Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Arsenal e patrocinador chinês veem-se envolvidos em fraude


Clube teria assinado contrato com indivíduo não autorizado por montadora chinesa



O Arsenal, um dos clubes mais tradicionais do futebol inglês, envolveu-se em um caso de fraude com um de seus parceiros comerciais. O problema é com a montadora chinesa BYD, especializada em veículos elétricos e apoiada pelo magnata Warren Buffett, com quem o clube fechou uma parceria oficial de carros e ônibus em abril deste ano.
De acordo com a imprensa chinesa, a equipe teria assinado um contrato com Li Juan, que conduzia atividades de marketing em nome da BYD nos últimos três anos e assinou acordos comerciais envolvendo dezenas de parceiros, um deles o Arsenal, de forma não autorizada.
A questão veio à tona no começo do mês. No dia 4 de julho, a BYD divulgou um comunicado em que afirmou que Li Juan havia sido preso pelas autoridades chinesas depois de ter sido denunciado pelos acordos fraudulentos.
“Por este meio, reiteramos que a BYD nunca esteve envolvida e não é responsável por quaisquer problemas de fraude. Por favor, certifique-se de informar a autoridade responsável sempre que você encontrar uma vítima”, disse o comunicado da empresa.
Na semana passada, o próprio Arsenal também divulgou um comunicado confirmando a fraude no contrato.
“A BYD informou ao Arsenal que acredita ter sido vítima de uma fraude em relação a vários acordos de publicidade. Isso inclui nossa parceria com a BYD, que foi formalmente lançada por ambas as partes em um evento em 8 de maio. Estamos investigando a situação e discutindo com representantes de alto nível da BYD que estiveram envolvidos no lançamento da parceria. Não faremos mais comentários sobre este assunto”, afirmou o comunicado do clube.
Vale ressaltar que, em abril, a parceria foi anunciada no site oficial do Arsenal, com direito a declarações que incluíam citações da diretora comercial do clube, Vinai Venkatesham, e da diretora de relações públicas e de marca da BYD, Sherry Li.
Clube e empresa prometem se pronunciar sobre o caso apenas quando tudo estiver resolvido. Ainda não se sabe, portanto, qual será o destino da parceria.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário