Cabeçalho

Logotipo

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Imprensa americana garante que Liverpool está à venda


Clube inglês foi comprado em 2010 pelos americanos do Fenway Sports Group



O Liverpool será colocado à venda. A informação foi dada pelo jornal americano New York Post, após o proprietário do Fenway Sports Group (FSG), John Henry, ter sinalizado que está disposto a vender o clube. Nada foi tornado público, já que, ao menos por enquanto, Henry estaria “fugindo” de um leilão oficial e preferindo um processo mais informal.

John Henry comprou o Liverpool em outubro de 2010 por £ 300 milhões. Para se ter uma ideia de quanto o clube foi valorizado nos últimos oito anos, a revista Forbes fez uma avaliação recentemente que deu como valor de mercado dos Reds uma quantia próxima de US$ 1,94 bilhão (£ 1,5 bilhão). O empresário estaria querendo, no entanto, algo acima de US$ 2 bilhões.
De acordo com o New York Post, ao menos três fontes garantiram que o clube está à venda. Uma delas, inclusive, chegou a declarar que “está à venda se ele conseguir o preço certo”. Ninguém do FSG, no entanto, quis falar sobre o assunto.
O Fenway Sports Group também é dona do recém-coroado campeão da Major League Baseball (MLB), o Boston Red Sox, possui 80% da New England Sports Network e 50% da Roush Fenway Racing. Fontes disseram ao Post que o Red Sox sofreu perdas financeiras durante a temporada de 2018, apesar de sua vitória na World Series, mas ainda não se sabe se há uma conexão entre as finanças da equipe e a intenção de Henry de vender o Liverpool.
Vale lembrar que, em agosto, o jornal britânico Daily Mail noticiou que, no final de 2017, o xeque Khaled Bin Zayed Al Nehayan, cuja família governa Abu Dhabi, e um parceiro chinês fizeram uma abordagem malsucedida para comprar o Liverpool. Representantes da FSG disseram no mesmo mês que o clube não estava à venda.
Fonte: Máquina do Esporte

0 comentários :

Postar um comentário