Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Alemanha derrota Turquia e será sede da Euro 2024


Torneio voltará a ser sediado por apenas um país e terá dez estádios



A Alemanha foi escolhida como sede da Euro 2024. Após uma série de polêmicas, a decisão final foi tomada em uma votação do Comitê Executivo da Uefa realizada em Nyon, na Suíça, nesta quinta-feira (27). A única concorrente à candidatura alemã era a Turquia, que acabou derrotada pela quarta vez em uma tentativa de sediar a principal competição entre seleções da Europa.
O torneio será o primeiro de grande porte a ser disputado em território alemão desde a Copa do Mundo de 2006. Em termos continentais, será a primeira vez que a Alemanha receberá uma Eurocopa como uma nação unificada. A última, em 1988, teve apenas a Alemanha Ocidental como sede, já que o país era dividido em duas partes pelo Muro de Berlim.
De acordo com o que foi apresentado na candidatura, que teve como embaixador o capitão da seleção alemã campeã mundial em 2014, Philipp Lahm, a Euro 2024 terá dez estádios em dez cidades (Berlim, Colônia, Dortmund, Dusseldorf, Frankfurt, Gelsenkirchen, Hamburgo, Leipzig, Munique e Stuttgart). No total, a Alemanha oferecerá uma capacidade de 2,78 milhões de lugares para os 51 jogos da competição.
Na escolha, o relatório de avaliação da Uefa resumiu a candidatura alemã como “de alta qualidade e está confortavelmente à altura das expectativas no que diz respeito a aspectos políticos, de responsabilidade social, sustentabilidade e direitos humanos”.
Isso porque os dez estádios já existem há algum tempo e precisam apenas de algumas “melhorias específicas”. Além disso, todas as cidades envolvidas possuem boas infraestruturas e são muito bem servidas em relação a transportes, hotéis e tudo que é necessário para receber uma competição da grandeza de uma Eurocopa.
Apesar da escolha convicta da Uefa, a candidatura também gerou muita polêmica. A primeira questão é financeira. Não foi dada isenção de impostos pelas autoridades alemãs a eventuais receitas associadas ao torneio, o que é sublinhado no relatório de avaliação da Uefa.
Para piorar, há também oposição em grupos da sociedade alemã. No último final de semana, durante a rodada da Bundesliga, houve várias manifestações contrárias a uma possível escolha da Alemanha espalhadas pelos estádios do país. Muitos fãs questionam decisões recentes da Bundesliga como mudanças de horários de jogos e partidas às segundas-feiras, dizendo que os interesses comerciais e televisivos estão sendo mais importantes que os interesses dos torcedores.
Além disso, há ainda quem se lembre da última candidatura vencedora do país, para a Copa do Mundo de 2006. Até hoje, a organização daquele Mundial recebe acusações de suspeitas de suborno e compra de votos.
Por fim, vale lembrar que, com a escolha da Alemanha para 2024, a Euro voltará ao seu formato mais comum, com apenas um país sendo sede da competição. Em 2020, a estrutura será completamente diferente, com 12 cidades de 12 países recebendo o torneio. A Alemanha fará parte e será representada pela Allianz Arena, em Munique.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário