, vice-presidente de parcerias da Snap Inc.
Com o acordo com a Fifa, o Snapchat aumenta o número de parcerias fechadas para a Copa do Mundo. Antes, a rede social já havia acertado com Adidas, Nike, Budweiser, Copa90 e BBC.

Original: http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/fifa-faz-parceria-com-snapchat-durante-copa_34795.html#ixzz5JB4sQeIe