Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Brasileirão no exterior será transmitido via aplicativo


Transmissões, no entanto, não contarão com Atlético-PR e Flamengo




A transmissão do Campeonato Brasileiro para o exterior será feita apenas por um aplicativo a partir do ano que vem. E não contará com os jogos de Atlético-PR e Flamengo, únicos clubes que não aceitaram a oferta de R$ 550 milhões feita pelas empresas FanHero e BR Foot Sports Media.
A FanHero, uma startup americana fundada por dois brasileiros e que tem como clientes principalmente influenciadores e clubes como Corinthians e Vasco, usará o Brasileirão como uma plataforma de testes para lançar um novo conceito de transmissão por streaming. Durante a exibição dos jogos ao vivo, será possível ao torcedor interagir com outros torcedores na plataforma. Além disso, haverá games para entreter o usuário do aplicativo, que será chamado de Fanfoot.
"Oferecemos aos torcedores e às ligas uma plataforma única para construir uma comunidade. Nossa visão é ser o Netflix do futebol para criar uma plataforma com uma experiência diferente para o fã, seja ele jovem ou veterano, seja durante uma partida ou até fora da temporada", afirmou Humberto Farias, sócio do Fanfoot. 
O aplicativo deve ser lançado no começo de 2019. Ele não poderá contar, porém, com nenhuma promoção relacionada ao Atlético-PR e ao Flamengo, que não aceitaram o contrato proposto para cessão dos direitos até 2022. Assim, a cada rodada, dois jogos não poderão ser exibidos pela plataforma. Quando o duelo for entre os clubes que não assinaram, será apenas ele o "excluído".
Além dos direitos de transmissão internacional do Brasileiro, a joint venture comprou os direitos à comercialização das placas de publicidade nos estádios do Brasileirão, em acordo que vale também no país. Nesse caso, porém, além de Atlético-PR e Flamengo, o Corinthians não faz parte do pacote. Os dois clubes de maior torcida do país fecharam um acordo à parte com a Sportpromotion por dois anos. Já o clube paranaense não tem negócio fechado com nenhuma empresa para isso.
O lançamento da plataforma de streaming deverá representar também um modelo inédito de transmissão internacional. Até agora, o Fanfoot tem apenas o Brasileirão como cliente. Em seu site, a empresa diz que novas ligas serão adicionadas. O maior entrave que ela terá, porém, será poder transmitir ao vivo os jogos, já que a maioria das entidades já comercializaram os direitos de transmissão em outros países. A tendência é que, em muitas das ligas, apenas o direito a realizar ações promocionais seja comprado. O Fanfoot não informa se cobrará pela transmissão.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário