Cabeçalho

Logotipo

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Após Israel e Índia, Atlético de Madrid quer escolinha em Cuba


Clube espanhol marca presença em 33 países e quer expandir internacionalização




O Atlético de Madrid poderá ter, em breve, uma escolinha de futebol em Cuba. Após chegar a Israel e Índia no último mês de julho, o clube espanhol escolheu a ilha caribenha como próximo passo de sua internacionalização. Atualmente, os colchoneros já marcam presença em 33 países espalhados pelo mundo.
Nos últimos dias, o CEO do clube, Miguel Angel Gil Martin, chegou a se reunir com o presidente da Associação de Futebol de Cuba, Luis Hernandez. O encontro serviu como um primeiro contato do Atlético com as autoridades cubanas do futebol.
De acordo com o site espanhol Palco 23, várias possibilidades foram discutidas. Como nos demais países que já possuem projetos parecidos, o foco do Atlético de Madrid está em iniciativas de natureza social e educacional. Entre as principais ideias, estão clínicas para atrair talentos, formação contínua no futebol e a promessa dos melhores poderem ter a chance de ir para a Espanha.
“Queremos recrutar jogadores talentosos no projeto de futebol cubano para levá-los para a Espanha e desenvolver a cultura do futebol espanhol. Queremos realizar um projeto social real, com recursos humanos, técnicos e econômicos, e com um componente esportivo por lá”, afirmou Miguel Angel Gil Martin, em entrevista à agência EFE.
A grande dificuldade já observada pelo clube espanhol em Cuba é o fato de o futebol ser um esporte pouco praticado em relação a outros como boxe, beisebol e vôlei, além de não ser profissionalizado. O Atlético, no entanto, parece confiar no que já vem fazendo em países como Israel, Índia e há ainda mais tempo na China para usar como base na ilha caribenha e continuar o processo de internacionalização de sua marca.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário