Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Ex-Candy Crush é novo cientista de dados do Arsenal


Mikhail Zhilkin terá sua primeira experiência com futebol no clube inglês



Quem nunca ouviu falar do famoso jogo mobile Candy Crush? É difícil até achar alguém que nunca tenha jogado ao menos uma partida do game desde que ele foi criado, em 2012. O sucesso de marketing foi e ainda é tão grande (o jogo é o mais baixado das lojas de aplicativos, com mais de 50 milhões de jogadores) que um profissional especialista no Candy Crush acaba de ser contratado pelo Arsenal para ser cientista de dados do clube.
Formado no Instituto de Física e Tecnologia de Moscou, o russo Mikhail Zhilkin uniu-se à King.com, empresa por trás do Candy Crush, em 2013. Contratado para liderar o lado técnico do funcionamento do jogo, Zhilkin ainda tornou-se o cientista de dados responsável por duas versões mais novas, o Candy Crush Soda e o Candy Crush Jelly, que também se transformaram em sucesso imediato.
O Arsenal, então, enxergou em Zhilkin potencial para trabalhar com futebol. A ideia é que o cientista se concentre nos dados físicos dos atletas e seja um analista de lesões, ou seja, maximize o desempenho e minimize ao máximo o risco de o clube perder atletas durante a temporada.
O profissional ficará responsável ainda por reunir insights que possam ser utilizados como ferramentas de coaching e traçar perfis de cada jogador a fim de auxiliar nos treinamentos e na recuperação daqueles que vierem a se machucar. O cientista vai se reportar a Darren Burgess, diretor de alta performance do Arsenal.
Esta será a primeira vez que Mikhail Zhilkin trabalhará de forma direta com o futebol. Em seu perfil no LinkedIn, ele se diz “um cientista de dados interessado em raciocínio racional, automação, visualização de dados, aprendizado de novas máquinas e associações como o futebol”. 
Fonte: Máquina do Esporte


0 comentários :

Postar um comentário