Cabeçalho

Logotipo

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Novo estádio do Tottenham será aberto sem venda de naming rights


“The Tottenham Hotspur Stadium” terá primeiro jogo oficial em 15 de setembro


Máquina do Esporte vem informando há vários meses que o Tottenham fechou uma série de parcerias para o novo estádio do clube, que vem sendo construído em Londres. Nesta sexta-feira (27), no entanto, os Spurs anunciaram que o local será inaugurado como “The Tottenham Hotspur Stadium”, ou seja, não terá seus naming rights vendidos.

A notícia pegou de surpresa os veículos de comunicação britânicos. Com parcerias fechadas com empresas como Daktronics, Beavertown, GKR Scaffolding, Zumtobel Group, Schneider Electric, Mitel, Redstone Connect, Harman e SCX, era esperado que o clube fechasse um grande acordo pelos direitos de nome.
Um estudo recente da consultoria Duff & Phelps chegou à conclusão de que os naming rights do novo estádio poderiam gerar um acordo de mais de 15 milhões de libras por ano aos Spurs. O próprio Tottenham imaginava algo até maior, em torno de 20 milhões de libras anuais, ao mesmo tempo em que queria um bom “encaixe de marca”, provavelmente com uma marca B2C.
Tudo, no entanto, não passou de suposição. O estádio, orçado em 850 milhões de libras e que poderá receber até 62 mil espectadores para jogos da Premier League, Liga dos Campeões e Liga Europa, além de shows e até um jogo anual da NFL, não terá seus naming rights vendidos.
O anúncio mostra mais uma vez a dificuldade encontrada pelos clubes ingleses em vender os direitos de nome de seus estádios. O London Stadium, erguido para os Jogos Olímpicos de 2012 e que atualmente é a casa do West Ham, teve uma série de tentativas fracassadas e também não conseguiu ter êxito na venda até o momento.
Entre os grandes clubes ingleses, apenas o Arsenal (Emirates Stadium) e o Manchester City (Etihad Stadium) possuem os naming rights de seus estádios vendidos.
Em 2008, quando o projeto do novo estádio começava a decolar, o presidente do clube, Daniel Levy, chegou a declarar que um acordo de venda dos direitos de nome eram “um componente necessário e crítico do financiamento de um estádio de futebol moderno”.
Sem os naming rights comercializados, o estádio será inaugurado no dia 15 de setembro, quando o Tottenham receberá o Liverpool, pela 5a rodada da Premier League.
Fonte: Máquina do Esporte



0 comentários :

Postar um comentário