Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 25 de julho de 2018

MILAN ANUNCIA O RETORNO DE LEONARDO COMO DIRETOR ESPORTIVO


Em sua nova função, chamada de “direção geral da área técnico-esportiva”, Leo cuidará dos movimentos do clube dentro do mercado



AC Milan anunciou nesta tarde o retorno de Leonardo. Através de uma imagem que destaca que “Leo está em casa de novo“, o clube italiano divulgou um comunicado em seu site oficializando o brasileiro como seu novo diretor esportivo.

Em sua nova função, chamada pelos rossoneri de “direção geral da área técnico-esportiva“, Leonardo cuidará dos movimentos do Milan dentro do mercado de transferências, seja na manutenção do elenco, como também no papel de intermediário entre atletas e a presidência.

“O retorno de Leonardo, um grande rossonero e um campeão do mundo, é outro passo em direção ao sucesso. A escolha por Leonardo também é um sinal de comprometimento de Elliott a adicionar figurar de experiência internacional, que saibam o que significa trazem o Milan de volta à grandeza. Leonardo Será o responsável pela área esportiva, assim como o mercado de transferências e terá todo o suporte necessário para fortalecer e racionalizar o time, de acordo com as regras do Fair Play Financeiro da Uefa”, disse Paolo Scaroni, presidente executivo do clube.

Trata-se de mais uma passagem de Leonardo pelo Milan, clube que atuou como jogador entre 1997 e 2001, sendo campeão italiano na temporada 98/99, e posteriormente como diretor e treinador, entre 2003 e 2009. O novo diretor já atuava nos bastidores da equipe por ocasião da conquista da UEFA Champions League2006/07. Sem sucesso como treinador, Leonardo foi para o rival Inter de Milão, onde trabalhou como técnico por apenas seis meses. Posteriormente, foi diretor do Paris Saint-Germain, onde também atuou como atleta, ficando até 2013.

Trata-se do primeiro grande movimento estratégico do fundo de private equity Elliot Management após assumir o clube das mãos do chinês Li Yonghong. Um dos objetivos do grupo era encerrar de uma vez a participação chinesa dentro e iniciar uma nova era. Vale lembrar que Yonghong não conseguiu pagar um empréstimo de € 32 milhões e chegou a ser chamado de “charlatão” pela imprensa local. Recentemente, no entanto, o fundo americano assumiu o comando do clube e destituiu o chinês do cargo.

Fonte: MKT Esportivo

0 comentários :

Postar um comentário