Cabeçalho

Logotipo

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Europa tenta frear "Super Liga" de times no continente


Novo torneio reuniria os 11 maiores times europeus, mais cinco convidados



O futebol europeu está dividido com a ideia de uma "Super Liga" fechada entre os maiores times do continente. A ideia, que se arrasta desde o fim da década de 1990, ganhou força nos últimos dias graças ao vazamento de e-mails que confirmaram o andamento mais recente do projeto.
A revista alemã "Der Spiegel" divulgou no fim de semana documentos vazados pela plataforma "Football Leaks" que confirmam conversas para o projeto virar realidade em 2021. Em 2016, o Bayern de Munique fez consultas jurídicas sobre a possibilidade de sair da Liga dos Campeões ou até mesmo da Bundesliga. Há alguns dias, o Real Madrid recebeu uma consulta para fechar um contrato com o novo torneio que reuniria os 11 maiores times do continente, mais cinco convidados.
A possibilidade do torneio tem movimentado os bastidores do futebol europeu. Nesta terça-feira (6), a Associação Europeia de Ligas Profissionais soltou um comunicado para atacar a ideia de uma Super Liga. Para a entidade, a sustentabilidade do futebol do continente está presa ao sistema de pirâmide. Ou seja, o acesso dos times às diversas divisões e aos principais torneios por meios esportivos.
"O futebol nacional está no centro do jogo em toda a Europa para todos os participantes: jogadores, clubes, ligas, federações nacionais e, mais importante, torcedores. As propostas para uma Super Liga fechada terão implicações sérias e duradouras para a sustentabilidade a longo prazo do futebol", afirmou a associação.
Na última segunda-feira (5), foi o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, quem prometeu brigar contra a Super Liga. "Ver Juventus x Bayern toda semana seria mais entediante do que, digamos, Juventus x Torino. Não há dúvida: eu vou lutar e fazer tudo o que puder contra esse campeonato, enquanto eu estiver aqui", afirmou o mandatário da entidade, em entrevista à publicação alemã "Kicker".
Segundo os documentos vazados, a Super Liga seria formada por Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Manchester City, Chelsea, Arsenal, Liverpool, Paris Saint-Germain, Juventus, Milan e Bayern de Munique. Os cinco convidados seriam Atlético de Madrid, Olympique de Marseille, Inter de Milão, Roma e Borussia Dortmund.
Mas nem entre os clubes participantes há uma unanimidade. Segundo o jornal espanhol "As", o novo torneio ainda não tem um plano financeiro sustentável. Por isso, pelo menos Barcelona e Bayern de Munique já teriam abandonado o projeto, ainda que os times não tenham se posicionado oficialmente por enquanto.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário