Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Lazio fecha aporte máster mais curto por conta do governo italiano


Casa de apostas on-line Marathonbet assinou até 31 de dezembro deste ano



A Lazio anunciou nesta terça-feira (21) que não desistiu do acerto com a casa de apostas on-line Marathonbet e permanecerá com a empresa estampada como patrocinadora máster no peito da camisa do clube. A única questão que precisou ser revista foi o tempo de contrato, que ficou assinado apenas até 31 de dezembro deste ano, ou seja, daqui pouco mais de quatro meses.

A explicação para a situação é simples: o governo italiano já informou que, a partir de 1o de janeiro de 2019, a publicidade de empresas do ramo de apostas estará proibida em todo o país. Assim, a casa de apostas on-line não poderá continuar no peito da camisa da Lazio no ano que vem.

Nem clube nem empresa citaram o curto contrato em suas declarações oficiais. Ao invés disso, preferiram enaltecer a parceria que já entrou em vigor no último final de semana, na abertura da temporada 2018/2019 da Serie A italiana. Jogando em casa, no estádio olímpico de Roma, a Lazio foi derrotada pelo Napoli por 2 a 1.
“Estamos muito satisfeitos por termos alcançado um acordo de associação com uma marca internacional como a Marathonbet”, disse Marco Canigiani, diretor de marketing do clube italiano.
“Estamos muito orgulhosos em anunciar nossa nova parceria com um dos clubes mais importantes da Itália, a Lazio, que tem uma sólida reputação não só na Itália mas no mundo inteiro. Trabalhar com um clube com uma história tão ilustre como a Lazio sublinha a nossa intenção de continuar o nosso crescimento no mercado italiano e além”, afirmou Natalia Zavodnik, CEO da Marathonbet.
Pelo contrato, a Marathonbet terá visibilidade, além do espaço principal da camisa, nos canais digitais e também nas placas de publicidade e outdoors de LED do estádio da Lazio. A casa de apostas on-line russa substitui a Seleco, marca italiana de eletroeletrônicos, que havia feito o aporte máster ao clube italiano na última temporada. Os valores da negociação não foram revelados.
Vale lembrar que a Lega Serie A, que organiza a primeira divisão da Itália, declarou que a decisão do governo do país causará uma perda de mais de 700 milhões de euros para o futebol italiano. Isso porque cerca de metade das equipes que disputam a competição têm uma casa de apostas on-line entre os patrocinadores, o que vem sendo, aliás, uma tendência em todo o futebol europeu.
Fonte: Máquina do Esporte



0 comentários :

Postar um comentário