Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 29 de junho de 2018

COM ANEL E PULSEIRAS COMO PAGAMENTO, VISA DETALHA CONSUMO DO TORCEDOR NA COPA


Segundo a empresa de pagamentos, 1 em cada 5 compras registradas no Mundial é feita por tecnologia wearables (vestíveis)


Depois de criar cartões pré-pagos personalizados na Copa de 2014, a Visa decidiu apostar na linha de vestuário como meio de pagamento na Rússia. E tem dado certo. Segundo um estudo feito pela própria empresa de pagamentos, 1 em cada 5 compras registradas no torneio é feita sem contato. Os fãs que mais gastam são os norte-americanos, seguidos pelos mexicanos e chineses. Já nos estádios, os pagamentos feitos através do anel ou a pulseira estilizados atingem 54% das compras realizadas.


“Muitos dos turistas que participam do torneio nunca estiveram na Rússia antes. Estamos muito animados em oferecer uma ótima experiência, impulsionada pela velocidade e facilidade dos pagamentos digitais da Visa, que estão cada vez mais disponíveis em dispositivos, produtos portáteis e cartões sem contato “, disse Ekaterina Petelina, diretora da Visa Russia. “Os fãs usam a tecnologia de pagamento sem contato para reduzir o tempo de espera e voltar rapidamente ao assento”, completou.

Com onze sedes, o torcedor que está na Copa do Mundo da Rússia registra um gasto médio de US$ 56,65 por transação. As cidades mais beneficiadas pelo uso da tecnologia foram MoscouSão PetersburgoSochiCazã e Ecaterimburgo, respectivamente. Na capital, as compras somam US$ 26.9 milhões.

Por fim, aprofundando no consumo dos torcedores, os produtos mais procurados são itens de luxo, acomodação e moda, com os estrangeiros gastando quase duas vezes mais que os russos.

Ao todo, a Visa disponibiliza seis mil anéis de pagamento e trinta mil pulseiras, além de cartões pré-pagos comemorativos com tecnologia contactless. Os dispositivos de pagamento por aproximação da empresa podem ser adquiridos em qualquer um dos 12 estádios na Rússia e ser carregados com a quantia que o consumidor desejar.

Fonte: MKT Esportivo



0 comentários :

Postar um comentário