Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Moradores proíbem Liverpool de fazer “eventos extras” em Anfield


Preocupações são com estacionamento, barulho e comportamentos antissociais



Quem mora no Brasil está cada vez mais acostumado a visitar arenas de clubes de futebol para assistir a shows e eventos diversos, certo? Em São Paulo, isso acontece muito no Morumbi e no Allianz Parque, por exemplo. Esta é, inclusive, uma maneira dos clubes terem uma receita diferente e faturarem mais, o que ajuda a pagar as contas todo final de mês.
Na Inglaterra, o Liverpool quis começar a fazer a mesma coisa. O objetivo era usar o tradicional estádio Anfield para receber jogos de rúgbi e outros esportes em uma tentativa de aumentar as receitas do clube. Só que a ideia foi vetada. E pelos moradores que vivem na área próxima ao estádio.
O conselho local justificou a “proibição” por conta de preocupações com estacionamento, barulho e, principalmente, comportamentos antissociais. Uma das conselheiras, Adele Downing, afirmou que os problemas já são vistos em todos os jogos do Liverpool em casa. A moradora citou, por exemplo, que torcedores utilizam ruas, vielas e gramados como banheiros, além de pararem os carros em locais proibidos.
Após o veto, o Liverpool ainda tenta convencer o conselho local de outra licitação, a de usar o estádio para eventos não esportivos, como shows musicais, por exemplo. Essa decisão, que deveria ter saído junto à relacionada aos outros esportes, foi adiada.
A ideia dos Reds é receber cerca de dez shows entre meados de maio e o final de junho todos os anos, justamente no período em que o futebol está em férias e os eventos não atrapalhariam o calendário do Liverpool.
Segundo a imprensa britânica, ainda não há uma data definida para a resolução. Se a ideia for aprovada, o Anfield poderia receber shows para públicos de até 54 mil pessoas.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário