Cabeçalho

Logotipo

sábado, 20 de outubro de 2018

Fluminense fecha patrocínio com startup Rappi


Clube carioca terá marca de empresa colombiana nos ombros até o final do Estadual do Rio



O Fluminense anunciou um novo patrocinador para o time. A startup Rappi, que realiza serviços de entregas, vai estampar sua marca no ombro da camisa do Tricolor carioca até o final do Estadual do Rio. A estreia do patrocínio acontecerá na próxima quarta-feira (24/10), no jogo contra o Nacional (URU), pela Copa Sul-americana.
Desde março deste ano que a Rappi, startup unicórnio (avaliada em mais de US$ 1 bilhão) colombiana, está em atuação no mercado do Rio de Janeiro. O patrocínio ao Fluminense faz parte da estratégia da marca em ampliar visibilidade e negócios no Rio.
“O Fluminense tem o pioneirismo em seu DNA, o que tem tudo a ver com startups. Esse modelo traz com ele profissionais com visão diferente da tradicional e mais ideias de ativação de marca, ações de marketing inovadoras, muitas coisas que podemos desenvolver em conjunto dentro do nosso mundo do futebol”, disse em nota Ronaldo Barcellos, vice-presidente de marketing e comecial do Fluminense.
A intenção da empresa é usar o clube como plataforma para ampliar o relacionamento com os torcedores.
“Queremos não apenas estampar a nossa marca na camisa do clube, mas também agregar valor aos torcedores e jogadores. O Fluminense nos recebeu de braços abertos e com muito profissionalismo”, afirmou Miguel Medina, cofundador da startup e responsável pela marca no Rio de Janeiro.
Por enquanto, a atuação da Rappi no Rio de Janeiro é restrita a bairros da Zona Sul, além de Barra da Tijuca e Centro. Até o fim de 2018, bairros como Tijuca, Freguesia, Recreio, entre outros, serão incluídos na área de atuação.
A Rappi entrega produtos por intermédio de assistentes pessoais autônomos. Através do aplicativo, o usuário pode comprar produtos e solicitar serviços 24 horas por dia em diversas categorias: supermercados, farmácias, restaurantes. 
Em 2016, a empresa foi acelerada pela Y Combinator, a mais importante incubadora de startups do mundo. No início de 2018, recebeu um aporte de US$185 milhões, o que permitiu a sua expansão no Brasil e na América Latina. Em setembro deste ano recebeu um novo aporte, desta vez de US$220 milhões.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário